2019-7-19

SEGURANÇA

O verão e os riscos para a segurança das empresas

O trabalho remoto, mais comum na época balnear, é catalisador de riscos de segurança e potenciais ciberataques

A consultora de segurança LastLine lançou o “Risks and Riptides Survey”, uma pesquisa baseada nos testemunhos de cerca de mil profissionais  de cibersegurança.

O estudo conclui que uma grande parte destes profissionais, embora não a maioria, reconhece que os cibercriminosos podem ver o trabalho remoto e ausência dos escritórios, durante o verão, como uma oportunidade para porem em prática ataques informáticos.

47,1% dos inquiridos dizem que a ameaça de ciberataques não é influenciada pela época do ano, enquanto 30,5% consideram que o verão é uma época de maior fragilidade. O phishing e o malware são os principais tipos de ataque reportados  por este grupo.

Também dentro daqueles que admitem maiores riscos de ataque durante o verão, 33,6% consideram que isso é resultado do trabalho remoto. Nestes casos, o que mais preocupa os profissionais de segurança é a ligação a redes WiFi ou hotspots públicos.

Para evitar estes problemas, aconselham-se os funcionários que trabalhem fora do escritório a não abrirem links ou anexos desconhecidos e a usarem uma VPN sempre que se ligam a uma rede WiFi pública.

Recomendado pelos leitores

Hackers continuam a espiar PME
SEGURANÇA

Hackers continuam a espiar PME

LER MAIS

Marketplace da Check Point procura agilizar “o processo de modelagem de soluções” para os Parceiros
SEGURANÇA

Marketplace da Check Point procura agilizar “o processo de modelagem de soluções” para os Parceiros

LER MAIS

O utilizador, o dispositivo e os dados: os três principais desafios da cibersegurança
SEGURANÇA

O utilizador, o dispositivo e os dados: os três principais desafios da cibersegurança

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 70 SETEMBRO 2020

IT CHANNEL Nº 70 SETEMBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.