2022-11-02

CLOUD

Gastos globais em serviços cloud abrandam no terceiro trimestre

De acordo com a Canalys, o crescimento dos gastos globais com serviços de infraestrutura cloud atingiu a sua taxa mais baixa no terceiro trimestre de 2022

Gastos globais em serviços cloud abrandam no terceiro trimestre

Os gastos mundiais com serviços de infraestrutura cloud aumentaram 28% no terceiro trimestre em comparação com período homólogo, atingindo 63,1 mil milhões de dólares, um aumento de 13,8 mil milhões de dólares em relação ao mesmo período do ano anterior. 

A procura pela digitalização das empresas não assistiu a um abrandamento, e, neste âmbito, a aposta na transição para a cloud é tida como a melhor forma das organizações agilizarem os seus negócios. Contudo, com o forte impacto da inflação, do aumento dos preços da energias e da iminente recessão no mercado de serviços cloud, as empresas estão a responder à incerteza do mercado através da redução de gastos, o que poderá atingir a procura dos serviços a curto prazo. 

De acordo com a Canalys, os impactos já são evidentes, com a maioria dos principais fornecedores de cloud a falharem nas suas metas de receitas do trimestre. Os dados indicam que a taxa de crescimento anual caiu abaixo dos 30% pela primeira vez e que a Amazon Web Services (AWS), a Microsoft Azure e a Google Cloud continuaram a ser os três principais fornecedores, representando, juntos, 63% dos gastos globais depois de terem crescido 33%. 

Sob pressão económica, os clientes das empresas estão a optar por reduzir os riscos operacionais, baixando os seus orçamentos de IT”, disse o vice-presidente da Canalys, Alex Smith. “Apesar de ganharem grandes negócios e de terem um atraso nos contratos para cumprir, o crescimento dos fornecedores de cloud será limitado devido aos inevitáveis atrasos dos projetos à medida que alguns clientes ficam nervosos com as perspetivas económicas. Os hyperscalers deverão enfrentar um período de aumento dos custos e menor crescimento das receitas, o que poderá levar a um planeamento mais conservador em 2023. Prevemos que os hyperscalers terão de aumentar os seus preços na Europa em 30% para ter em conta o aumento dos custos energéticos”.

A AWS foi a principal fornecedora de serviços cloud no terceiro trimestre, representando 32% do total de gastos depois de ter crescido 27% numa base anual. Apesar do crescimento mais lento do que o esperado neste trimestre, a AWS anunciou novos compromissos e migrações de clientes em muitas indústrias e geografias. Adicionalmente, é de notar que a fornecedora continua a expandir a sua pegada, com a abertura da sua segunda região nos Emirados Árabes Unidos e a planear lançar novas regiões na Tailândia.

A Azure ficou em segundo lugar com uma quota de mercado de 22%, depois de ter crescido 35% a nível anual. Historicamente, a unidade de negócio de cloud da Microsoft tem assistido a um desempenho estável nas receitas, com uma queda provocada apenas por variações trimestrais. A Microsoft continua a sua aposta em acolher mais dos seus próprios serviços no Azure, e anunciou o lançamento da sua nova região de data center no Qatar, tornando-se no primeiro hyperscaler a prestar serviços de nível empresarial no país. 

A taxa de crescimento da Google Cloud voltou a acelerar, subindo 48%, reforçando a sua quota no mercado global de serviços cloud para 9%. Para além da sua força no setor dos consumidores, a Canalys indica que a empresa ganhou oportunidades no setor público e governamental neste trimestre. Da mesma forma, anunciou novas regiões na Ásia-Pacífico, localizadas na Malásia, Tailândia e Nova Zelândia.

Yi Zhang, analista da investigação da Canalys, afirma que “os hyperscalers continuam a lançar infraestruturas para chegar a novos clientes a nível global. Ao mesmo tempo, estão a tentar encontrar os próximos produtos e avanços tecnológicos que irão impulsionar o crescimento do negócio”. Mais, “o aumento da adoção de serviços cloud tem estimulado a discussão sobre o valor que pode ser extraído de dados na cloud. Tanto a Google como a Microsoft enfatizaram o seu desenvolvimento de produtos em torno de dados e IA. Espera-se que o futuro mercado de serviços em cloud atinja a criação de valor com a introdução de dados e IA”, completa.

ARTIGOS RELACIONADOS

Gastos de utilizadores finais em cloud pública deverão crescer 21% em 2023
NEGÓCIOS

Gastos de utilizadores finais em cloud pública deverão crescer 21% em 2023

LER MAIS

A proteção da cloud
A FUNDO

A proteção da cloud

LER MAIS

Gastos em serviços de cloud pública duplicam até 2026
CLOUD

Gastos em serviços de cloud pública duplicam até 2026

LER MAIS

Recomendado pelos leitores

TD Synnex expande acordo de colaboração com a AWS
CLOUD

TD Synnex expande acordo de colaboração com a AWS

LER MAIS

Salesforce lança novidades no Service Cloud
CLOUD

Salesforce lança novidades no Service Cloud

LER MAIS

Organizações portuguesas estão 9% abaixo da média europeia na adoção da cloud
CLOUD

Organizações portuguesas estão 9% abaixo da média europeia na adoção da cloud

LER MAIS

Programas de Canal 2023

Programas de Canal 2023

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.