2020-11-21

CLOUD

Computação em nuvem está a tornar-se no "novo normal"

A pandemia criada pela COVID-19 impulsionou os gastos com serviços públicos em cloud que deverão crescer 18,4% no próximo ano

A computação em cloud será responsável por uma parte ainda maior dos gastos tecnológicos empresariais nos próximos anos, à medida que as empresas decidem que é hora de migrar cada vez mais aplicações e serviços.

Os gastos com serviços públicos em cloud deverão crescer 18,4% no próximo ano, para um total de 304,9 mil milhões de euros. A proporção do total de gastos de IT da empresa em computação na cloud também deverá crescer rapidamente, de 9,1% em 2020 para 14,2% em 2024.

Parte deste aumento das despesas tem sido impulsionado pela experiência das empresas durante a pandemia do coronavírus. Com a maioria dos locais de trabalho fechados, muitas organizações perceberam que a aposta na utilização de serviços baseados na cloud era a única forma de manter os trabalhadores produtivos enquanto trabalhavam a partir de casa. 

O vice-presidente de investigação da Gartner, Sid Nag, acredita que a pandemia COVID-19 forçou as organizações a concentrarem-se em poupar dinheiro e a otimizar os seus custos de IT, ao mesmo tempo que apoiavam uma força de trabalho remota: transferir os gastos para a cloud tornou-se um meio conveniente para satisfazer todos estes requisitos.

A Gartner explica ainda que quase 70% das organizações que usam serviços na cloud planeiam aumentar estes gastos na sequência da perturbação causada pela COVID-19.

O software como serviço (SaaS) continua a ser o maior setor do mercado de computação em cloud, prevendo-se que cresça para 117,7 mil milhões de euros em 2021 (aumento de 16% em termos homólogos). A plataforma como serviço (PaaS), que fornece infraestruturas de aplicações, prevê-se que cresça mais rapidamente- 26,6% entre 2020 e 2021.

A Gartner coloca este aumento do consumo de PaaS na necessidade de os trabalhadores remotos terem acesso a infraestruturas escaláveis de alto desempenho. O desktop como um serviço (DaaS) também é provável que veja um crescimento significativo, mas a partir de uma base baixa.

O aumento dos gastos em cloud deverá manter-se durante alguns anos, à medida que as empresas aumentam os investimentos em mobilidade, colaboração e outras tecnologias e infraestruturas de trabalho remoto, segundo a empresa analista.

A pandemia provou efetivamente o valor da cloud para as empresas e Nag afirma "a capacidade de usar modelos de cloud a pedido e escalável para alcançar a eficiência de custos e a continuidade do negócio está a dar o impulso às organizações para acelerarem rapidamente os seus planos de transformação de negócios digitais".

Recomendado pelos leitores

Assista à mesa redonda do IT Channel sobre cloud híbrida e multicloud
CLOUD

Assista à mesa redonda do IT Channel sobre cloud híbrida e multicloud

LER MAIS

Gastos globais em cloud aumentam 33% no 3º trimestre
CLOUD

Gastos globais em cloud aumentam 33% no 3º trimestre

LER MAIS

70% dos gastos em cloud são provenientes do segmento IaaS
CLOUD

70% dos gastos em cloud são provenientes do segmento IaaS

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 72 NOVEMBRO 2020

IT CHANNEL Nº 72 NOVEMBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.