2021-6-24

SERVIÇOS

Schneider Electric lança relatório e novas atualizações para o futuro digital das TI

Princípio da sustentabilidade orienta recomendações e novas atualizações do EcoStruxure IT e UPS trifásica Galaxy VL

 

A Schneider Electric acaba de lançar o relatório Digital Economy and Climate Impact, fruto de uma investigação que visa promover o conhecimento sobre as aplicações inteligentes e digitalizadas no futuro. Para além da divulgação do relatório, a empresa apresenta novidades para a sustentabilidade e resiliência nos data centers e Edge IT, incluindo atualizações para o EcoStruxure IT – software de gestão de infraestruturas de data center - e a fonte de alimentação ininterrupta trifásica Galaxy VL.

O relatório prevê que a procura de eletricidade relacionada com o setor das TI vai aumentar quase 50% até 2030 e sublinha que o crescimento do Edge Computing exige um enfoque específico, porque espera que estes sistemas sejam menos eficientes que os data centers de hiperescala, do ponto de vista de Power Usage Effectiveness.

“Quando o mundo tal como o conhecíamos ficou paralisado, tudo passou a ser online e o tráfego de Internet disparou”, explica Pankaj Sharma, EVP, Secure Power da Schneider Electric e “é um erro assumir que a atividade digital resultará inevitavelmente num aumento problemático das emissões de CO2”. Calcula-se que com a descarbonização do sistema elétrico, as emissões não aumentem mais de 26% até 2030 e o relatório também procura também dar respostas neste sentido. Mitigar o aumento de emissões provenientes de dispositivos digitais deverá estar no topo da lista e a Schneider dá recomendações para alcançar a eficiência de TI e energia, quer nas componentes quer nos sistemas.

O crescente consumo digital originou sistemas mais complexos, incluindo os data centers, a cloud e Edge. Sharma acrescenta que “a análise do Schneider Electric Sustainability Institute coloca de parte muitas dos argumentos mais pessimistas, que preveem que a utilização de eletricidade relacionada com as TI duplicará a cada cinco anos. Dito isto, como indústria devemos permanecer vigilantes para encontrar novas fontes de melhoria a nível de sustentabilidade e, ao mesmo tempo, assegurar a resiliência, à medida que o digital continua a progredir”.

As novas atualizações do EcoStruxure IT apresentam novas funcionalidades que capacitam os utilizadores para a gestão remota de dispositivos, permitindo que alterem as configurações de um ou mais dispositivos, através da nova unidade UPS Galaxy VL e a partir de uma plataforma centralizada com o EcoStruxure IT Expert. A atualização combinada com a informação sobre o estado de segurança dos dispositivos lançada anteriormente pelo software, dá a possibilidade ao utilizador de identificar dispositivos ou configurações defeituosas e resolver o problema rapidamente, mantendo o ambiente híbrido de TI seguro. Houve ainda melhorias no design e planeamento remoto através dos novos recursos do EcoStruxure IT Advisor.

Os melhorados sistemas de monitorização do ambiente asseguram que os utilizadores tenham sempre controlo do data center e das instalações de TI a partir de qualquer localização. Os utilizadores vão poder executar configurações em massa de forma remota, para câmaras NetBotz 750 e 755. 

As baterias Galaxy de iões de lítio acabam de ser lançadas e possibilitam uma maior poupança de espaço e carregamento, com armazenamento de energia sustentável, instalação mais rápida e com maior segurança. Dispõe ainda de uma arquitetura modular e escalável, à prova de contacto, com uma potência de 200 a 500 kW e níveis de eficiência até 99%, de alta densidade e inovadora para data centers, processos industriais e infraestruturas críticas. As baterias reduzem os custos totais de propriedade, de instalação, manutenção e as necessidades de refrigeração. 

Pankaj Sharma reitera que “a Schneider Electric tem estado focada na sustentabilidade ao longo dos últimos 15 anos, e foi recentemente reconhecida como a empresa mais sustentável do mundo. Adotámos a mentalidade de que a inovação do futuro proporcionará uma maior eficiência a todo o panorama da conectividade” e acrescenta que “ao fazer escolhas inteligentes de forma intencional, o nosso setor pode ajudar a mitigar a quantidade de eletricidade e de emissões que resultarão da crescente vontade de utilizar tecnologias digitais”. A oferta Green Premium cumpre a norma UL9540A e reduz a área ocupada e o peso da bateria até 70%, permitindo otimizar o espaço e fazer um carregamento duas a três vezes mais rápido do que as soluções VRLA. 

IT CHANNEL Nº 81 OUTUBRO 2021

IT CHANNEL Nº 81 OUTUBRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.