2018-11-09

NEGÓCIOS

Gastos com IT na EMEA deverão ultrapassar os 973 mil milhões de dólares em 2019, segundo a Gartner

No próximo ano, é esperado um aumento de 2% dos gastos com TI que, de acordo com a Gartner, deverão ser superiores a 973 mil milhões de dólares

Segundo a Gartner, os gastos com o IT na EMEA estão e têm estado estagnados devido ao Brexit. Até à UE e o Reino Unido chegarem a um acordo, não é esperado, diz a analista de mercado, que os gastos com IT atinjam percentagens muito significativas.

No próximo ano, espera-se um crescimento de 2% dos gastos com IT na região. Estes deverão ser superiores a 973 mil milhões de dólares em 2019, prevê a Gartner.

"O ano de 2018 não é um bom ano para os gastos com IT na EMEA", refere John Lovelock, research vice president na Gartner. O setor que mais vai sofrer com esta estagnação será o dos dispositivos (PCs, tablets e smartphones), que deverá, inclusive, decrescer em 2019. Os gastos com PCs, do lado do consumo, caíram 9,1% em 2018 e no segmento empresarial, as atualizações para o Windows 10 deverão atingir o pico em 2019, o que deverá conduzir ao crescimento de 1% neste segmento.

Também a procura por smartphones tenderá a a começar a cair em 2019, principalmente na Europa Ocidental, em percentagens que rondarão os 4,7% em 2018 a -1,1% em 2019, à medida que os ciclos de renovação de equipamentos começarem a estagnar.

Os sistemas de data center, que cresceram em 2018, também vão ser negativamente impactados de 2019 em diante, afirma a Gartner.

Já o mercado de enterprise software continuará na sua trajetória de crescimento e a impactar os gastos gerais na EMEA. Isto dever-se-á, sobretudo, devido à crescente aposta das empresas no cloud software.

Em 2019, a Gartner prevê que a cloud, a segurança e o digital business vão reforçar o crescimento dos gastos com o IT na EMEA. Os gastos de utilizadores finais em serviços de cloud pública na EMEA deverão crescer 15% em 2019, totalizando 38,5 mil milhões de dólares.

Com o RGPD, a segurança tenderá a manter-se em terreno positivo. "A entrada em vigor do RGPD colocou a segurança no topo das prioridades. As empresas que não estejam a proteger a privacidade dos seus clientes, não estarão a proteger-se a si mesmos", refere John Lovelock. "Os gastos globais com a segurança do IT vão ultrapassar os 133 mil milhões de dólares em 2019, e na EMEA alcançarão os 40 mil milhões de dólares em 2019, um crescimento de 7,8% face a 2018".

Recomendado pelos leitores

“Hoje, existe a certeza de que a segurança não é um custo, mas sim um investimento”
NEGÓCIOS

“Hoje, existe a certeza de que a segurança não é um custo, mas sim um investimento”

LER MAIS

Primavera destaca-se pela relação transparente com os seus Parceiros
NEGÓCIOS

Primavera destaca-se pela relação transparente com os seus Parceiros

LER MAIS

Distribuição cresceu 11,6%
NEGÓCIOS

Distribuição cresceu 11,6%

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 63 DEZEMBRO 2019

IT CHANNEL Nº 63 DEZEMBRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.