2017-1-05

NEGÓCIOS

Ingecom cresce 61% em 2016

O distribuidor, especializado em soluções de cibersegurança e que opera e Portugal e Espanha, terminou o ano com uma faturação de 18.6 milhões de euros

A Ingecom encerrou 2016 com um crescimento de 61% face a 2015, tendo atualmente um portfolio da Ingecom composto por 17 fabricantes, com a inclusão da WhiteBearSolutions, no último trimestre. Em 2016 a Ingecom adicionou ainda ao seu portfolio a Flowmon e a Garland Technology, com o objetivo de reforçar o catálogo de soluções na área da segurança, área onde diz que existir uma procura cada vez maior por parte das empresas.

 

“Durante 2016 cumprimos os objetivos a que nos tínhamos proposto, graças ao apoio dos nossos clientes, os integradores da área da segurança, e aos fabricantes com os quais trabalhamos, na área da segurança e das infraestruturas, que se mantêm na linha da frente”, comenta Javier Modúbar, diretor-geral da Ingecom. “Observámos um aumento dos ataques informáticos em todos os setores, muito mais sofisticados e profissionais, que levaram as empresas e as organizações a considerar a segurança como uma prioridade no momento de investir. A maioria dos nossos fabricantes abordam distintas visões da segurança e da cibersegurança e parte dos investimentos de IT feitos pelas empresas”.

Em 2017, sublinha, a tendência de crescimento mantém-se, segundo o diretor-geral, dado que “o setor público pretende modernizar os seus sistemas” e “as tecnologias de acesso à informação serão as mais procuradas nos próximos anos, a par das de controlo de fuga de informação interna e externa”.

Segundo o distribuidor, quase todos os fabricantes do seu portfolio registaram um crescimento proporcional face a 2015, com alguns a duplicarem a sua faturação, reafirmando a sua posição como líderes nas suas respetivas áreas de atividade no mercado ibérico.

A Ingecom refere ainda que em 2016 fechou importantes projetos com o seu Canal de integradores, em tecnologías NAC, IRM, DLP e DDosS, graças a fabricantes como a ForeScout, SealPath, Intel Security e A10 Networks.  

Recomendado pelos leitores

Tecnológicas portuguesas distinguidas pelo governo britânico
NEGÓCIOS

Tecnológicas portuguesas distinguidas pelo governo britânico

LER MAIS

Ricardo Louro Ferreira é o novo diretor-geral da jp.di
NEGÓCIOS

Ricardo Louro Ferreira é o novo diretor-geral da jp.di

LER MAIS

SAS premeia Parceiros
NEGÓCIOS

SAS premeia Parceiros

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 34 fevereiro 2017

IT CHANNEL Nº 34 fevereiro 2017

VER EDIÇÕES ANTERIORES