2021-8-03

NEGÓCIOS

As principais aquisições em cibersegurança na primeira metade de 2021

A cibersegurança é cada vez mais importante para as organizações e as empresas com soluções nesta área têm sido compradas ou por outras empresas de cibersegurança, ou por empresas de investimento

As empresas fizeram grandes apostas na proteção de redes e de terminais, assim como na gestão de acesso, durante o primeiro semestre de 2021. Assim, não é de estranhar que sete das dez maiores aquisições durante o primeiro semestre de 2021 tenham sido realizadas nesta área.

Grandes empresas de private equity, empresas de aquisição de propósito específico (SPAC na sigla em inglês) e empresa de cibersegurança puros concordaram coletivamente em gastar cerca de 31 mil milhões de dólares nos negócios mais significativos do ano. Seis das aquisições foram consumadas por empresas de private equity, três foram realizadas por SPAC e uma foi concluída por um fornecedor puro de cibersegurança.

TPG Capital adquire Centrify (900 milhões de dólares)

A Centrify teve o seu terceiro proprietário e quarto CEO em menos de três anos depois de ter sido comprada pela empresa de private equity TPG Capital e ter escolhido Art Gilliland como CEO. A compra da Centrify da Thoma Bravo pela TPG ocorreu apenas dois anos e meio depois de a Thoma Bravo ter adquirido o controlo das empresas de capital de risco Mayfield, Accel Partners, Jackson Square Ventures e Index Ventures.

Em janeiro, a empresa escolheu Gilliland, o ex-diretor da Symantec Enterprise e CEO da Skyport Systems, para ser o seu próximo líder. A mudança ocorreu apenas sete meses depois de a Centrify ter selecionado o executivo Flint Brenton, da CollabNet, para atuar como o seu presidente e CEO.

Bain Capital e Crosspoint Capital compram ExtraHop (900 milhões de dólares)

As empresas de private equity Bain Capital e Crosspoint Capital concordaram em junho em adquirir o fornecedor de deteção e resposta de rede ExtraHop. A empresa sediada em Seattle disse que a aquisição, encerrada a 22 de julho, deve ajudar a ExtraHop a estender o poder da sua plataforma para consolidar mercados adjacentes, como deteção de intrusão, perícia de rede e segurança IoT.

Com o apoio de capital privado, a ExtraHop espera adicionar mais gestores e engenheiros de vendas de Canal internacionalmente, bem como gestores de vendas nacionais e regionais adicionais para o mercado norte-americano. O CEO da ExtraHop, Arif Kareem, o CTO Jesse Rothstein e o CCO Raja Mukerji vão continuar nos seus respetivos cargos, com Rothstein e Mukerji a permanecer como investidores significativos na empresa.

Newtown Lane Marketing adquire Appgate (mil milhões de dólares)

O fornecedor de acesso seguro Appgate concordou em fevereiro em entrar em bolsa apenas um ano depois da sua formação, sendo adquirida pela Newtown Lane Marketing. A Appgate explicou que quer tornar-se numa empresa de capital aberto para ter acesso rápido a recursos financeiros significativos para acelerar o crescimento, escala e estratégias de entrada no mercado.

A Appgate foi criada a partir do fornecedor de data center Cyxtera em janeiro de 2020 e espera gerar receitas de 40 milhões de dólares este ano com uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 50% nos próximos cinco anos.

LGL Systems Acquisition Corp. compra IronNet Cybersecurity (1,2 mil milhões de dólares)

O fornecedor de deteção e resposta de rede IronNet Cybersecurity planeia abrir o seu capital na Bolsa de Valores de Nova Iorque depois de ter sido adquirido pela LGL Systems Acquisition Corp. O negócio foi anunciado em março e permitirá que a IronNet acelere a sua trajetória de crescimento e capitalize na forte procura por novas e mais maneiras eficazes de se defender contra as crescentes ameaças cibernéticas.

O IronDefense da IronNet oferece análises baseadas em comportamento e baseadas em IA ao nível da rede para detetar atividades anómalas em empresas e priorizar as maiores ameaças na rede de uma empresa. O IronDome partilha as descobertas da IronDefense de uma empresa dentro do grupo de entidades relacionadas (empresas de portfólio, cadeias de valor, indústrias ou nações) para correlação e análise posterior.

Symphony Technology Group adquire unidade de produtos da FireEye (1,2 mil milhões de dólares)

A FireEye concordou, em junho, vender o seu negócio de produtos ao Symphony Technology Group, desfazendo a aquisição de 2014 que uniu os produtos da FireEye e os serviços da Mandiant. Além de adquirir o portfólio de segurança de rede, email, endpoint e cloud da empresa, a empresa de private equity também comprou o nome FireEye.

Além dos produtos pontuais da empresa, a Symphony Technology Group também vai adquirir a plataforma de orquestração e gestão de segurança da FireEye. A empresa disse que as suas divisões de inteligência de ameaças de alto crescimento e serviços de resposta a incidentes vão continuar a operar como uma empresa de capital aberto sob a bandeira Mandiant Solutions.

Tailwind Acquisition Corp. compra QOMPLX (1,4 mil milhões de dólares)

A plataforma de análise de risco QOMPLX concordou em março em se tornar numa empresa pública na Bolsa de Valores de Nova Iorque através de uma aquisição pela empresa de aquisição de propósito especial (SPAC) Tailwind Acquisition Corp. A empresa também anunciou planos para adquirir a Sentar, fornecedor de soluções analíticas e de inteligência cibernética, e a Tyche, fornecedor de modelagem de seguro e plataforma atuarial.

A plataforma nativa na cloud da QOMPLX rapidamente ingere, transforma e contextualiza fontes de dados grandes, complexas e díspares para ajudar as organizações a melhor quantificar, modelar e prever riscos em áreas como segurança cibernética, seguro e finanças.

TPG Capital compra Thycotic (1,4 mil milhões de dólares)

A TPG Capital comprou, em abril, o fornecedor de gestão de acesso privilegiado (PAM, na sigla em inglês) Thycotic à Insight Partners e juntou-a ao recém-adquirido Centrify. A empresa conjunta terá agora o nome de ThycoticCentrify e é liderada pelo ex-CEO da Symantec Enterprise e Skyport Systems, Art Gilliland, que em janeiro foi anunciado como o próximo CEO da Centrify.

James Legg, que liderou a Thycotic desde julho de 2015, está a atuar como presidente da nova empresa. A Thycotic é a empresa de crescimento mais rápido no mercado de PAM, crescendo 40% ano após ano. A empresa gerou 120 milhões de dólares em receita.

Symphony Technology Group adquire negócio enterprise da McAfee (quatro mil milhões de dólares)

A empresa de private equity Symphony Technology Group concordou em março em comprar os negócios enterprise da McAfee, transformando a lendária empresa de segurança cibernética em puro negócio de consumo. A gigante da segurança de plataforma está a seguir os passos da principal rival, a Symantec, que vendeu os seus negócios corporativos para a Broadcom em 2019 por 10,7 mil milhões de dólares e continua a operar os seus negócios de consumo.

Os negócios enterprise da McAfee serão renomeados, enquanto os seus negócios de consumo continuarão a ser negociados publicamente sob o nome McAfee. A divisão foi anunciada menos de cinco meses depois de a McAfee ter concluído uma oferta pública inicial de 740 milhões de dólares, que avaliou a gigante da segurança cibernética em 9,5 mil milhões de dólares.

Okta adquire Auth0 (6,5 mil milhões de dólares)

Em maio, a Okta comprou a estrela crescente de identidade do cliente e gestão de acesso (CIAM), a Auth0, para abordar um conjunto mais amplo de casos de uso de identidade, independentemente do utilizador. A Okta explicou que a Auth0 vai operar como uma unidade de negócios independente dentro da Okta, com as duas plataformas a serem integradas ao longo do tempo.

O negócio dará às organizações mais opções na seleção da melhor ferramenta de identidade para as suas necessidades exclusivas, de acordo com a empresa. A organização explicou que o negócio vai acelerar o seu crescimento no mercado de identidades. As plataformas de identidade da Okta e Auth0 são robustas o suficiente para atender às maiores organizações do mundo e flexíveis o suficiente para lidar com uma variedade de casos de uso de identidade.

Thoma Bravo compra Proofpoint (12,3 mil milhões de dólares)

A gigante de private equity Thoma Bravo concordou, em abril, em comprar a Proofpoint, uma empresa de segurança de e-mail, na maior aquisição de segurança cibernética de todos os tempos. A Thoma Bravo explicou que a aquisição proposta dará à Proofpoint a flexibilidade e os recursos necessários para continuar a fornecer uma oferta de conformidade e segurança cibernética eficaz.

A Proofpoint também espera beneficiar das capacidades operacionais, suporte de capital e profunda experiência do setor da Thoma Bravo.

Recomendado pelos leitores

PHC lança oficialmente PHC GO
NEGÓCIOS

PHC lança oficialmente PHC GO

LER MAIS

Modelo de trabalho flexível é sinónimo de mobilidade, segurança e produtividade
NEGÓCIOS

Modelo de trabalho flexível é sinónimo de mobilidade, segurança e produtividade

LER MAIS

Claranet Portugal adquire nova empresa nacional
NEGÓCIOS

Claranet Portugal adquire nova empresa nacional

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 81 OUTUBRO 2021

IT CHANNEL Nº 81 OUTUBRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.