2020-3-18

SEGURANÇA

Centro Nacional de Cibersegurança alerta para campanhas associadas ao COVID-19

O Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) relembra que, em “contextos de crise de proporções internacionais”, são exploradas camapnahas de ciberataques que se aproveitam do “alarmismo social”

Com o aumento dos receios relacionados com o COVID-19, também conhecido como Coronavírus, aumentam as ameaças cibernéticas. Desta vez, é o Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) a alertar os cidadãos e as empresas para as ameaças.

Em comunicado de imprensa, o CNCS relembra que “os contextos de crise de proporções internacionais são, tradicionalmente, explorados por atores hostis do ciberespaço para sustentarem as suas campanhas de ciberataques no alarmismo social”.

Com a propagação do vírus COVID-19 e dos receios associados não tem sido exceção. O tema foi escolhido por vários “agentes de ciberameaças” como cobertura para as suas campanhas de ciberataques.

O CNCS deixa, assim, o alerta para quatro ciberataques que têm sido observados desde o início de 2020 e que estão associados ao tema do COVID-19.

  1. As campanhas de phishing (por email, SMS ou por redes sociais) a coberto da imagem de entidades oficiais como a Organização Mundial de Saúde, a UNICEF ou centros de investigação e laboratórios do setor da saúde, com conteúdos alusivos à pandemia, inclusive ficheiros em anexo, e orientado para a captação de dados pessoais das vítimas ou para a infeção dos seus dispositivos com malware;
  2. A divulgação de plataformas digitais ou de aplicações para dispositivos móveis que aparentam divulgar informação em real time sobre a pandemia (e.g. mapas dinâmicos de contágio, mas que estão, na realidade, orientados para a infeção de equipamentos com malware, inclusive da tipologia ransomware);
  3. Esquemas de fraude digital partilhados por email ou em redes sociais, que divulgam iniciativas de crowdsourcing para a recolha de donativos para falsas campanhas de compra de material médico ou de proteção pessoal;
  4. SMS enviados informando que, de acordo com a lei, estão a ser aplicadas medidas extraordinárias para o combate ao COVID-19, e que todos os cidadãos nacionais serão vacinados, sendo garantido um reembolso dos custos pelo governo. Para tal, bastaria pagar uma determinada quantia indicada no SMS e através do registo no link enviado seriam posteriormente ressarcidos.

Recomendado pelos leitores

Hackers continuam a espiar PME
SEGURANÇA

Hackers continuam a espiar PME

LER MAIS

92% das equipas de cibersegurança carecem de ferramentas de prevenção
SEGURANÇA

92% das equipas de cibersegurança carecem de ferramentas de prevenção

LER MAIS

Perto de um terço dos ataques bem-sucedidos usam ferramentas legítimas
SEGURANÇA

Perto de um terço dos ataques bem-sucedidos usam ferramentas legítimas

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 70 SETEMBRO 2020

IT CHANNEL Nº 70 SETEMBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.