2021-3-29

SEGURANÇA

Investimento em cibersegurança cresce em 2020, mas há mais violações de dados

De acordo com os mais recentes dados da Canalys, o investimento em cibersegurança cresceu durante o ano de 2020, mas as organizações enfrentaram um recorde de violações de dados

A crise de violação de dados aumentou no ano passado, à medida que mais registos foram comprometidos em apenas 12 meses do que nos 15 anos anteriores em conjunto. Ataques de ransomware surgiram com consequências trágicas, pois os hospitais foram alvos específicos.

Várias organizações de alto perfil fecharam as portas em 2020 e as organizações sobreviventes tiveram que implementar medidas de continuidade de negócios rapidamente em resposta à pandemia do COVID-19 ou enfrentariam a ruína. Isso geralmente aconteceu às custas da segurança cibernética e contornou políticas corporativas de longa data, deixando muitos expostos à exploração por agentes de ameaças altamente organizados e sofisticados, bem como outros hackers mais oportunistas.

Num novo relatório especial, a Canalys observa que o investimento em cibersegurança superou outros segmentos da indústria de IT em 2020, crescendo 10% para 53 mil milhões de dólares. No entanto, a continuidade dos negócios e a produtividade da força de trabalho tiveram precedência sobre a segurança durante a pandemia.

De acordo com as estimativas da Canalys, os serviços de infraestrutura cloud cresceram 33% em 2020 para 142 mil milhões de dólares, representando um aumento de 45 mil milhões de dólares em gastos anuais em relação a 2019.

Os serviços de software cloud aumentaram mais de 20% durante o mesmo período. A receita informada da Zoom aumentou mais de 300%, enquanto o Microsoft Office 365 e a Salesforce mantiveram um forte crescimento de dois dígitos.

As vendas de notebooks também tiveram um ano recorde, aumentando 17%, e a previsão é de que cresçam ainda mais em 2021. O negócio de webcams da Logitech também atingiu um recorde, aumentando 138% nos últimos quatro trimestres. E o crescimento das vendas de routers Wi-Fi domésticos ultrapassou 40%, uma vez que os funcionários remotos procuraram melhorar a sua conectividade, enquanto as impressoras domésticas e tinta se esgotaram.

A segurança cibernética deve estar na frente e no centro dos planos digitais, caso contrário, haverá uma extinção em massa de organizações, o que ameaçará a recuperação económica pós-COVID-19”, refere Matthew Ball, Chief Analyst da Canalys. “Um lapso de foco na segurança cibernética já está a ter grandes repercussões, resultando na escalada da atual crise de violação de dados e na aceleração dos ataques de ransomware”.

Recomendado pelos leitores

Exchange Server: uma bomba-relógio
SEGURANÇA

Exchange Server: uma bomba-relógio

LER MAIS

MSSP ganham peso no Canal de IT
SEGURANÇA

MSSP ganham peso no Canal de IT

LER MAIS

Trend Micro e Vodafone estabelecem Parceria para lançar soluções de cibersegurança
SEGURANÇA

Trend Micro e Vodafone estabelecem Parceria para lançar soluções de cibersegurança

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 76 ABRIL 2021

IT CHANNEL Nº 76 ABRIL 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.