2020-8-14

NEGÓCIOS

Os desafios que os service providers enfrentam

A Infinidat identificou quatro desafios que os service providers estão a enfrentar e sugere um novo modelo para superar estes desafios

A Infinidat publicou uma lista dos desafios que os fornecedores de serviços enfrentam hoje como consequência do auge da cloud pública e de outros fatores.

"A eficiência das infraestruturas de armazenamento afeta diretamente a rentabilidade e o crescimento dos Service Providers, independentemente da sua natureza, e todos estes desafios aumentam exponencialmente de relevância quando falamos de projetos de grande escala", refere Israel Serrano, Country Manager da Infinidat Iberia.

Os especialistas da Infinidat analisaram as forças que impulsionam o mercado xSP: do lado do utilizador, os clientes estão cada vez mais tentados a adotar novos modelos de consumo do tipo utility que lhes permitem não ter que fazer investimentos intensivos em capital; e, do ponto de vista do fornecedor, a expansão dos Hyperscalers (principalmente os grandes fornecedores de cloud pública), que utilizam algumas vezes tecnologia “linha branca” baixando assim o custo do ponto de entrada das soluções.

A Infinidat identifica os seguintes desafios para os xSP em matéria de armazenamento:

  1. Necessidade de criar uma oferta diferenciada. O armazenamento persistente de dados está no centro da maioria das ofertas xSP. No entanto, muitos fornecedores de serviços dedicam enormes recursos à mitigação dos desafios derivados das deficiências de infraestruturas que já não servem como solução para desenvolver uma oferta competitiva.
  2. Modelo de negócio. Alinhar o investimento com as receitas por cliente é essencial para otimizar custos e para ter a capacidade de prever crescimentos futuros. A implementação de uma solução para cada tipo de armazenamento necessário gera custos e aumenta a complexidade, comprometendo a rentabilidade. E, se a solução não incluir técnicas de economia de espaço, como compressão ou snapshots, os custos brutos de armazenamento poderão disparar para níveis inaceitáveis.
  3. Eficiência. Outro aspeto importante é o controlo de custos, tanto de capital como operacionais, por unidade de capacidade de armazenamento. Se o modelo de negócio do fornecedor de armazenamento forçar o xSP a escolher entre opções caras OpEx ou opções CapEx (mais rentáveis, mas menos flexíveis) sem poder alternar entre ambos no mesmo ambiente, os custos internos aumentarão e diminuirão a vantagem competitiva.
  4. Integração. Uso de fluxos de trabalho modernos de orquestração, especialmente em cenários de multi-tenant. Se a solução de armazenamento não tiver algum tipo de orquestração para se ligar aos workflows de DevOps, o tempo de lançamento ao mercado será ainda mais dilatado e a produtividade baixará.

"Em resumo, além dos custos diretos, os custos indiretos derivados de uma má decisão sobre armazenamento podem afetar seriamente a capacidade de o Fornecedor de Serviços dimensionar serviços e gerar novas oportunidades de receita e margem", esclarece Israel Serrano.

A fim de ter uma solução para estes desafios, a Infinidat apresentou no início deste mês o novo modelo de Elastic Pricing, que permite aos xSP combinar CapEx e OpEx em todos os momentos, consoante as necessidades dos seus clientes e, ao mesmo tempo, fazer com que o crescimento seja uma operação virtual, sem a necessidade de instalar novo hardware.

Com estes novos modelos, a Infinidat proporciona ao xSP mais capacidade do que este realmente necessita, para que possa utilizá-la instantaneamente sempre que necessário, com custos previsíveis e evitando longos ciclos de procurement.

"Em conclusão", explica Israel Serrano, "para competir efetivamente com os fornecedores Hyperscale, como AWS, Azure ou Google, os fornecedores de serviços terão que tomar decisões estratégicas importantes para gerar rentabilidade de forma sustentável, e as opções de armazenamento terão um papel determinante nessas decisões”.

E sublinha: “estes modelos emergentes merecem ser analisados, já que foram desenhados para maximizar valores críticos para os xSPs (eficiência, escalabilidade e integração), adicionando um modelo de negócio flexível que permite aos fornecedores de serviços alinhar os seus modelos de investimento com as suas receitas".

Recomendado pelos leitores

PRIMAVERA lança novas soluções para apoiar e-Commerce das organizações
NEGÓCIOS

PRIMAVERA lança novas soluções para apoiar e-Commerce das organizações

LER MAIS

O Futuro do Trabalho - Um novo imperativo de negócios
NEGÓCIOS

O Futuro do Trabalho - Um novo imperativo de negócios

LER MAIS

Depois da pandemia, os decisores preparam-se para o workplace do futuro
NEGÓCIOS

Depois da pandemia, os decisores preparam-se para o workplace do futuro

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 70 SETEMBRO 2020

IT CHANNEL Nº 70 SETEMBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.