2023-11-10

EVENTOS

IT Security Conference 2023

Cisco: Soluções de cibersegurança tradicionais são “peças de puzzle que não encaixam” (com vídeo)

Rui Antunes, Cybersecurity Sales Specialist da Cisco, centrou a sua apresentação executiva nos atuais desafios do setor de cibersegurança e na resposta do mercado

Cisco: Soluções de cibersegurança tradicionais são “peças de puzzle que não encaixam” (com vídeo)

Rui Antunes, Cybersecurity Sales Specialist da Cisco, focou-se nos desafios do trabalho híbrido e dos ambientes multicloud no setor de cibersegurança, bem como nas preocupações originadas pela resposta ‘patchwork’ do mercado.

Atualmente, os “os desafios da cibersegurança têm vindo a aumentar” e estão a tornar-se “cada vez mais complexos”. Para Rui Antunes, isto deve-se a um conjunto de fatores. No que aos utilizadores e dispositivos diz respeito, “destacaríamos os trabalhadores remotos, os dispositivos não corporativos que acedem à rede e os dispositivos de IoT”.

Por outro lado, ao nível das aplicações, o Cybersecurity Sales Specialist da Cisco refere “a public cloud e as aplicações SaaS”, acrescentando que, “se isso não bastasse, vemos um número maior de ataques cada vez mais sofisticados”.

Face aos crescentes desafios, o mercado “reagiu com soluções pontuais”, criando “para cada nova preocupação um novo produto”, suscitando consequentemente “preocupações adicionais”. Alguns exemplos apontados são a “má experiência para os utilizadores”, porque “têm de interagir com diversos softwares de segurança, diversos portais”, e a “complexidade de administração”.

As “falhas de segurança” foram o problema “mais grave” impulsionado pela ‘patchwork approach’ do mercado. “Essas soluções são como peças de puzzle que não encaixam uma nas outras e, no espaço entre elas, há lugar a serem exploradas por atacantes”, sublinha Rui Antunes.

“A adoção de public cloud só veio agravar isto, porque cada public cloud tem os seus próprios controlos de segurança”, acrescenta. Além disto, Rui Antunes acredita que “não faz sentido obrigar o utilizador a escolher para cada aplicação qual é a tecnologia de acesso”.

A “abordagem da Cisco” assenta em “entregar a segurança com uma plataforma”, a Cisco Security Cloud, onde é possível aceder aos “controlos de segurança específicos de cada infraestrutura subjacente e dar visibilidade em todos os domínios”.

ARTIGOS RELACIONADOS

Zero-Trust e SASE: A era de “não confiar cegamente no utilizador” (com vídeo)
EVENTOS

Zero-Trust e SASE: A era de “não confiar cegamente no utilizador” (com vídeo)

LER MAIS

Margarida Leitão Nogueira: Tendência regulatória europeia “comporta impacto económico e operacional para entidades” (com vídeo)
EVENTOS

Margarida Leitão Nogueira: Tendência regulatória europeia “comporta impacto económico e operacional para entidades” (com vídeo)

LER MAIS

Ciber-resiliência: “O CISO não pode ser o Pedro e o lobo; tem de ser paranoico, mas contido” (com vídeo)
EVENTOS

Ciber-resiliência: “O CISO não pode ser o Pedro e o lobo; tem de ser paranoico, mas contido” (com vídeo)

LER MAIS

Recomendado pelos leitores

6 de junho - Channel ON  - Segunda edição da conferência do IT Channel
EVENTOS

6 de junho - Channel ON - Segunda edição da conferência do IT Channel

LER MAIS

10 de outubro marca o regresso da IT Security Conference
EVENTOS

10 de outubro marca o regresso da IT Security Conference

LER MAIS

Assista ao Live Event gratuito sobre data center e edge
EVENTOS

Assista ao Live Event gratuito sobre data center e edge

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 104 FEVEREIRO 2024

IT CHANNEL Nº 104 FEVEREIRO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.