2016-6-30

SERVIÇOS

CGI celebra 40 anos com a transformação digital no centro da estratégia

A CGI comemora 40 anos e registou no mercado ibérico uma receita de 138 milhões de euros em 2015, onde Portugal tem um peso de 60%. Ajudar as empresas a implementar a transformação digital é a prioridade

A CGI, multinacional de origem canadiana, celebra 40 anos de atividade e, no nosso país, o negócio está muito assente no outsourcing de serviços. Portugal representa 60% das receitas da CGI na ibéria (138 milhões em 2015) e 20 a 30% destas derivam da exportação de serviços e produtos.

Segundo José Carlos Gonçalves, vice-presidente para o sul da Europa, o que diferencia a CGI é a proximidade ao cliente, a capacidade de entregar serviços globalmente – a empresa está presente em 40 países e tem mais de 30 Centros Globais de Delivery, dos quais três em Portugal (dois no Porto e um em Lisboa)– e as soluções próprias de software.

No portfólio da CGI em Portugal e Espanha, subsidiária que se distingue, de acordo com o responsável, pela “inovação e credibilidade” -, constam cinco soluções desenvolvidas em Portugal: RMS (Renewables Management System), de gestão remota de parques eólicos e com operações espalhadas pelo mundo inteiro; Sm@rtering, de gestão inteligente de redes de energia; Interactive Electronic Document, faturas eletrónicas e dinâmicas personalizadas, implementadas já na Vodafone, EDP e Lusitânia; U@cloud; e Diamond GasOMS.

As soluções e respetivas implementações refletem a aposta da divisão portuguesa nos serviços financeiros, nas utilities e nas telcos.

Empresas precisam de quem as ajude a transformar-se

A atividade da CGI estende-se ainda à integração de sistemas, aos serviços de consultoria e à modernização do IT. Esta área de atuação, em concreto, promete tornar-se cada vez mais relevante, já que uma das prioridades é ajudar as empresas a enveredar pela transformação digital, pela via da atualização de sistemas legacy e migração das aplicações para infraestruturas mais ágeis. A EDP e o Ministério da Justiça são duas das organizações que, em Portugal, recorreram a estes serviços da CGI, que pretendem diminuir os gastos anuais das empresas com as aplicações e libertar fundos empresariais necessários ao investimento no digital.

Para José Carlos Gonçalves, o caminho rumo ao digital não pode ser feito sozinho: "Os clientes precisam de parceiros que lhes façam o roadmap da mudança com rigor".

Recomendado pelos leitores

Três motivos para adotar “Device as a Service” by Claranet e HP
SERVIÇOS

Três motivos para adotar “Device as a Service” by Claranet e HP

LER MAIS

Dell PCaaS - PC como um Serviço
SERVIÇOS

Dell PCaaS - PC como um Serviço

LER MAIS

INFINIDAT quer tornar “Scale to Win” em vantagem competitiva
SERVIÇOS

INFINIDAT quer tornar “Scale to Win” em vantagem competitiva

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 57 MAIO 2019

IT CHANNEL Nº 57 MAIO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.