2018-11-22

NEGÓCIOS

Sage cresce 9% na Península Ibérica impulsionada pelo mercado português

A Sage fechou o ano fiscal de 2018 com receitas na ordem dos 1,819 milhões de libras, alcançando um crescimento de 6,8%. A região ibérica apresentou um crescimento de 9%, mantendo uma forte performance no FY18, impulsionada por um crescimento de 25% das receitas de software em modelo de subcrição

O mercado português contribuiu de forma significativa para os resultados ibéricos, tendo sido destacado globalmente como o país com melhor performance a nível mundial, registando um crescimento de 17% na receita orgânica e de 18% na receita recorrente. O objetivo da Sage Ibéria no ano fiscal 2019 (FY19) é continuar a aumentar a receita recorrente, com uma contínua aposta no crescimento do Canal e no modelo de negócio SaaS.

Globalmente, a Sage fechou o ano fiscal de 2018 com um crescimento da receita orgânica de 6,8% e uma margem operacional orgânica de 27,8%.

As receitas relacionadas com a plataforma Sage Business Cloud ascenderam aos 434 milhões de libras, registando um crescimento de 51%. O modelo SaaS foi a grande estrela dos resultados da Sage, que verificou um crescimento orgânico das receitas de 7%, impulsionado pelo foco renovado no modelo de susbcrição e da receita recorrente. Agosto e setembro foram meses excepcionalmente positivos, com um crescimento da receita recorrente superior a 7%, impulsionando o crescimento para o FY19. A receita recorrente representa 79% das receitas totais e o modelo de software em subscrição é de 46%, face à receita total.

As soluções cloud connected cresceram 66%, enquanto as cloud native, Sage Intact e Sage People, arrecadaram uma subida de 30 e 49%, respetivamente.

Em 2019, a estratégia da Sage passa por se tornar uma grande empresa de SaaS tanto para os clientes como para os seus "colegas". No ano fiscal de 2019, a tecnológica quer acelerar a transição para o modelo de negócio em SaaS e continuar a colocar no centro do negócio os clientes e a inovação.

Ao estabelecer uma relação mais próxima com os seus clientes, a Sage pretende impulsionar uma maior satisfação do cliente e aumentar o valor destas relações.

“A Sage melhorou o seu desempenho na segunda metade do ano fiscal 2018. O foco nas receitas recorrentes e em subscrição geraram um grande impulso no fecho do ano. Enquanto CEO, terei os meus clientes, colegas e a inovação no centro de tudo o que fizermos por forma a acelerar a transição e tornarmo-nos um negócio SaaS de excelência. Isso implica um maior investimento de recursos na Sage Business Cloud, um compromisso contínuo com o sucesso dos clientes e uma cultura que valoriza os indivíduos e promove a colaboração. Um aumento dos investimentos nestas áreas vai conduzir à aceleração do crescimento sustentável e de elevada qualidade das receitas recorrentes", comenta Steve Hare, CEO da Sage.

Recomendado pelos leitores

AWS anuncia quatro novos recursos para aplicações IoT
NEGÓCIOS

AWS anuncia quatro novos recursos para aplicações IoT

LER MAIS

Dualinfor celebra vinte anos com Parceiros e clientes
NEGÓCIOS

Dualinfor celebra vinte anos com Parceiros e clientes

LER MAIS

Decopharma escolhe Inovflow para implementação Primavera Eye Peak
NEGÓCIOS

Decopharma escolhe Inovflow para implementação Primavera Eye Peak

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 53 Dezembro 2018

IT CHANNEL Nº 53 Dezembro 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.