2022-11-11

REDES

Advertorial

Cisco Hyperflex – a Hiperconvergência em qualquer lugar, em qualquer momento

Em 2019 a Gartner projetou que em 2023, o número de aplicações a correr nos data center e nas filiais aumentariam em 300%. Uma recente projeção da marketsandmarkets estima que o mercado de infraestrutura hiperconvergente (HCI) irá valer 15.7 mil milhões em 2023

Cisco Hyperflex – a Hiperconvergência em qualquer lugar, em qualquer momento

À medida que as organizações de todas as indústrias se desenvolvem para se manterem competitivas, previsões como as referidas acima, estão a revelar-se precisas, com os sistemas IT, seja nos data center, edge ou cloud, a utilizar a tecnologia de hiperconvergência para terem uma vantagem competitiva.

A hiperconvergência foi criada a partir do conceito de infraestrutura convergente, que procurava simplificar a gestão do data center através da combinação de sistemas tradicionais, como a computação e armazenamento, numa solução única e pré-construída. Em vez de simplesmente combinar, no entanto, a hiperconvergência representa uma mudança de paradigma tanto na tecnologia como na filosofia e, a sua evolução contínua está a redefinir o que é possível para organizações de todas as dimensões e setor.

Quer as exigências dos clientes aumentem em relação à fiabilidade do data center em qualquer altura e em qualquer lugar ou da evolução das necessidades internas à medida que as organizações se expandem para novos mercados, as tendências emergentes e amadurecidas estão a agravar as expectativas sobre os sistemas de infraestruturas de TI existentes.

Veja-se, por exemplo, o caso do edge computing. Um estudo da International Data Corporation antecipa que praticamente 80 biliões de equipamentos estarão ligados à Internet até 2025. Esta explosão de equipamentos e dados transferidos entre si já estão a ultrapassar os limites tradicionais das redes e a empurrar as soluções tradicionais para além dos seus limites. À medida que é necessária mais capacidade de computação no edge, até os ambiente single- -cloud terão problemas de gestão dos dados.

Felizmente para as organizações e os respetivos departamentos de TI, as mesmas tendências que estão a mudar os requisitos dos clientes e das organizações estão a alimentar os avanços na tecnologia da hiperconvergência. Embora a mesma tenha as suas raízes em infraestruturas convergentes e virtualização do armazenamento, os rápidos desenvolvimentos e melhorias alcançadas transformou-a numa solução poderosa que engloba os benefícios dos data center on-premises e as capacidades de escalabilidade da cloud.

O que começou como uma evolução natural da convergência transformou-se numa solução de infraestrutura end-to-end que pode ser utilizada para enfrentar praticamente qualquer desafio empresarial e aplicada a qualquer caso de utilização. Mas nem todas as soluções são criadas de forma igual.

Ao considerar uma solução de infraestrutura de hiperconvergência, assegure-se de que a mesma é capaz de reduzir a complexidade e apoiar a crescente lista de exigências e requisitos das organizações. Para enfrentar os desafios mais difíceis, precisa de uma solução que possa:

Assegurar o desempenho da aplicação. Fornecer métricas de desempenho de aplicações para promover melhores decisões na colocação de workloads, de modo que a sua plataforma de aplicações possa adaptar-se mais facilmente às necessidades das suas aplicações críticas para o negócio.

Apoiar cloud híbridas e serviços nativos de cloud. À medida que os ambientes de clouds híbridas se tornam mais comuns, a sua solução deve dar-lhe a liberdade e flexibilidade para suportar múltiplos hipervisores e implementar e apoiar as suas aplicações no local que faz mais sentido.

Suportar qualquer aplicação e escalar à medida que cresce. De aplicações empresarias tradicionais até aplicações analíticas e Big Data, de software virtualizado a containers, a solução deve ser capaz de suportar um amplo conjunto de modelos de implantação de aplicações e adaptar-se à medida que essas necessidades evoluem e crescem.

Implementar no edge. Trazer o conjunto robusto de funcionalidades da hiperconvergência para os ambientes remotos ou filiais com um sistema de baixo custo, fácil de implementar e gerido centralmente.

Com novas aplicações, aumentos exponenciais de dados e orçamentos mais apertados, as equipas de TI precisam de infraestruturas modernas que possam aumentar o desempenho, reduzir o TCO, simplificar a gestão, e lidar com novas e futuros workloads. Os Servidores Cisco UCS M6 e HyperFlex, infraestrutura hiperconvergente, fornecem cada um deles tudo isto numa única solução. E, com o Cisco Intersight, as operações híbridas na cloud tornam-se ainda mais fáceis.

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext, pela Westcon Comstor e pela Cisco

TAGS

Cisco

Recomendado pelos leitores

Colt expande rede na Península Ibérica com novo ponto de ligação
REDES

Colt expande rede na Península Ibérica com novo ponto de ligação

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 94 FEVEREIRO 2023

IT CHANNEL Nº 94 FEVEREIRO 2023

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.