2018-5-14

CLOUD

Cloud alavanca resultados financeiros da Sage

Os resultados do primeiro semestre do ano fiscal de 2018 registaram um crescimento de 6,4%, impulsionado, sobretudo, pelas receitas originadas pelo Sage Business Cloud

Os resultados financeiros do Grupo Sage não registaram alterações substanciais na informação financeira contida no anúncio realizado a 13 de abril de 2018, com exceção da conversão do efetivo, que melhorou para 99%.

As receitas orgânicas na primeira metade do ano fiscal do FY18 da empresa cresceram 6,3% (1ª metade de 2017: 7,4%), o
que se traduz num crescimento das receitas recorrentes de 6,4% (1H17:
11,1%), sustentado pelo crescimento da subscrição de software em 25,3%
(1H17: 30,6%). A Sage Business Cloud regista uma tendência contínua, com valor
anualizado recorrente de 336 milhões de libras, crescendo 57%.

A margem operacional orgânica situou-se nos 24,5%, em linha com o investimento
antecipado para a primeira metade do ano e a redução da proporção de
gastos gerais e administrativos relativamente às receitas de 13,8% (1H17:
15,2%). O Grupo registou uma forte conversão do efetivo subjacente de 99%, com um Free cash-flow de 17% das receitas, e um aumento de 8,2% no dividendo preliminar até 5,65 centavos, o que reforça os fundamentos do modelo de negócio.

Tal como anunciado a 13 de abril de 2018, o objetivo para o crescimento das receitas orgânicas desceu de 8% para cerca de 7%, mantendo-se inalterada a previsão da margem operacional orgânica de aproximadamente 27,5%, para cumprir com os objetivos do ano fiscal de 2018.

Os objetivos a médio prazo preveem que as receitas orgânicas cresçam
sustentavelmente em 10% e a margem operacional orgânica se situe, pelo
menos, nos 27%. A longo prazo, a Sage pretende alcançar uma margem
operacional orgânica de, pelo menos, 30%.

“A oportunidade que o mercado atual apresenta é significativa e apelativa. A
Sage Business Cloud continuar a ser a ferramenta Cloud mais completa do
mercado, preparada para capitalizar esta mesma oportunidade. O crescimento
das receitas orgânicas durante a primeira metade de 2018 foi cerca de 5 milhões
de libras inferior às previsões, devido a uma execução de vendas mais lenta e
inconsistente do que esperado. Na Sage, já começámos a implementar planos
fortes para acelerar o nosso crescimento através das receitas recorrentes dos
próximos meses. Os objetivos revistos refletem a atividade durante estes
primeiros seis meses, mas também o nosso total compromisso com a geração
de receitas por subscrição de elevada qualidade, alinhada com a estratégia de
negócio”,
refere Stephen Kelly, CEO de Sage.

Recomendado pelos leitores

Kaspersky Lab lança solução para cloud híbrida
CLOUD

Kaspersky Lab lança solução para cloud híbrida

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 47 Maio 2018

IT CHANNEL Nº 47 Maio 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES