2020-6-15

SEGURANÇA

Canalys distingue os principais fornecedores de cibersegurança

No total, sete fornecedores atingiram o estatuto de Champion no Cybersecurity Leadership Matrix da Canalys, que, indica a empresa, "receberam sentimentos positivos significativos dos Parceiros”

Sete fornecedores de cibersegurança alcançaram o estatuto de Champion no Cybersecurity Leadership Matrix 2020 da Canalys. Cisco, Eset, Fortinet e Palo Alto Networks reafirmaram as suas posições como Champions na edição de 2020, onde se juntaram a Juniper Networks, Kaspersky e Trend Micro. 

Os fornecedores em questão receberam sentimentos positivos significativos dos Parceiros, de acordo com a investigação da Canalys. Estas empresas continuam a aprimorar os processos para aumentar a simplicidade e demonstraram compromisso com o aumento da receita através do Canal. 

 O mercado total de segurança cibernética cresceu fortemente em 2019, um aumento de 12%, de acordo com as estimativas da Canalys. “O rápido aumento do trabalho remoto devido à pandemia da COVID-19 aumentou significativamente os gastos com segurança no primeiro trimestre de 2020, especialmente em segurança de endpoints e cloud, acesso VPN e gestão de acesso de identidade, à medida que as empresas corriam para proteger os funcionários”, explicou o analista chefe da Canalys, Matthew Ball. “Vão continuar a sugrir vovos desafios de segurança, pois, embora as organizações comecem a voltar aos escritórios em todo o mundo, um número significativo de pessoas continuará a trabalhar remotamente”. 

Segundo a análise da Canalys, a Cisco tem uma posição de destaque no mercado de segurança e foco estratégico contínuo em serviços geridos. A empresa alocou recursos dedicados para ajudar os Parceiros a criar os seus próprios serviços de segurança geridos e o lançamento do SecureX ajudará a impulsionar os negócios dos MSP, fornecendo uma visão unificada de todo o seu portfólio. 

A Eset recebeu uma classificação elevada pelos Parceiros pela facilidade de fazer negócios. A empresa continuou focada na expansão internacional e lançou um novo módulo de ativação para MSP, para além de ter incorporado o feedback dos conselhos de Parceiros locais sobre as tecnologias do produto e as necessidades dos clientes. 

A Fortinet ofereceu especializações de Parceiros em áreas-chave para incentivar a receita liderada por Parceiros em clientes novos e existentes. A recente aquisição do enSilo e CyberSponse será integrada à sua arquitetura Security Fabric, levando a ainda mais oportunidades de Parceiros. 

Já a Juniper Networks fez um grande investimento em segurança em 2019, com o lançamento da sua estratégia de segurança Conectada. O seu programa dedicado de cloud MSP continuará a sua expansão em 2020. 

Por sua vez, a Kaspersky continuou a investir no seu Programa de Parceiros e portais de Parceiros, oferecendo novos modelos de cobrança e equipas de suporte dedicadas para MSP. O objetivo da Kaspersky passa pelo recrutamento e integrações de MSP com as principais plataformas RMM e PSA. 

A Palo Alto Networks foi um dos cinco principais fornecedores de cibersegurança que mais cresceram em 2019 e obteve classificações consistentemente altas por parte dos Parceiros. A estratégia para diversificar o seu foco de negócios chegou aos Parceiros e a empresa continuou a investir em MSP e CSSP. 

Por último, a Trend Micro aumentou o investimento na sua estratégia de Canal em 2019 e 2020 e ajudou o crescimento de MSP através de serviços co-geridos e SOCaaS. O lançamento da plataforma Cloud One este ano impulsionará os negócios de SaaS em todo o seu portfólio.

O Canalys Cybersecurity Leadership Matrix 2020

 

Os outros fornecedores enquadram-se em três categorias: Contendor, Growers e Stragglers. 

Growers: Bitdefender, Check Point, Malwarebytes, WatchGuard e Zscaler fizeram investimentos no Canal que melhoraram a perceção dos Parceiros nos últimos 12 meses. Os fornecedores deste grupo usaram várias abordagens, como o lançamento de novos Programas de Parceiros, fusões e aquisições, maior foco no MSP e desenvolvimento de negócios centrados na cloud, para manter um forte crescimento. 

Contenders: Sophos e SonicWall ainda são altamente cotados pelos Parceiros, mas enfrentaram alguns desafios, tanto no desempenho do mercado quanto no declínio do sentimento do Canal, nos últimos 12 meses. As suas estratégias mostram potencial para ganhar participação de mercado, mas existem desafios importantes a serem superados. 

Stragglers: Symantec, IBM e McAfee têm um sentimento menor dos Parceiro de Canal em comparação com as outras empresas, que caíram nos últimos 12 meses. Os fornecedores deste grupo tiveram um desempenho inferior ao da média do mercado e os Parceiros classificaram as empresas mais baixo em relação ao ano passado. Métricas como atividades de geração de leads e marketing, crescimento através de serviço e suporte e eficácia na gestão de contas foram classificadas como as mais baixas pelos Parceiros. 

Durante o resto do ano, os gastos com a segurança cibernética vão desacelerar à medida que as indústrias mais atingidas enfrentam cortes no orçamento e atrasos em grandes projetos. “Os fornecedores já estão a planear dar suporte aos clientes e ao Canal, oferecendo extensões gratuitas de licença e benefícios financeiros. O Canal desempenha um papel fundamental nesta situação, dando suporte e gerindo clientes. Os fornecedores que sustentam e habilitam os Parceiros estarão em melhor posição para se mover rapidamente para atender às necessidades dos clientes nos próximos 12 meses”, disse Ketaki Borade, Analista de Canalys Research. 

 

 

Recomendado pelos leitores

Uma sociedade cashless ameaçada por ciberataques?
SEGURANÇA

Uma sociedade cashless ameaçada por ciberataques?

LER MAIS

Investimentos em cibersegurança impulsionados por trabalho remoto
SEGURANÇA

Investimentos em cibersegurança impulsionados por trabalho remoto

LER MAIS

Cibercriminosos lançam campanhas com malware em documentos que simulam CV
SEGURANÇA

Cibercriminosos lançam campanhas com malware em documentos que simulam CV

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 68 JUNHO 2020

IT CHANNEL Nº 68 JUNHO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.