2020-2-05

NEGÓCIOS

HPE adquire startup Scytale

A startup é composta por engenheiros da AWS, Google, Splunk e outras gigantes da tecnologia

A HPE adquiriu a startup Scytale no ínicio do mês de fevereiro e de acordo com Dave Husak, gerente geral da HPE da Cloud Initiative, “o acordo desempenhará um papel fundamental nos planos da HPE de fornecer plataformas dinâmicas, abertas e seguras”.

Fundada em 2017, a Scytale é uma startup de software corporativo especializada em networking de confiança zero e segurança nativa da nuvem. A startup é composta por um grupo de engenheiros experientes de empresas corporativas como a Amazon Web Services, Duo Security, Google, Okta, PagerDuty e Splunk.

A equipa da Scytale é também composta por fundadores de dois projetos de código aberto, o Quadro de Identidade de Produção Segura para Todos (SPIFFE) e o SPIFFE Runtime Environment (SPIRE).

A HPE afima ainda que estes projetos, pensados para criar identificação zero-trust e sistemas seguros em ambientes corporativos, continuarão a ser elementos "fundamentais" no desenvolvimento da gigante tecnológica de soluções seguras edge-to-cloud. A empresa acrescentou ainda que há "muitas oportunidades para alavancar a SPIFFE e a SPIRE em todo o portfólio da HPE".

A Scytale, com sede em São Francisco, já arrecadou oito milhões de dólares através das apostas de financiamento venture, seed e série A.

"Esta aquisição representa a transformação contínua da HPE, parte da qual é abraçar e contribuir para projetos de código aberto na Fundação de Computação Nativa da Cloud", diz a HPE. "O nosso objetivo é fornecer serviços e produtos que ajudem ao desenvolvimento e forneçam aos nossos clientes e parceiros o caminho mais rápido possível para a modernização das aplicações."

O CEO da Scytale, Sunil James e também co-fundador da startup CTO Emiliano Berenbaum afirma que “a Scytale continuará a ajudar a desenvolver os projetos de código aberto de confiança zero.”

"Vamos trabalhar para manter este projeto transparente e neutro para fornecedores, o que será fundamental nos planos da HPE de fornecer uma plataforma dinâmica, aberta e segura", acrescentou Sunil James.

Recomendado pelos leitores

Confinamento: TIC escapam ao lockdown - Atualizado
NEGÓCIOS

Confinamento: TIC escapam ao lockdown - Atualizado

LER MAIS

Atos em negociações para adquirir DXC Technology
NEGÓCIOS

Atos em negociações para adquirir DXC Technology

LER MAIS

Quidgest vai formar 250 pessoas em engenharia de software
NEGÓCIOS

Quidgest vai formar 250 pessoas em engenharia de software

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 73 DEZEMBRO 2020

IT CHANNEL Nº 73 DEZEMBRO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.