2020-1-29

EVENTOS

Oramix sublinha importância da automação, orquestração e dados

No dia 6 de fevereiro, a Oramix, em Parceria com a Fortinet e a Varonis, irá abordar o tema da cibersegurança e a importância que a automação, a orquestração e o governo de dados assume na proteção das redes das organizações

Carlos Caldeira, CyberSecurity Division Manager da Oramix

A Oramix vai reunir alguns dos seus principais clientes num evento a realizar na cidade do Porto, no Hotel Yeatman, no próximo dia 6 de fevereiro, para falar da crescente importância que a cibersegurança assume.

Num mundo de ameaças sofisticadas e de tecnologias e infraestruturas cada vez mais complexas, a automação, orquestração e governo de dados estão a tornar-se cada vez mais cruciais para a segurança. Estes serão, assim, os temas do evento.

As organizações necessitam de automatizar e orquestrar respostas, permitindo melhorar não apenas a agilidade na operação quotidiana da sua infraestrutura de cibersegurança, mas também simplificar e diminuir tempos de resposta em caso de ataques. A mudança do foco para a segurança dos dados de negócio e dados privados onde quer que eles estejam, de onde são acedidos, quando e por quem, são também uma premissa para que soluções de governo, classificação e proteção, tenham hoje especial importância neste contexto”, sublinha Carlos Caldeira, CyberSecurity Division Manager da Oramix.

A Oramix conta com a Fortinet e a Varonis ao seu lado neste evento, sendo Parceiros estratégicos da empresa para ajudarem as organizações a mitigar estas debilidades de forma automatizada e orquestrada, melhorando também a visibilidade do estado da infraestrutura mas também dos seus dados.

Refira-se que a Oramix surgiu no mercado de gestão de dados e infraestruturas em 2001. Com sede em Lisboa, chegou ao Porto em 2016 com uma equipa pronta a responder e acompanhar os clientes do Norte.

Por força do mercado, a experiência levou também a Oramix a consolidar outras áreas de competência, tais como administração de sistemas, virtualização, microsserviços, segmentação de workloads, administração de motores de base de dados e aplicacionais. Segundo Carlos Caldeira, “este posicionamento dá-nos vantagens face à transversalidade do conhecimento de tecnologias e processos dentro de uma organização, no que toca a uma visão holística dos serviços que prestamos conjuntamente com cibersegurança”.

Recomendado pelos leitores

“Desenvolvemos soluções, mas quem tem o maior conhecimento dos setores verticais são os Parceiros”
EVENTOS

“Desenvolvemos soluções, mas quem tem o maior conhecimento dos setores verticais são os Parceiros”

LER MAIS

Evento de Parceiros Sage tem lugar na próxima semana
EVENTOS

Evento de Parceiros Sage tem lugar na próxima semana

LER MAIS

Canalys: o futuro dos fabricantes passa pelo sucesso dos Parceiros
EVENTOS

Canalys: o futuro dos fabricantes passa pelo sucesso dos Parceiros

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 72 NOVEMBRO 2020

IT CHANNEL Nº 72 NOVEMBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.