Camila Vidal em 2019-7-16

NEGÓCIOS

Análise

O ano da OKI em Portugal

O ano fiscal da OKI fechou em março. O IT Channel conversou com Tiago Caldas, Sales Director da OKI Iberia, para conhecer o balanço que a empresa faz do seu negócio em Portugal. O volume de negócios cresceu 12% no último ano

Tiago Caldas, Sales Director da OKI Iberia

Tiago Caldas refere que “os números estão em linha com o que tínhamos previsto, fechámos o ano com um crescimento de 12% em volume de negócio”. A análise refere-se ao período de um ano, com o fecho em março de 2019, altura em que a OKI terminou o seu ano fiscal.

O Sales Director refere que as vendas no segmento A3 SPF Cor foram as que mais contribuíram para o crescimento, dado o “estímulo importante dos segmentos verticais como o retalho e a hotelaria”.

Nas artes gráficas, a OKI assume-se líder “no mercado de transfers, com mais de 95% de quota de mercado” e refere que “foi um ano positivo também no que diz respeito aos consumíveis, já que se nota claramente uma inversão da tendência dos últimos anos relativamente à sua venda”. A justificação para isto, diz Tiago Caldas, é “o facto de os clientes estarem mais conscientes dos benefícios da utilização de consumíveis originais”, contando o investimento da OKI neste setor também para o sucesso.

Os Programas de Parceiros

A OKI tem cerca de 230 Parceiros em Portugal, no programa Shinrai, e divide-os pelas categorias Business, Premium e Executive Partners.

Tiago Caldas explica que “cada nível de Parceria é estabelecido partindo do modelo de negócio do revendedor e depende do seu grau de integração e compromisso com a OKI”. A partir deste ano há duas novas categorias de Parceiros: os Industry Print Partners e os Consumables Partners.

Estes programas e ‘crachás’ reforçam a necessidade de a empresa estar próxima dos Parceiros. O Sales Director é assertivo: “falar de OKI é falar de Canal. A OKI é uma marca 100% Canal e queremos manter- -nos fiéis ao nosso posicionamento”.

O portfólio da OKI cabe em vários setores, “desde o mercado de artes gráficas, tanto de produção ligeira como grande formato, até ao office e managed document solutions para organizações dos mais variados setores de atividade”. “Os Executive Partners, Business Partners e Premium Partners dedicam-se exclusivamente à comercialização de soluções office printing”, enquanto os Consumable Partners se dedicam “à promoção e venda de consumíveis originais OKI”. Já os Industry Print Partners comercializam produtos para Artes Gráficas, como impressoras de Grande Formato, Label Printers e equipamentos para Transfer e Light Production.

“Na OKI estamos felizes e orgulhosos com o nosso Canal fidelizado. Sendo uma marca focada 100% no Canal, todos os Parceiros que vejam a OKI como marca que lhes pode trazer mais-valias ao seu negócio - porque estamos seguros de que o fazemos - são bem-vindos”, assegura o Sales Director.

A estratégia de negócio

A empresa sofreu uma reestruturação global nos últimos anos. Em Portugal, Tiago Caldas prefere falar numa “transformação para tornar a empresa mais ágil e flexível”. A principal mudança, diz, foi a otimização de recursos no sul da Europa: “incentivos aos distribuidores, lançamentos de produtos e campanhas de marketing” estão entre as mudanças. “Desde 2018 temos vindo a investir fortemente em soluções específicas para mercados verticais como o retalho, a saúde e a hotelaria, uma estratégia que está a dar frutos e a gerar negócio em novos setores para os nossos parceiros e a impulsionar a sua rentabilidade”, reforça o responsável.

No que toca aos ‘produtos estrela’ da OKI, destaca- se “a Série C8 de impressoras A3 compactas”, “as soluções de toner branco e brilho”, “a nova versão da impressora de suportes de transferência Pro8432WT” e as “impressoras de etiquetas Pro Series, OKI Pro1040 e Pro1050, que estão a provocar elevado impacto no mercado”, refere Tiago Caldas.

Em 2019, a perspetiva é que o volume de negócios cresça em 20%, “com base em áreas estratégicas de office print e foco nos mercados verticais, mas também nos segmentos especializados de Industry Print”. O porta-voz da OKI Iberia sublinha que o nível de especialização dos Parceiros, cada vez maior, contribui para se apontar para o objetivo dos 20% de crescimento.

“Continuamos igualmente a desenvolver um plano ambicioso para o Canal de Artes Gráficas com os ingredientes necessários para que 2019 seja um ano muito positivo para estes Parceiros”, diz Caldas, deixando a promessa de os projetos da OKI não estagnarem em 2019 e “soluções inovadoras” continuarem a ser lançadas no mercado.

Recomendado pelos leitores

“Hoje, existe a certeza de que a segurança não é um custo, mas sim um investimento”
NEGÓCIOS

“Hoje, existe a certeza de que a segurança não é um custo, mas sim um investimento”

LER MAIS

Primavera destaca-se pela relação transparente com os seus Parceiros
NEGÓCIOS

Primavera destaca-se pela relação transparente com os seus Parceiros

LER MAIS

HP diz
NEGÓCIOS

HP diz "não" à Xerox

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 63 DEZEMBRO 2019

IT CHANNEL Nº 63 DEZEMBRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.