Camila Vidal em 2019-11-27

NEGÓCIOS

Parceiro do Mês

Blue Screen: uma história que se divide em oito setores e já chegou a dez países

OutSystems e Microsoft são as empresas Parceiras da Blue Screen, que tem sede física em Portugal, mas cujo negócio decorre em outros nove países. A história da empresa tem quase duas décadas

A Blue Screen em números

Carlos Oliveira e Frederico Faria de Oliveira, Managing Partners da Blue Screen, revelam que 80% da faturação da empresa que lideram se refere ao negócio no estrangeiro. Sem sede física em mais nenhum país a não ser Portugal, os 17 colaboradores atendem remotamente clientes de outras regiões.

A Blue Screen é uma “empresa ágil” dedicada ao desenvolvimento de software, presente desde os Estados Unidos até à Europa. “Conta com uma equipa especializada que auxilia o cliente na implementação de soluções integradas”, explicam os responsáveis, e está presente em oito setores: Automóvel, Financeiro, Imobiliário, Jurídico, Saúde, Serviços, Transformação e Tecnológico.

Os sócios Carlos Vaz de Oliveira e Frederico Faria de Oliveira conheceram-se enquanto colegas da faculdade do curso de Engenharia de Informática, e em junho de 2000 avançaram com a constituição da Blue Screen – Soluções Informáticas, Lda.

Durante os primeiros anos de atividade da empresa, rapidamente se verificou que a capacidade de análise, tempo de resposta e qualidade das soluções técnicas proporcionadas pela Blue Screen se destacam face a outras empresas de idêntica dimensão e atividade”, dizem, e como pontos-chave “desta diferenciação” assinalam-se “o grau de inovação dos sistemas desenvolvidos e a sua capacidade de escalabilidade” - sendo que o sistema mais antigo da empresa tem 22 anos e continua em ativo.

Os projetos mais importantes

A realização de um projeto de I&DT, apoiado pelo QREN, permitiu o desenvolvimento do projeto XPressBSS, que apresenta hoje evidentes vantagens face a outras propostas do mercado e que transformou também a empresa – seja pela adoção de novas metodologias de trabalho, pela adoção de nova tecnologia low code, pela gestão de um produto interno”, referem os responsáveis, e este é considerado um dos projetos mais importantes do passado recente.

Já em março de 2015, afirmam, “uma multinacional do setor automóvel, líder do mercado europeu dos leilões automóveis, para a qual a Blue Screen já prestava serviços nos países do sul da Europa e Brasil, decide-se pela implementação do XPressBSS como sistema principal nos principais países onde atua”.

No ano seguinte, uma multinacional norte-americana selecionou a Blue Screen para ser o seu Parceiro “na implementação de sistemas baseados em low code, trabalhando em conjunto com a sua equipa interna sedeada na Suíça”.

Em 2017, “a empresa vê aprovado um projeto de internacionalização com o apoio financeiro da União Europeia ao abrigo do programa Portugal 2020. Com o projeto de internacionalização, a Blue Screen pretende reforçar a presença nos mercados externos onde atua, e espera aumentar o volume de vendas internacional”, sublinham Carlos Oliveira e Frederico Faria de Oliveira.

Em 2018, a implementação do XpressBSS servia sete mercados europeu “de atuação da multinacional” e, no mesmo ano, a Blue Screen entrava para o ranking Top 100 das Melhores Empresas para Trabalhar em Portugal.

Ainda este ano, “um dos maiores bancos de Portugal” decide-se pela implementação do LMS como sistema principal das suas áreas de Recuperação de Crédito, Gestão de Processos Judiciais e Contencioso de utilização partilhada com os escritórios de advogados.

Os responsáveis da BlueScreen acreditam que “todo o crescimento conseguido pela empresa, seja em número de clientes ou em volume de faturação, deve-se à referência dos clientes existentes (internos e externos) que, por estarem satisfeitos com os serviços prestados pela Blue Screen, indicam outros; ou apenas por abraçar novas oportunidades dentro de clientes já existentes”.

Os oito setores de atuação

A experiência no setor automóvel divide-se em três soluções: gestão de inventário automóvel; gestão de leilões; e inspeção e avaliação de automóveis (web e mobile). No setor financeiro, a Blue Screen oferece uma solução completa de contabilidade; um sistema de faturação certificado pela Autoridade Tributária; recuperação de crédito bancário; e implementação e manutenção de sistema em banco.

Já no setor imobiliário, a gestão imobiliária e o desenvolvimento de sistema de leilão de bens imóveis são permitidos pela empresa. O desenvolvimento de solução de gestão de processos jurídicos também entra no portfólio do Parceiro.

Na saúde, as clínicas de medicina dentária podem contar com a Blue Screen para a manutenção dos seus sistemas. No setor a que chamam Transformação, é oferecido o desenvolvimento de solução de gestão de laboratório. Finalmente, no setor tecnológico, a gestão de projetos e a gestão de lançamento de produtos também entram na experiência da empresa.

Recomendado pelos leitores

“Hoje, existe a certeza de que a segurança não é um custo, mas sim um investimento”
NEGÓCIOS

“Hoje, existe a certeza de que a segurança não é um custo, mas sim um investimento”

LER MAIS

Primavera destaca-se pela relação transparente com os seus Parceiros
NEGÓCIOS

Primavera destaca-se pela relação transparente com os seus Parceiros

LER MAIS

Distribuição cresceu 11,6%
NEGÓCIOS

Distribuição cresceu 11,6%

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 63 DEZEMBRO 2019

IT CHANNEL Nº 63 DEZEMBRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.