2022-8-29

NEGÓCIOS

Mercado de PC na China sofre a maior queda desde 2013

As vendas de computadores na China caíram 16% no segundo trimestre de 2022 com os segmentos empresariais e de consumo a serem atingidos pela fraca procura e pelos ventos macroeconómicos

Mercado de PC na China sofre a maior queda desde 2013

Na China, as vendas de PC – que incluem desktops, portáteis e workstatios – caíram 16% no segundo trimestre de 2022. Os desktops (incluindo workstations fixas) caíram 26%, enquanto os notebooks (que incluem workstations móveis) caíram 10%.

Tantos o segmento de consumo como o segmento empresarial foram atingidos pela fraca procura no meio de ventos macroeconómicos contrários e uma interrupção da produção no segundo trimestre, levando a quedas de 19% e 13%, respetivamente. Por outro lado, o mercado de tablets registou um crescimento surpreendente de 4%, já que o lockdown verificado na China durante o segundo trimestre aumentou novamente a procura por ferramentas de aprendizagem online.

Foi um trimestre muito difícil para os fornecedores no mercado de PC da China Continental. A queda de 16% nas vendas foi a pior queda em nove anos”, explicou Emma Xu, analista da Canalys. “A procura, tanto empresarial quanto consumo, foi duramente atingida pelas rígidas medidas de controlo da pandemia implementadas em todo o país. No espaço empresarial, a maior queda foi entre as grandes empresas. O investimento em TI entre grandes empresas contratadas como empresas de manufatura, imóveis e indústria de TI continuaram a enfrentar fortes ventos económicos contrários, enquanto a recuperação do setor de serviços ainda foi instável à medida que a rigorosa política de controlo da pandemia continuou. Os únicos pontos positivos para os fornecedores de PC foram o governo e a educação, que cresceram 38% e 10%, respetivamente, graças aos projetos de renovação. Mas apenas os fornecedores locais beneficiaram dessas oportunidades”.

Emma Xu acrescenta, também que, “do lado do consumidor, a procura foi muito reprimida devido às medidas de controlo da pandemia nas principais cidades, o que afetou o tráfego no retalho e a disposição de gastar. A confiança do consumidor atingiu o fundo do poço, dada a incerteza macroeconómica e as preocupações com o mercado de trabalho, que travaram a procura de reposição, especialmente entre aqueles que usam o PC como ferramenta secundária de produtividade ou para lazer. Em melhores notícias, a procura por PC para jogos ainda é forte, impulsionando o segmento em 45% ano a ano”.

Além da queda na procura, os fornecedores foram atingidos por interrupções contínuas de logística e produção, o que exacerbou a escassez de componentes, especialmente para fornecedores como a Apple e a Lenovo. A Lenovo, a Dell e a HP mantiveram as suas três primeiras posições no mercado de PC local no segundo trimestre, mas todas tiveram declínios nas vendas. A Huawei substituiu a Asus em quarto lugar. A Asus completou os cinco primeiros, enviando cerca de 700 mil unidades no segundo trimestre de 2022.

A procura por tablets cresceu no segundo trimestre, graças à adoção em massa de aprendizagem online entre crianças e estudantes universitários durante os lockdowns”, disse Xu. “Os principais fornecedores, como a Huawei e a Apple, estão a lançar novos recursos, como ecrãs maiores e que protegem os olhos, canetas e recursos de interoperabilidade entre dispositivos para melhorar a produtividade. Embora as restrições dos processadores limitem a posição da Huawei, fornecedores como a Xiaomi e a Honor veem oportunidades para competir na extremidade inferior com propostas de valor semelhantes. Os principais fornecedores locais estão a afastar-se dos segmentos básicos de baixa margem, investindo no segmento médio e alto, o que pode melhorar as sinergias com os seus outros produtos, ajudando-os a competir na categoria de dispositivos conectados”.

ARTIGOS RELACIONADOS

Inflação e produção levam a decréscimo no mercado de PC na Europa ocidental
NEGÓCIOS

Inflação e produção levam a decréscimo no mercado de PC na Europa ocidental

LER MAIS

Produção leva a decréscimo de 15% nas vendas mundiais de PC
NEGÓCIOS

Produção leva a decréscimo de 15% nas vendas mundiais de PC

LER MAIS

Vendas de monitores de PC estabilizam no primeiro trimestre de 2022
NEGÓCIOS

Vendas de monitores de PC estabilizam no primeiro trimestre de 2022

LER MAIS

Recomendado pelos leitores

Suprides é agora associada da ASEMINFOR
NEGÓCIOS

Suprides é agora associada da ASEMINFOR

LER MAIS

IBM lança Programa IBM Partner Plus
NEGÓCIOS

IBM lança Programa IBM Partner Plus

LER MAIS

PCDiga posiciona-se no mercado com hardware e computing para todos os gostos
NEGÓCIOS

PCDiga posiciona-se no mercado com hardware e computing para todos os gostos

LER MAIS

Programas de Canal 2023

Programas de Canal 2023

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.