2018-7-31

SEGURANÇA

WatchGuard lança solução de autenticação multi-fator para PMEs

A nova solução de autenticação multi-fator cloud based da WatchGuard, AuthPoint, promete eliminar os complexos processos de integração, despesas iniciais consideráveis e os onerosos requisitos de administração local tipicamente associados pelas PME a este tipo de soluções

De acordo com um novo estudo realizado junto de gestores e profissionais de TI pela CITE Research, 61% das empresas com menos de mil funcionários acreditam que os serviços de autenticação multi-fator estão reservados apenas às grandes empresas. O AuthPoint da WatchGuard aborda essas preocupações de autenticação, e promete uma solução simples e acessível às Pequenas e Médias Empresas.

“Sabemos que uma grande parte das violações de dados envolve credenciais perdidas e, como os criminosos visam organizações de qualquer tamanho, a autenticação multi-fator é agora um pré-requisito para todas as empresas”, afirma Alex Cagnoni, diretor de autenticação da WatchGuard. “Na ausência da mesma, os cibercriminosos podem utilizar uma variedade de técnicas para conseguir deitar a mão a nomes de utilizador e passwords, como spear phishing, engenharia social e a compra de credenciais roubadas na dark web, para obter acesso à rede e roubar dados valiosos da empresa e do cliente. Com o AuthPoint, estamos a romper barreiras antigas entre as empresas mais pequenas e a adoção de autenticação multi-fator com uma solução acessível, fácil de implementar e muito escalável - tudo isto possível graças à abordagem à autenticação baseada em cloud da WatchGuard”.

O AuthPoint é um serviço baseado na cloud que pode ser implementado e administrado a partir de qualquer local sem a necessidade de componentes de hardware dispendiosos. O serviço conta com a aplicação AuthPoint da WatchGuard para facilitar a autenticação do utilizador.

Os principais recursos do AuthPoint incluem a app AuthPoint, que permite que os utilizadores visualizem e administrem qualquer tentativa de login - por meio de notificações push, passwords de uso único ou entradas de código QR para cenários off-line; o Mobile Device DNA a abordagem da WatchGuard para a autenticação de utilizadores, que distingue tentativas de login clonadas de tentativas legítimas. A app AuthPoint cria assinaturas personalizadas de "DNA" para dispositivos dos utilizadores e adiciona-os ao cálculo de autenticação. O resultado é que as mensagens de autenticação que não são originadas no telefone de um utilizador legítimo serão rejeitadas.

A administração da solução está também baseada em cloud. Deste modo, o serviço AuthPoint permite que as empresas visualizem relatórios e alertas, configurem e administrem implementações de forma centralizada. Ativada partir da cloud, o AuthPoint não requer qualquer equipamento local, o que reduz as atividades dispendiosas de implementação e administração.

O ecossistema do WatchGuard inclui dezenas de integrações de terceiros com o AuthPoint. Isto permite que as empresas determinem que os utilizadores passem pelo processo de autenticação antes de aceder a aplicações, VPNs e redes sensíveis à cloud. Além disso, o AuthPoint suporta o padrão SAML, permitindo que os utilizadores façam login uma vez para aceder a uma gama completa de aplicações e serviços.

Recomendado pelos leitores

Quanto custa uma violação de dados?
SEGURANÇA

Quanto custa uma violação de dados?

LER MAIS

Ataques DDoS: hackers estão a rentabilizar ameaça com recurso a criptomoedas
SEGURANÇA

Ataques DDoS: hackers estão a rentabilizar ameaça com recurso a criptomoedas

LER MAIS

Konica Minolta aposta na segurança da sua linha de multifunções
SEGURANÇA

Konica Minolta aposta na segurança da sua linha de multifunções

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 49 Julho 2018

IT CHANNEL Nº 49 Julho 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.