2020-11-09

SERVIÇOS

AWS aposta em nova região de computação em cloud

A Amazon Web Services está a aumentar a sua presença europeia com uma nova região de computação em cloud na Suíça

A Amazon Web Services está a aumentar mais uma vez a sua presença na Europa, com uma nova região de computação em cloud prevista para a Suíça no segundo semestre de 2022. A medida irá expandir o investimento da empresa no continente europeu, com seis regiões AWS já ativas em França, Alemanha, Irlanda, Itália, Suécia e Reino Unido, e ainda outra localização lançada em Espanha até 2023.

À semelhança de outras regiões da AWS, a nova localização suíça será constituída por várias zonas de disponibilidade separadas (AZs), que se referem a centros de dados em diferentes locais físicos dentro de uma única região. Os centros de dados em cada AZ têm poder independente, arrefecimento e segurança física, e estão ligados por uma rede de baixa latência.

Empresas e organizações suíças poderão executar as suas aplicações de três AZs diferentes espalhadas pelo país como parte da nova região de Zurique da AWS. A utilização de diferentes AZs permite uma melhor tolerância à falha e é particularmente adequada a aplicações de alta disponibilidade.

"Ao longo dos anos, a AWS tem apoiado organizações em quase todas as indústrias da Suíça – desde o seu sistema postal até aos caminhos de ferro, passando pela radiodifusão até ao mapeamento, e de empresas farmacêuticas líderes mundiais a startups inovadoras – para acelerar a inovação, reduzir os custos de IT e transformar as suas operações", explica Werner Vogels, CTO da Amazon.

"A próxima Região AWS Europe (Zurique) dará aos nossos clientes a escolha e flexibilidade para onde armazenar e processar os seus dados", afirma.

Vogels explica ainda que mais de dez mil clientes na Suíça já usam a AWS para construir os seus negócios, incluindo empresas de média dimensão e startups, mas também organizações do setor público. O Swiss Post, por exemplo, usa a AWS para automatizar certas tarefas e executar serviços digitais como o rastreio de encomendas, e estima que a gestão baseada na cloud gerou uma poupança operacional de custos superior a 50%.

O fornecedor de serviços na cloud já abrange mais 24 regiões geográficas em todo o mundo e anunciou a abertura de novas regiões como a Indonésia e o Japão.

Os últimos relatórios da empresa de analistas Canalys mostram que a AWS foi o principal fornecedor global de cloud no 3.º trimestre de 2020, gerando mais receitas do que os três fornecedores de serviços de cloud seguintes juntos. A subsidiária de serviços em cloud da Amazon detém cerca de um terço do mercado global de infraestruturas em cloud, e é seguida pela Microsoft Azure e Google Cloud.

Recomendado pelos leitores

Benefícios da adoção de um modelo de impressão baseado em dados
SERVIÇOS

Benefícios da adoção de um modelo de impressão baseado em dados

LER MAIS

As redes privadas vão expandir-se rapidamente durante a próxima década
SERVIÇOS

As redes privadas vão expandir-se rapidamente durante a próxima década

LER MAIS

O IT e a integridade dos dados
SERVIÇOS

O IT e a integridade dos dados

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 72 NOVEMBRO 2020

IT CHANNEL Nº 72 NOVEMBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.