Rui Damião em 2021-11-23

EVENTOS

Sophos tem “objetivo claríssimo” para o mercado português

Durante o evento organizado em conjunto pela Ajomal Asociados e pela Sophos, a empresa de cibersegurança reforçou que procura crescer e vai investir em Portugal

Pedro Mello, Territory Channel Manager da Sophos em Portugal, durante o evento 'Stop Ransomware' da Ajoomal Asociados e da Sophos

Ainda que a Ajoomal só esteja presente em Portugal desde 2010, a Parceria entre a empresa e a Sophos já tem 20 anos, refere Fernando Santos, Country Manager da Ajoomal Asociados em Portugal, na abertura do ‘Stop Ransomware’, evento organizado em conjunto pela Ajoomal e pela Sophos, que se realizou esta quinta-feira (23 de novembro) em Lisboa.

De acordo com Fernando Santos, a equipa Sophos Ajoomal procura ser ágil e ter uma resposta rápida às necessidades dos clientes, proximidade e atenção aos detalhes, equipa técnica especializada e certificada – nomeadamente em serviço de suporte, serviços profissionais e centro de formação certificada –, atividades de marketing personalizadas e stock disponível em Madrid, “algo que será estratégico nos próximos tempos”.

Do lado da Sophos, Pedro Mello, Territory Channel Manager da Sophos em Portugal, agradeceu à Ajoomal e aos Parceiros o acompanhamento que fazem junto dos clientes nacionais. Carlos Galdón, Channel Director da Sophos Iberia, partilhou com os presentes que “a Sophos tem um objetivo claríssimo em Portugal. Cremos que é um mercado de crescimento muito maior do que estamos a obter; o mercado está a crescer mais depressa do que a Sophos está a crescer e isso é algo que queremos mudar. Vamos investir e vamos ter pessoas em Portugal. Temos de crescer no país”.

Apesar deste investimento, a Sophos não procura perder as sinergias e as vantagens de um modelo ibérico, onde está mais consolidada. O mercado português poderá aproveitar as pessoas da Sophos presentes em ambos os mercados. Nesse sentido, e depois da contratação de Pedro Mello este ano, a Sophos vai contratar uma pessoa para o Canal português que vai trabalhar a partir de Espanha.

Vamos ter mais marketing e pessoas em Portugal e a parte de serviços é super importante”, afirma Galdón. Pedro Mello acrescenta, ainda, que “esta é uma mensagem importante para todos os nossos Parceiros: há uma aposta clara em Portugal, com uma equipa portuguesa e que conhecem o mercado”.

Mudança de paradigma

A evolução do negócio, muito impulsionado pela pandemia, mudou a forma como trabalhamos: hoje podemos viver em qualquer parte, trabalhar a partir de qualquer lugar e aceder a qualquer serviço.

Isto leva a que exista mais ambientes de trabalho remoto, uma maior migração de aplicações e dados para a cloud e uma cadeia de valor, infraestrutura e tecnologia mais interconectada. Tudo isto faz com que aumente a possibilidade de ciberataque.

Disponibilizado na última semana, Pedro Mello partilhou, ainda, o Threat Report 2022 da Sophos, que prevê que, durante o próximo ano:

  1. O ransomware será mais modular, uniforme e influente;
  2. O ransomware vai ter como alvo pessoas e tecnologia através de táticas de extorsão;
  3. O abuso de ferramentas de simulação de ataques;
  4. Mais famílias de malware vão lançar ataques “híbrido”;
  5. Mais ataques a ferramentas de administração de IT e serviços vulneráveis na Internet;
  6. Mais ataques a sistemas baseados em Linux;
  7. O malware móvel vai continuar a aumentar em todos os sistemas operativos;
  8. A Inteligência Artificial vai ser adotada por defensores e atacantes.

Recomendado pelos leitores

IBM premeia Parceiros portugueses
EVENTOS

IBM premeia Parceiros portugueses

LER MAIS

Sophos prevê panorama de ciberameaças para 2022
EVENTOS

Sophos prevê panorama de ciberameaças para 2022

LER MAIS

Assista gratuitamente à mesa-redonda de Hybrid e Multicloud do IT Channel
EVENTOS

Assista gratuitamente à mesa-redonda de Hybrid e Multicloud do IT Channel

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 83 DEZEMBRO 2021

IT CHANNEL Nº 83 DEZEMBRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.