OPINIÃO

Os dados não utilizados dentro das nossas empresas
2014-7-29
OPINIÃO

Os dados não utilizados dentro das nossas empresas

Em média, cerca de 80% dos dados dentro de uma empresa são considerados não-estruturados – de acordo com a consultora Gartner. Mas, o que significa isto?

“A Simplicidade é o maior dos Desafios da Mobilidade nos Ambientes Empresariais dos nossos dias”
2014-7-10
OPINIÃO

“A Simplicidade é o maior dos Desafios da Mobilidade nos Ambientes Empresariais dos nossos dias”

A Internet e os dispositivos móveis revolucionaram o ambiente de trabalho nas empresas. Durante muitos anos, o computador da área de trabalho do escritório era o único lugar de onde se podia aceder às aplicações corporativas

TP-Link: Já cá estamos!
2014-7-09
OPINIÃO

TP-Link: Já cá estamos!

O mês de Julho/2014 marcou a nossa entrada no mercado Português. Ou melhor, a abertura da sucursal em Lisboa, uma vez que a TP-Link já opera no mercado nacional há algum tempo, com resultados que acabaram por justificar este importante passo

Duche Escocês
2014-7-06
OPINIÃO

Duche Escocês

O duche Escocês consiste em alternar entre jactos de água quente e de água fria. Trata-se de um tratamento com todos os benefícios da água, e da alternância entre calor e frio, que provocam a vasodilatação e vasoconstrição, de forma a acelerar todo o metabolismo. Mas, que tem esta prática centenária, com algo de ascético, a ver com as TI e o seu Canal de Distribuição?

Banda larga e a Internet of Everything
2014-6-30
OPINIÃO

Banda larga e a Internet of Everything

Nas últimas décadas a Internet mudou as nossas vidas, transformando a forma como trabalhamos, aprendemos e nos divertimos, facilitando avanços impensáveis como a saúde à distância ou a educação online

A importância de ter um bom Parceiro de infra-estruturas
2014-6-29
OPINIÃO

A importância de ter um bom Parceiro de infra-estruturas

É conhecida de muitos, a fábula dos mineiros e das pás. No antigo Faroeste, muitos se aventuraram a procurar ouro, uns conseguiram, muitos não. Mas quem sempre foi essencial foram os vendedores de pás e demais ferramentas. Hoje, acontece o mesmo, abre-se um restaurante, loja, hotel, fábrica, etc. Uns empreendimentos resultam, outros não, mas sempre que se monta um negócio desta natureza, é preciso instalação de rede estruturada, telecomunicações, eventualmente, WLAN, vigilância, automação

Como vai a sua organização preparar-se para o futuro?
2014-6-28
OPINIÃO

Como vai a sua organização preparar-se para o futuro?

A Global Trends acaba de anunciar o lançamento do “The Global Trends Fieldbook”: a partir de dados de “Insights para a acção”, da autoria de Tracey Keys e Professor Tom Malnight. Neste “fieldbook” são analisadas as “novas tendências de jogo”, incluindo o crescente poder do consumidor, tecnologias e exigências de um capitalismo responsável disruptivas, que estão a redefinir o modo como trabalhamos, vivemos, interagimos socialmente e cuidamos do planeta

Como a gestão de informação vai mudar
2014-5-31
OPINIÃO

Como a gestão de informação vai mudar

E se de repente conseguisse gerir toda a informação a partir de qualquer parte do mundo? A Internet e as tecnologias digitais fizeram emergir um novo paradigma social, descrito por alguns como a sociedade da informação ou sociedade do conhecimento. Assistimos ao aumento exponencial da informação e, desta forma, ao aumento do volume de diferentes tipos de documentação que necessitam de ser processados diariamente. Isso tem um significado ainda maior quando falamos de estratégia empresarial, onde a gestão de informação é a chave para a criação de valor acrescentado

Wireless AC: uma auto-estrada com seis faixas
2014-5-30
OPINIÃO

Wireless AC: uma auto-estrada com seis faixas

Hoje em dia estamos mais interligados do que nunca. Com efeito, segundo a consultora Forrester, a penetração online atingiu já 75 por cento da população da Europa e quase metade dos adultos deste continente contam com dois ou mais dispositivos ligados à Internet

A notícia da morte dos desktops era francamente exagerada
2014-5-29
OPINIÃO

A notícia da morte dos desktops era francamente exagerada

Com o aumento das capacidades dos portáteis, como no processamento, autonomia energética, performance, rapidez e qualidade de som e imagem, progressivo aumento do tamanho dos ecrãs, redução de peso e espessura, acompanhados de uma muito significativa redução de preços, ou seja, todo o poder dos desktops num dispositivo portátil e a preço acessível, muitos foram os que anteciparam a “morte” ou o quase desaparecimento dos desktops, progressivamente substituídos pelos portáteis

IT CHANNEL Nº 74 FEVEREIRO 2021

IT CHANNEL Nº 74 FEVEREIRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.