2014-7-21

NEGÓCIOS

Forte Facturação Cloud

SAP Anuncia Resultados do 2º Trimestre de 2014

A SAP SE anunciou os resultados financeiros para o segundo trimestre de 2014, que terminou em 30 de Junho último. Forte Momento do Negócio na Cloud com 39% de Crescimento e Continuação de Ampla Adopção do Mercado pela solução SAP HANA – Validando a Visão "Run Simple"

Receitas não-IFRS de subscrições e suporte na cloud aumentaram 39% a uma taxa de câmbio constante (32% à taxa de câmbio actual)

A SAP alcançou novamente um crescimento na cloud e um sólido desempenho no seu negócio central. Com as receitas não-IFRS de subscrições suporte na cloud a aumentarem 39% a uma taxa de câmbio constante (32% à taxa de câmbio actual), a SAP é a empresa de cloud empresarial com o crescimento mais rápido em escala. As receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software cresceram 8% a uma taxa de câmbio constante (4% à taxa de câmbio actual).

Na conferência de utilizadores da empresa, o SAPPHIRE NOW, em Maio, a SAP lançou a estratégia "Run simple" com a cloud e a plataforma SAP HANA no seu centro para simplificar a experiência empresarial e de consumo para os seus clientes. A HANA está a simplificar profundamente os ambientes tecnológicos, enquanto a Cloud está a simplificar radicalmente o consumo de soluções da SAP. Como um primeiro exemplo de "Run simple", a empresa incluiu a experiência de utilizador SAP FIORI nas licenças subjacentes do software SAP.

"Estamos a executar com sucesso a nossa mudança para a cloud ajudando os clientes a “run simple” - da gestão total da força de trabalho na cloud ao comércio sem conflitos através da maior rede de negócios do mundo", disse Bill McDermott, CEO da SAP. "E estamos a redefinir o envolvimento com os clientes, com a nossa plataforma de e-commerce omnicanal - tudo isto em tempo real, demonstrando o nosso compromisso claro de ser A Empresa Cloud powered by SAP HANA".

"Com 8% de crescimento a uma taxa de câmbio constante nas receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software, estamos a alcançar um crescimento sólido com perspectivas elevadas para o final do ano. Continuamos a melhorar a nossa rentabilidade com um lucro operacional acima dos 7% numa base não-IFRS a uma taxa de câmbio constante, levando a um crescimento de dois dígitos em EPS não-IFRS", afirma Luka Mucic, CFO da SAP. "À medida que continuamos a expandir o nosso negócio cloud, temos aumentado a nossa perspectiva de receitas não-IFRS de subscrições e suporte na cloud no ano de 2014 para €1.000 - €1.050 milhões a uma taxa de câmbio constante".

A taxa anual de execução de receitas cloud da SAP está agora a aproximar-se dos €1,2 mil milhões ou $1,6 mil milhões. A facturação não-IFRS cloud calculada aumentou 37% ano-após-ano a uma taxa de câmbio constante. As receitas não-IFRS diferidas de substrições e suporte na cloud eram de €448 milhões a 30 de Junho de 2014, um aumento ano-após-ano de 29% a uma taxa de câmbio constante. A totalidade dos subscritores de aplicações cloud da SAP excede agora os 38 milhões, mais do que qualquer fornecedor de cloud empresarial detém actualmente. A empresa lançou também a "Industry Cloud" para construir as soluções cloud mais profundas e abrangentes da indústria.

A sua plataforma “hybris” de e-commerce omnicanal em combinação com a “Cloud for Sales” registou um crescimento de três dígitos nas receitas de software e nas receitas de subscrições e suporte na cloud.

A SAP está a possibilitar a "Economia em Rede" global, com cerca de 1,55 milhões de empresas ligadas na maior comunidade do mundo de comércio empresarial baseado na cloud. Em 12 meses, o volume transaccionado na rede Ariba foi aproximadamente $540 mil milhões - duas vezes o tamanho da Amazon e do eBay combinados. A inclusão da Fieldglass expande as capacidades da rede, aumentando o mercado endereçável para abranger uma força de trabalho flexível, além dos materiais e serviços.

A empresa registou uma adopção do mercado continuada e abrangente por SAP HANA como a Plataforma de Negócio em Tempo Real em todos os sectores e regiões. A SAP HANA é o core da estratégia "Run simple" da empresa: integrando todas as soluções SAP numa plataforma de negócio na cloud. A SAP assistiu a um crescimento acelerado de HANA e tem agora mais de 3.600 clientes HANA e mais de 1.200 clientes SAP Business Suite on HANA. A SAP HANA está também a evoluir para a plataforma de tecnologia líder com mais de 1.500 startups a construírem aplicações com base em SAP HANA e novas parcerias estratégicas com a HP e a VMware.

A SAP assistiu a um forte desempenho na região EMEA, apesar das incertezas devido à crise na Ucrânia. As receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software aumentaram 8% ano-após-ano a uma taxa de câmbio constante. Este foi o resultado de um crescimento de 51% nas receitas não-IFRS de suporte e subscrições na cloud a uma taxa de câmbio constante para a região, bem como um forte crescimento das receitas de software no Reino Unido e na França.


Perspectivas de Negócio

A empresa actualizou as suas previsões para o ano de 2014:
- A empresa espera agora que as receitas não-IFRS de subscrições e suporte na cloud para o ano de 2014 estejam entre os €1.000 - €1.050 milhões (anteriormente €950 - €1.000 milhões) a uma taxa de câmbio constante (2013: €757 milhões). O limite superior deste intervalo representa uma taxa de crescimento de 39%.
- A empresa continua a prever para a totalidade do ano de 2014 que as receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software aumentem entre 6% - 8% a uma taxa de câmbio constante (2013: €14.03 mil milhões).
- A empresa continua a prever para o ano de 2014 que o lucro operacional não-IFRS se situe entre os €5.8 mil milhões - €6.0 mil milhões a uma taxa de câmbio constante (2013: €5.48 mil milhões).

Enquanto as perspectivas de negócio da empresa, para o ano de 2014, são a uma taxa de câmbio constante, a taxa de câmbio actual apresenta valores que se esperam que continuem a ter um impacto negativo pelas flutuações na taxa de câmbio. Se as taxas de câmbio permanecerem no nível de Junho de 2014 para o resto do ano, a empresa espera receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software e taxas de crescimento do lucro operacional não-IFRS à taxa de câmbio actual, com um impacto cambial negativo de aproximadamente 2 pontos percentuais e 2 pontos percentuais respectivamente para o terceiro trimestre de 2014, e cerca de 2 pontos percentuais e 2 pontos percentuais respectivamente para todo o ano de 2014.

Recomendado pelos leitores

Gfi adquire Informática El Corte Inglés
NEGÓCIOS

Gfi adquire Informática El Corte Inglés

LER MAIS

Sage Partner Program adapta-se aos desafios do COVID-19
NEGÓCIOS

Sage Partner Program adapta-se aos desafios do COVID-19

LER MAIS

IT em tempos de COVID-19: os heróis invisíveis da pandemia
NEGÓCIOS

IT em tempos de COVID-19: os heróis invisíveis da pandemia

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 67 MAIO 2020

IT CHANNEL Nº 67 MAIO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.