2022-10-31

NEGÓCIOS

Gastos de utilizadores finais em cloud pública deverão crescer 21% em 2023

De acordo com a Gartner, os gastos mundiais dos utilizadores finais em serviços de cloud pública deverão crescer para um total de 591,8 mil milhões de dólares no próximo ano

Gastos de utilizadores finais em cloud pública deverão crescer 21% em 2023

Os gastos mundiais dos utilizadores finais em serviços de cloud pública deverão crescer 20,7% para um total de 591,8 mil milhões de dólares em 2023, acima dos 490,3 mil milhões de dólares em 2022. A nova previsão da Gartner é superior à previsão de crescimento de 18,8% para 2022.

As atuais pressões inflacionistas e as condições macroeconómicas estão a ter um efeito ‘push and pull’ nos gastos na cloud”, afirma Sid Nag, Vice President Analyst da Gartner. “A computação em cloud continuará a ser um bastião de segurança e inovação, apoiando o crescimento em tempos incertos devido à sua natureza ágil, flexível e escalável. Contudo, as organizações só podem gastar o que têm. Os gastos com cloud podem diminuir se os orçamentos globais de IT diminuírem, dado que a cloud continua a ser a maior fatia dos gastos de IT e o crescimento orçamental proporcional”, acrescenta.

Prevê-se que o Infrastructure-as-a-Service (IaaS) assista ao maior crescimento dos gastos dos utilizadores finais em 2023, em 29,8%, no entanto, todos os segmentos deverão ter um crescimento em 2023.

A migração para a cloud não está a parar”, disse Sid Nag. “O IaaS vai continuar a crescer de forma orgânica à medida que as empresas aceleram as iniciativas de modernização de IT para minimizar o risco e otimizar os custos. A mudança das operações para a cloud também reduz as despesas de capital, alargando as entradas de dinheiro por um período de subscrição, um benefício fundamental num ambiente em que o dinheiro pode ser fundamental para manter as operações”.

A Gartner espera que o Platform-as-a-Service (PaaS) e o software-as-a-service (SaaS) assistam aos maiores impactos da inflação devido aos desafios relacionados com o talento e ao foco na proteção da margem. No entanto, ambos os segmentos continuarão a assistir a um crescimento contínuo, com a Gartner a prever um crescimento de 23,2% para o PaaS e 16,8% para o SaaS em 2023.

São necessários salários mais elevados e mais pessoal qualificado para desenvolver aplicações modernas do SaaS, pelo que as organizações serão desafiadas à medida que a contratação é reduzida para custos de controlo”, reflete Sid Nag. “Mas como o PaaS pode facilitar uma geração de código mais eficiente e automatizada para aplicações SaaS, a taxa de consumo de PaaS aumentará, consequentemente”.

Apesar do crescimento, da rentabilidade e das pressões da concorrência, os gastos em cloud vão continuar através da utilização perpétua da cloud”, acrescenta o analista. “Tendo em conta que as aplicações e cargas de trabalho que se movem para a cloud geralmente ficam lá, e os modelos de subscrição garantem que os gastos continuarão durante o período do contrato e muito provavelmente muito além. Para estes vendedores, os gastos em cloud são uma anuidade”, conclui.

ARTIGOS RELACIONADOS

Gastos em serviços de cloud pública duplicam até 2026
CLOUD

Gastos em serviços de cloud pública duplicam até 2026

LER MAIS

Gastos em serviços cloud devem ultrapassar os 50 mil milhões no último trimestre de 2021
CLOUD

Gastos em serviços cloud devem ultrapassar os 50 mil milhões no último trimestre de 2021

LER MAIS

Hyperscalers de serviços na cloud entram em ciclo de expansão em 2022
NEGÓCIOS

Hyperscalers de serviços na cloud entram em ciclo de expansão em 2022

LER MAIS

Recomendado pelos leitores

Suprides é agora associada da ASEMINFOR
NEGÓCIOS

Suprides é agora associada da ASEMINFOR

LER MAIS

IBM lança Programa IBM Partner Plus
NEGÓCIOS

IBM lança Programa IBM Partner Plus

LER MAIS

PCDiga posiciona-se no mercado com hardware e computing para todos os gostos
NEGÓCIOS

PCDiga posiciona-se no mercado com hardware e computing para todos os gostos

LER MAIS

Programas de Canal 2023

Programas de Canal 2023

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.