Henrique Carreiro em 2019-3-04

OPINIÃO

Anchor

A caminho da Sociedade 5.0

O Japão, ainda a sofrer as consequências de uma prolongada estagnação económica, tem em vista uma transformação completa do seu tecido social

Identificando-a como “Sociedade 5.0”, o Japão descreve esta iniciativa como um esforço intencional para criar um novo contrato social, assim como um novo modelo económico, incorporando totalmente as inovações tecnológicas da quarta revolução industrial. A Sociedade 5.0 é definida como “Uma sociedade centrada no homem que equilibra o avanço económico com a resolução de problemas sociais por meio de um sistema que integra o ciberespaço e o espaço físico”.

O Japão prevê incorporar essas inovações em todos as áreas da sua sociedade. Subjacente a esse esforço está um mandato para a sustentabilidade, fortemente vinculado aos novos objetivos globais das Nações Unidas, os ODS. O Japão quer criar, segundo as suas próprias palavras, uma sociedade “superinteligente” e que funcionará como um guião para o resto do mundo.

A Sociedade 5.0 foi proposta no 5º Plano Básico de Ciência e Tecnologia como uma sociedade futura à qual o Japão deveria aspirar. Segue-se à sociedade da caça (Sociedade 1.0), à sociedade da agricultura (Sociedade 2.0), à sociedade industrial (Sociedade 3.0) e à sociedade da informação (Sociedade 4.0).

Na sociedade da informação (Sociedade 4.0), a partilha transversal de conhecimento e informação não é suficiente, e a cooperação é difícil. Como há um limite para o que as pessoas podem fazer, a tarefa de encontrar a informação necessária num mundo transbordante de informação, assim como a de analisá-la, é um fardo, e o trabalho e o escopo de ação são restritos devido a fatores como a idade e os diferentes níveis de capacidade.

A Sociedade 5.0 baseia-se num alto grau de convergência entre o ciberespaço (espaço virtual) e o espaço físico (espaço real). Na sociedade da informação atual (Sociedade 4.0), as pessoas acedem a serviços de cloud no ciberespaço via Internet e procuram, obtêm, e analisam as informações ou dados. Na Sociedade 5.0, uma enorme quantidade de informações de sensores do espaço físico será acumulada no ciberespaço. Aí, esse grande volume de dados é analisado com recurso a inteligência artificial, e os resultados das análises são realimentados para os seres humanos no espaço físico, de várias formas. Esta é uma sociedade centrada pessoas e não num futuro controlado e monitorado por IA e robôs. Alcançar a Sociedade 5.0 com esses atributos permitirá não apenas ao Japão, mas também ao mundo, prosseguir uma via de desenvolvimento económico e, ao mesmo tempo, solucionar os principais problemas sociais. Contribuirá igualmente para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pelas Nações Unidas. Resta aguardar que outro país, em especial na Europa, possa olhar para o exemplo do Japão e estabelecer os seus próprios “moon shots” civilizacionais, que só pecam por estarem em falta quando deviam já estar em marcha.

IT CHANNEL Nº 55 Março 2019

IT CHANNEL Nº 55 Março 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.