2020-10-12

NEGÓCIOS

Vendas de PC no terceiro trimestre batem recorde com dez anos

Dados da Canalys mostram que as vendas mundiais de PC durante o terceiro trimestre de 2020 cresceu 13%, sendo o maior crescimento no terceiro trimestre desde 2010

Dados recentemente divulgados pela Canalys mostram que o mercado global de PC subiu 12,7% em relação ao ano anterior para alcançar 79,2 milhões de unidades no terceiro trimestre de 2020, uma vez que continuou a beneficiar com a crise da COVID-19.

Este é o maior crescimento que o mercado teve nos últimos dez anos. Depois de um fraco primeiro trimestre, a recuperação do segundo trimestre continuou no terceiro trimestre deste ano, e até cresceu em cima de um mercado forte no ano anterior. As vendas globais de notebooks atingiram 64 milhões de unidades (quase tanto quanto o recorde do quarto trimestre de 2011, enquanto as vendas de notebooks foram de 64,6 milhões), já que a procura continuou a aumentar devido às segundas ondas de COVID-19 em muitos países e as empresas continuaram a fazer um investimento a longo prazo em transições para trabalho remoto. As vendas de notebooks e workstations móveis cresceram 28,3% ano-a-ano, o que contrastou com os desktops e workstations fixas, que diminuíram 26%.

A Lenovo recuperou o primeiro lugar no mercado de PC no terceiro trimestre com um crescimento de 11,4% e as vendas ultrapassaram a marca de 19 milhões. A HP registou um crescimento igualmente impressionante de 11,9% para garantir o segundo lugar com 18,7 milhões de unidades vendidas. Dell, em terceiro lugar, sofreu uma pequena queda de 0,5% nas vendas em comparação com 2019. Apple e Acer completaram as cinco primeiras classificações, apresentando um crescimento de 13,2% e 15%, respetivamente.

Canalys PC Market Pulse Q3 2020

Fabricante Vendas Q3 2020 Quota de mercado Q3 2020 Vendas Q3 2019 Quota de Mercado Q3 2020 Crescimento Anual
Lenovo 19.270 24,3% 17.295 24,6% 11,4%
HP 18.660 23,6% 16.670 23,7% 11,9%
Dell 11.989 15,1% 12.046 17,1% -0,5%
Apple 6.372 8,1% 5.628 8% 13,2%
Acer 5.638 7,1% 4.902 7% 15%
Outros 17.277 21,8% 13.739 19,6% 25,8%
Total 79.207 100% 70.280 100% 12,7%

 

Nota: Unidades vendidas arredondas a milhares. A soma das percentagens pode não dar 100% devido a arredondamentos.
Fonte: Canalys PC Analysis (sell-in shipments), outubro 2020

 

Os fornecedores, a cadeia de valor e o Canal tiveram tempo para se reerguer e alocar recursos para o fornecimento de notebooks, que continuam a ter uma procura massiva de empresas e consumidores”, explicou Ishan Dutt, analista da Canalys. “Depois de priorizar mercados de alto valor e grandes clientes no segundo trimestre, os fornecedores agora podem voltar a sua atenção para fornecer uma gama mais ampla de países, bem como pequenas e médias empresas que enfrentaram dificuldades para proteger os dispositivos no início deste ano. Os governos, que perceberam a importância do acesso ao PC na manutenção da atividade económica durante este tempo, intervieram com apoio financeiro ou até mesmo com a implementação de dispositivos em grande escala. Isto tem sido especialmente crítico no espaço educacional, com os períodos letivos a começar no terceiro trimestre sem a possibilidade de aprendizagem no local em muitos mercados. Por exemplo, o governo do Reino Unido disponibilizou cem mil notebooks para garantir que os alunos, incapazes de retornar às salas de aula, enfrentem uma interrupção mínima na sua capacidade de receber educação. A Canalys espera que os gastos com IT, incluindo o investimento em PC, sejam os principais impulsionadores das recuperações económicas após a pandemia”.

Os efeitos duradouros desta pandemia na forma como as pessoas trabalham, aprendem e colaboram vão criar oportunidades significativas para os fornecedores de PC nos próximos anos”, acrescentou Rushabh Doshi, Diretor de Pesquisa da Canalys. “Como a linha entre trabalho e vida doméstica está cada vez mais ténue, torna-se importante posicionar os dispositivos numa ampla gama de casos de uso, com foco em mobilidade, conectividade, duração da bateria e qualidade de exibição e áudio. A diferenciação em portfólios de produtos para capturar segmentos-chave, como educação e jogos convencionais, também proporcionará bolsas de crescimento. E além do PC em si, haverá uma necessidade crescente de acessórios de colaboração, novos serviços, pacotes de assinatura e um forte foco na segurança do terminal. Estas tendências irão beneficiar mais os fornecedores que fornecem soluções holísticas que permitem que os seus clientes façam mudanças estruturais nas suas operações. Embora o foco tenha sido a procura de PC comerciais nos últimos dois trimestres, os gastos do consumidor durante a temporada de férias devem trazer mais alegria para o mercado de PC”.

Recomendado pelos leitores

IBM vai dividir-se em duas empresas
NEGÓCIOS

IBM vai dividir-se em duas empresas

LER MAIS

O Futuro do Trabalho - Um novo imperativo de negócios
NEGÓCIOS

O Futuro do Trabalho - Um novo imperativo de negócios

LER MAIS

Esprinet conclui aquisição da GTI
NEGÓCIOS

Esprinet conclui aquisição da GTI

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 71 OUTUBRO 2020

IT CHANNEL Nº 71 OUTUBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.