2018-10-26

EVENTOS

Sophos cresce 38% na Península Ibérica e apresenta novas soluções

A Sophos reuniu, no passado dia 24 de outubro, no Museu do Oriente, cerca de 150 Parceiros e clientes no seu evento anual, Sophos Day, onde deu a conhecer os seus resultados financeiros e novas soluções de cibersegurança

Ricardo Maté, country manager da Sophos Iberia

No seu último ano fiscal, a Sophos consolidou um crescimento global de 22% da faturação para um total de 770 milhões de dólares. A tecnológica anunciou, ainda, um crescimento ibérico de 38% e evidenciou que neste momento já atingiu a marca dos 2.500 clientes em Portugal.

O Sophos Day, evento anual da empresa que tem lugar em Lisboa e Porto, deu a conhecer aos clientes e Parceiros do fabricante os principais destaques e tendências tecnológicas de cibersegurança.

“A cibersegurança será um dos temas fulcrais não só para as empresas como para toda a sociedade civil. As ameaças são cada vez mais complexas e mais difíceis de detetar por parte do end user”, afirma Chester Wisniewski, principal researcher & CTO da Sophos.  

No Sophos Day a empresa apresentou o conceito de segurança sincronizada. A partir de agora, quem utilizar tecnologia desenvolvida pela Sophos e, em particular, a solução Intercept X com EDR, tomará não só controlo do seu equipamento bem como de todo o parque informático.

O sistema Sophos tem como ponto de controlo o Sophos Central que com várias aplicações a funcionar em coordenação prometem segurança integral de todo o parque informático. Entre estas soluções encontram-se firewalls, servidores, encriptação, entre outros.

No entanto, para a Sophos, há que ter em conta o papel do ser humano na segurança informática. “Uma das principais ameaças que temos é o nosso e-mail, de onde provêm cerca de 70% a 80% dos ciberataques (ransomware/phising/vírus, entre outros). Outro aspeto que devemos ter em conta é o elevado grau de sofisticação dos atacantes com recurso a novos métodos, como a contratação de tradutores profissionais que tornam as mensagens menos ‘automáticas’ e mais ‘personalizadas’", conclui Chester Wisniewski. As empresas que integrem tecnologia Phish Threat da Sophos passarão a receber formação para que os seus colaboradores saibam quando e o que abrir para que não sejam vítimas de um ataque informático.

Durante o evento, a Sophos, através do seu Sales Engineer, Alberto Rodas, demonstrou em tempo real um ataque avançado e a respetiva forma como as tecnologias sincronizadas da Sophos têm um papel central a deter um ataque informático.

Os dados recolhidos pelas equipas Sophos antecipam um crescimento do phishing e da qualidade de cada ataque de ransomware em 2018.

“O aumento dos níveis de sofisticação levará a que mais utilizadores sejam vítimas de ataques de phishing. Com e-mails mais personalizados, os utilizadores serão mais facilmente induzidos a clicar em links ou abrir documentos e, com isso, o ataque informático terá lugar”, afirma Alberto R. Rodas, sales engineer, Sophos Iberia. “Por outro lado, no caso do ransomware, é expectável a redução da quantidade de ataques, no entanto, serão ataques com um maior potencial de eficácia que se refletirá numa taxa de conversão de cerca de 50%”, conclui.

O Sophos Day contou ainda com a presença de Ricardo Maté, country manager da Sophos Iberia, Chester Wisnieswki, principal researcher and CTO da Sophos, Richard Beckett, product marketing manager e Alberto R. Rodas, sales engineer da Sophos Iberia. O próximo Sophos Day realizar-se-á no Porto na primavera de 2019.

Recomendado pelos leitores

CES 2019: 5G em destaque
EVENTOS

CES 2019: 5G em destaque

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 53 Dezembro 2018

IT CHANNEL Nº 53 Dezembro 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.