Sérgio Azevedo, Managing Director da Streamroad Consulting em 2020-2-24

OPINIÃO

Marketing & Vendas

Transformação digital no marketing: o que muda?

Há uma resposta simples a esta pergunta: tudo. E quem for mais rápido a perceber isto vai garantir mais espaço e oportunidades junto dos clientes e, consequentemente, gerar mais conversões e receitas

Não pense o leitor que este é apenas mais um chavão para ajudar a vender produtos ou serviços. A transformação digital, que anda na boca de toda a gente, é uma realidade e mais vale entender a sua importância e entrar no barco do que ficar “a ver navios”.

De facto, a digitalização das empresas tem passado não só pela mudança de suportes e ferramentas, como pela mudança do próprio modelo de negócio e abrange praticamente todos os departamentos de uma empresa, incluindo a produção, logística, departamento administrativo, comercial ou de recursos humanos. E, claro, o marketing.

A grande mudança de cenário gerada pela transformação digital no marketing é a pluralidade de opções que as empresas passaram a ter para gerar soluções e relacionar-se com os clientes – potenciais ou convertidos. Isto é uma realidade no mercado B2C, mas também no B2B, onde as novas plataformas digitais vieram facilitar esta comunicação entre empresas-fornecedoras e empresas-cliente e, cada vez mais, estas últimas esperam interações que mostrem que as marcas estão a prestar atenção às suas necessidades. Ou seja, vieram criar um cliente mais informado, mais exigente e mais seletivo.

Arriscava dizer que, no caso B2B, o impacto da transformação digital nas técnicas de marketing é ainda maior. Com efeito, quanto maior a complexidade e o grau de envolvimento, como o que caracteriza o negócio B2B, mais longo o processo de compra e maior o volume de pesquisas que o cliente faz antes de optar por um determinado produto ou serviço.

A tecnologia ao serviço do cliente

Quando se fala em transformação digital, muitos pensam automaticamente em inteligência artificial, indústria 4.0 e novas tecnologias que ainda estão distantes da realidade de muitas empresas portuguesas. No entanto, falo na realidade de uma jornada que visa unicamente a constante melhoria e inovação de atividades, processos, competências e oportunidades a partir do cenário digital, indo do relacionamento da marca com os seus clientes e prospects até ao processo de venda e contratação.

E porque é isto importante para a sua empresa? Segundo um estudo recente da Google, 89% dos profissionais B2B começam por procurar fornecedores na Internet. Destes, 71% iniciam a pesquisa por termos mais genéricos e realizam em média 12 pesquisas no Google antes de se envolver com uma marca específica. Também a Accenture se debruçou sobre este tema, referindo num relatório que a maioria dos compradores B2B já avançou cerca de 57% no processo de compra antes da primeira reunião presencial com um comercial.

Igualmente importante é o facto de 46% de quem faz esta pesquisa online e compra produtos ou serviços B2B serem millenials, transformando não só a forma como as empresas são geridas como também o processo de compra.

Por outro lado, um outro estudo da Marketo afirma que as landing pages estratégicas são utilizadas por 68% das empresas B2B para a geração de leads, enquanto 53% das organizações B2B já utilizam uma plataforma de automação de marketing.

Em conclusão

Esta já é uma mudança em andamento, mas que depende também de uma mudança cultural nas organizações. O marketing de hoje tem de ir além da promoção do seu produto ou serviço, acrescentando valor ao cliente. Utilize ferramentas que lhe permitam ter uma visão global de toda a jornada, abrangendo todos os pontos de contacto, das redes sociais ao website, passando pelos conteúdos e pelo software de automação de marketing e CRM. Só assim vai conseguir perceber onde tem de atuar e conseguir identificar oportunidades de negócio nesta Era da Transformação Digital.

Recomendado pelos leitores

O lanterna vermelha
OPINIÃO

O lanterna vermelha

LER MAIS

Disrupções nas cadeias de valor podem custar 920 milhões de euros ao PIB europeu
OPINIÃO

Disrupções nas cadeias de valor podem custar 920 milhões de euros ao PIB europeu

LER MAIS

Uma fábrica longe de mais
OPINIÃO

Uma fábrica longe de mais

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 88 JUNHO 2022

IT CHANNEL Nº 88 JUNHO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.