Carlos Costa, Pre-Sales Engineer, Networking Technical Support, TP-Link em 2020-2-26

OPINIÃO

Wi-Fi 6: Consumo voraz das redes Wi-Fi impulsiona crescimento tecnológico no mercado WLAN, criando oportunidades de negócio para as empresas e consumidores

O abundante acesso à informação mudou a maneira como vivemos e trabalhamos

Carlos Costa, Pre-Sales Engineer, Networking Technical Support, TP-Link

A infraestrutura de rede Wi-Fi continua a evoluir para fazer face, não apenas à crescente necessidade de dados, mas também ao volume de utilizadores que exige um acesso mais fluído à informação, maior nível de segurança e capacidade de suportar mais dispositivos ligados. O Wi-Fi 6, a última geração da tecnologia Wi-Fi, vai desempenhar um papel fundamental para dar resposta às necessidades nos mercados domésticos e empresariais. Baseado na norma IEEE 802.11ax, o Wi-Fi 6 em comparação à geração anterior, vai penetrar no mercado e revolucionar as soluções de Domótica, de Videovigilância e interligar soluções IoT/SMB em casa ou no local de trabalho. Está previsto superar receitas no valor de 6,6 mil milhões de dólares até 2025, a nível mundial.

Alguns pontos pertinentes sobre o 802.11AX

Ao contrário da norma 802.11ac que apenas opera na frequência de 5GHz, o Wi-Fi 6 802.11ax vai atuar nas duas frequências de 2,4GHz e 5GHz, com a previsão de estar também disponível em 6GHz. Ao incorporar ambas as frequências, vamos também ter acesso às normas 802.11a/b/g/n/ac. O Wi-Fi 6 combina duas tecnologias inovadoras do setor - OFDMA e 1024-QAM - para melhorar a velocidade, aumentar a eficiência e reduzir o congestionamento em ambientes de alta densidade. Só vamos beneficiar destas duas tecnologias quando todos os equipamentos Wi-Fi na infraestrutura de rede cumprirem com a norma 802.11ax. O Wi-Fi 6 expande a banda Wi-Fi de 80MHz para 160MHz, duplicando assim os canais e espaço de comunicação, permitindo desenvolver ligações mais rápidas. OFDMA (Orthogonal Frequency-Division Multiple Access) é usado para aumentar significativamente a eficiência. Por analogia, as ligações Wi-Fi podem ser vistas como uma linha de camiões que entregam pacotes de dados para os dispositivos dos clientes. Com o Wi-Fi 802.11ac, cada camião podia entregar apenas um pacote (“pacote de dados”) a um equipamento de rede Wireless de cada vez. No entanto, com o OFDMA, cada camião entrega, simultaneamente, vários pacotes a vários equipamentos.

Com o 1024-Quadrature Amplitude Modulation (QAM), cada símbolo carrega dez bits em vez de oito bits, melhora a velocidade bruta em 25% em comparação com o 802.11ac 256- QAM. Assim, os clientes wireless já podem assistir a streams de alta qualidade 4K (conteúdos em 4K estão a ficar padronizados) em casa, no hotel ou nos centros comerciais. Estudos apontam para uma estimativa de consumo mensal global de 278 mil petabytes em 2021, devido aos streams e serviços associados a conteúdos de alta qualidade áudio e vídeo.

A combinação das tecnologias QAM, MU-MIMO e OFDMA no Wi-Fi 6, equivalem a uma taxa de transferência de dados máxima de 9,6Gbps, em comparação com 3,5Gbps no Wi-Fi 5. Uma mais valia para a atual massificação das comunicações Wi-Fi e serviços cloud.

Recomendado pelos leitores

Tendências do Canal para 2021
OPINIÃO

Tendências do Canal para 2021

LER MAIS

Três pilares para construirmos uma Inteligência Artificial de confiança
OPINIÃO

Três pilares para construirmos uma Inteligência Artificial de confiança

LER MAIS

Employer Branding 2021
OPINIÃO

Employer Branding 2021

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 74 FEVEREIRO 2021

IT CHANNEL Nº 74 FEVEREIRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.