2020-6-03

NEGÓCIOS

Vendas de PC através do Canal vão descer 7%

A Canalys partilhou as mais recentes previsões de vendas de computadores através do Canal de Parceiros e estima que, durante o ano de 2020, as vendas vão descer 7%

A Canalys prevê que as remessas globais de PC e tablets vão cair 7%, de 395,6 milhões de unidades em 2019 para 367,8 milhões de unidades em 2020. A Canalys espera que o mercado global de PC permaneça estável em 2021 e torne a crescer 2% em 2022

Embora o mercado de PC tenha sido abalado pelo impacto da COVID-19, o pior já passou, já que o Q2, o Q3 e o Q4 deverão registrar quedas de remessas ano a ano menores em relação ao Q1. Isto deve-se principalmente ao retorno a uma cadeia de fornecimento e uma base de fabricação saudáveis na China, que vão atender à procura reprimida em segmentos como trabalho e educação remotos. No entanto, o impacto recessivo do novo Coronavírus nas economias globais não será menor e os consumidores, empresas e governos priorizarão os gastos vitais antes da atualização do PC, quando os tempos ficarem difíceis. 

"De uma perspectiva de categoria, os notebooks estão no centro de uma onda de procura que deixou fornecedores e Parceiros de Canal em dificuldades", explicou Ishan Dutt, analista da Canalys. “Esperamos que esta procura persista, já que muitas empresas que foram forçadas a trabalhar em casa e encontraram sucesso, agora optam por implementá-la numa escala maior. O mesmo vale para a educação, onde as escolas fizeram investimentos nos currículos digitais e estão a implementar apenas retornos parciais à aprendizagem no local. A atualização da área de trabalho sofrerá um maior grau, pois as empresas enfrentam incerteza prolongada sobre as suas operações e as necessidades de espaço de escritório dedicado. Os tablets, que têm maior dependência dos gastos dos consumidores, enfrentarão uma queda". 

Olhando para o futuro, existem alguns motivos para vendedores, Parceiros de Canal e fornecedores de componentes serem otimistas, uma vez que a importância dos PC veio à tona durante a pandemia. “A COVID-19 deu um impulso à indústria de PC. Apesar do progresso que smartphones e tablets fizeram nos últimos anos, a necessidade de um dispositivo de computação móvel de alto desempenho nunca foi tão pronunciada. À medida que os países emergem desta crise e da crise económica que se segue, os gastos em soluções de tecnologia serão um importante fator de recuperação”, disse Rushabh Doshi, diretor de pesquisa da Canalys. “A Canalys espera que o mercado global de PC retorne a um crescimento de 2% em 2022, com as remessas de desktops e notebooks a superar a fraqueza prolongada no espaço dos tablets. Mas é importante manter as coisas em perspectiva: uma recuperação modesta de um fraco 2020 não fará com que o mercado de PC retorne aos picos de 2019 nos próximos anos”. 

Como a maioria dos principais mercados da Europa está a começar a relaxar as medidas de bloqueio, a Canalys espera um aumento na procura a curto prazo que suavize o declínio de vendas no segundo trimestre para -1%. Porém, com a maior parte da atualização comercial a ocorrer no ano passado e as empresas e os consumidores a serem forçados a apertar as suas cordas, o segundo semestre de 2020 sofrerá quedas acentuadas no período equivalente em 2019. Países de África e do Médio Oriente, que sofreram de baixa priorização devido à oferta limitada por fornecedores e pelo Canal até agora este ano, vão assistir a alguma procura que começará a ser atendida a partir do terceiro trimestre. No geral, as remessas de PC e tablet para a EMEA devem cair 10% em 2020, antes de registar um crescimento de 1% em 2021.

Recomendado pelos leitores

Faleceu Jorge Reto
NEGÓCIOS

Faleceu Jorge Reto

LER MAIS

Tech Data funde-se com a Synnex
NEGÓCIOS

Tech Data funde-se com a Synnex

LER MAIS

Essenciais do “Home Office” – manter-se conectado ao escritório ou à escola com bateria de reserva
NEGÓCIOS

Essenciais do “Home Office” – manter-se conectado ao escritório ou à escola com bateria de reserva

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 76 ABRIL 2021

IT CHANNEL Nº 76 ABRIL 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.