2020-8-25

SERVIÇOS

O regresso ao escritório

Embora a tecnologia fosse importante antes da pandemia, os funcionários perceberam agora como as ferramentas digitais são críticas em circunstâncias imprevistas

Um novo relatório mostra que mais de metade (66%) dos inquiridos afirmam que vão continuar a utilizar os serviços e aplicações na cloud que foram implementadas durante o trabalho remoto no regresso ao escritório, enquanto 24% explicam que apesar de continuarem a utilizar uma série de aplicações e serviços em cloud atualmente em vigor vão suspender algumas delas.

Quanto ao que os líderes de IT sentem sobre o regresso ao escritório, 47% disseram sentir-se confortáveis em fazê-lo assim que a sua empresa delinear um plano claro que garanta a sua segurança. Cerca de 43% dos inquiridos disseram preferir que a sua empresa ofereça trabalho a partir de opções de habitação após a reabertura, e 30% sentem-se desconfortáveis por voltar, de acordo com o relatório.

Enquanto os CIOs (45%) se mostram ansiosos para voltar ao escritório, cerca de 34% dos gestores disseram preferir continuar a trabalhar a partir de casa, indicando uma possível mudança cultural dentro da gestão.

Apesar de toda a incerteza no clima atual, 82% dos inquiridos afirmaram ter notado uma mudança positiva nas atitudes dos trabalhadores em relação ao IT, o que constitui uma mudança significativa numa relação tradicionalmente adversária, de acordo com o relatório.

Os líderes de IT dizem que os funcionários parecem mais gratos pelo que o setor tem feito por si e pela empresa (49%) desde o início da pandemia e parecem mais conscientes de que a infraestrutura de IT é o que mantém um negócio em funcionamento (43%).

Embora a tecnologia fosse importante antes da pandemia, os funcionários perceberam agora como as ferramentas digitais são críticas em circunstâncias imprevistas. As aplicações que têm sido "salva-vidas" durante a crise incluíram aplicações de videoconferência (73%), aplicações de comunicação (65%), aplicações empresariais (57%), aplicações de redes sociais (48%), bem como aplicações de entretenimento (44%).

A confiança nas ferramentas de colaboração mostra que a ligação pessoal é ainda mais importante do que o entretenimento neste momento. O novo normal impediu colegas de trabalho de interagirem pessoalmente, fazendo com que estes recorressem a plataformas online.

ARTIGOS RELACIONADOS

COVID-19 expõe lacunas na recuperação de negócios
SEGURANÇA

COVID-19 expõe lacunas na recuperação de negócios

LER MAIS

Estudo revela que 82% dos colaboradores devem voltar ao escritório entre 12 e 18 meses
NEGÓCIOS

Estudo revela que 82% dos colaboradores devem voltar ao escritório entre 12 e 18 meses

LER MAIS

Sim ao teletrabalho, mas não de qualquer forma
SEGURANÇA

Sim ao teletrabalho, mas não de qualquer forma

LER MAIS

Recomendado pelos leitores

Dell apresenta plataforma para ajudar a transformar o Edge
SERVIÇOS

Dell apresenta plataforma para ajudar a transformar o Edge

LER MAIS

Atos Portugal cria equipa de Services Integration Management
SERVIÇOS

Atos Portugal cria equipa de Services Integration Management

LER MAIS

Palo Alto Networks anuncia ampliação do programa NextWave
SERVIÇOS

Palo Alto Networks anuncia ampliação do programa NextWave

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 92 NOVEMBRO 2022

IT CHANNEL Nº 92 NOVEMBRO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.