2021-4-05

NEGÓCIOS

Smartwatches e sistemas de som tornaram-se em componentes chave para os smartphones

A Canalys estima que os dispositivos de áudio pessoais e os smartwatches foram dois segmentos de IoT de consumo que atingiram novos máximos durante 2020

Os dispositivos pessoais de áudio e os smartwatches foram dois segmentos de IoT de consumo que resistiram ao teste de 2020 para alcançar novos patamares, segundo as últimas estimativas da Canalys. Os dispositivos pessoais de áudio inteligentes cresceram 20% em 2020 para alcançar 432 milhões de unidades, enquanto os smartwatches cresceram 10% para atingir 185 milhões de unidades.

Ambos os segmentos continuaram a ser vencedores estratégicos à medida que os países foram emergindo da longa batalha contra o COVID-19, onde as pessoas se preocuparam mais com a saúde e se tornaram ativas ao ar livre. Impulsionados pela forte procura dos consumidores e uma mudança nas estratégias do ecossistema do fornecedor, os dispositivos true wireless e os smartwatches, incluindo os mais básicos e mais inteligentes, destacaram-se como categorias dominantes, ocupando mais da metade das vendas dos seus respectivos segmentos.

Durante a pandemia, fornecedores de dispositivos áudio pessoal inteligente agiram rapidamente para atender à crescente procura, reduzindo os preços médios de venda. “Devido à baixa barreira de entrada do mercado, especialmente para dispositivos true wireless, onde a cadeia de fornecimento madura resultou em melhores dispositivos a preços mais baixos, grandes encomendas inundaram o mercado num curto período de tempo”, explicou a analista de pesquisa da Canalys Cynthia Chen. “Fornecedores estabelecidos, variando de reprodutores de áudio tradicionais a fornecedores de dispositivos inteligentes como Apple, Samsung e Xiaomi, tiveram um crescimento robusto em 2020, mas enfrentam desafios crescentes à medida que se esforçam para se diferenciar num espaço de áudio cada vez mais homogéneo”.

Por outro lado, o mercado de smartwatches começou a mudar consideravelmente em relação aos relógios wearable no final de 2020. “Os relógios básicos caíram 27% no quarto trimestre de 2020, pois o mercado, liderado pela Xiaomi, falhou. No entanto, o declínio foi compensado pelo aumento dos relógios inteligentes, a um ponto em que o mercado geral permaneceu estável no quarto trimestre”, disse Jason Low, gestor de pesquisa da Canalys. “Ao contrário dos relógios inteligentes, a categoria básica de relógios, que são relógios que incluem sistemas operacionais rudimentares em tempo real sem suporte de aplicações de terceiros, serviu como um novo veículo para os fornecedores explorarem oportunidades na categoria de relógios de pulso. Fornecedores como a Xiaomi, a Realme e a Huami estão a expandir-se globalmente e devem alavancar amplamente a categoria”.

Recomendado pelos leitores

Faleceu Jorge Reto
NEGÓCIOS

Faleceu Jorge Reto

LER MAIS

Tech Data funde-se com a Synnex
NEGÓCIOS

Tech Data funde-se com a Synnex

LER MAIS

Essenciais do “Home Office” – manter-se conectado ao escritório ou à escola com bateria de reserva
NEGÓCIOS

Essenciais do “Home Office” – manter-se conectado ao escritório ou à escola com bateria de reserva

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 76 ABRIL 2021

IT CHANNEL Nº 76 ABRIL 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.