2018-11-09

NEGÓCIOS

Gastos com IT na EMEA deverão ultrapassar os 973 mil milhões de dólares em 2019, segundo a Gartner

No próximo ano, é esperado um aumento de 2% dos gastos com TI que, de acordo com a Gartner, deverão ser superiores a 973 mil milhões de dólares

Segundo a Gartner, os gastos com o IT na EMEA estão e têm estado estagnados devido ao Brexit. Até à UE e o Reino Unido chegarem a um acordo, não é esperado, diz a analista de mercado, que os gastos com IT atinjam percentagens muito significativas.

No próximo ano, espera-se um crescimento de 2% dos gastos com IT na região. Estes deverão ser superiores a 973 mil milhões de dólares em 2019, prevê a Gartner.

"O ano de 2018 não é um bom ano para os gastos com IT na EMEA", refere John Lovelock, research vice president na Gartner. O setor que mais vai sofrer com esta estagnação será o dos dispositivos (PCs, tablets e smartphones), que deverá, inclusive, decrescer em 2019. Os gastos com PCs, do lado do consumo, caíram 9,1% em 2018 e no segmento empresarial, as atualizações para o Windows 10 deverão atingir o pico em 2019, o que deverá conduzir ao crescimento de 1% neste segmento.

Também a procura por smartphones tenderá a a começar a cair em 2019, principalmente na Europa Ocidental, em percentagens que rondarão os 4,7% em 2018 a -1,1% em 2019, à medida que os ciclos de renovação de equipamentos começarem a estagnar.

Os sistemas de data center, que cresceram em 2018, também vão ser negativamente impactados de 2019 em diante, afirma a Gartner.

Já o mercado de enterprise software continuará na sua trajetória de crescimento e a impactar os gastos gerais na EMEA. Isto dever-se-á, sobretudo, devido à crescente aposta das empresas no cloud software.

Em 2019, a Gartner prevê que a cloud, a segurança e o digital business vão reforçar o crescimento dos gastos com o IT na EMEA. Os gastos de utilizadores finais em serviços de cloud pública na EMEA deverão crescer 15% em 2019, totalizando 38,5 mil milhões de dólares.

Com o RGPD, a segurança tenderá a manter-se em terreno positivo. "A entrada em vigor do RGPD colocou a segurança no topo das prioridades. As empresas que não estejam a proteger a privacidade dos seus clientes, não estarão a proteger-se a si mesmos", refere John Lovelock. "Os gastos globais com a segurança do IT vão ultrapassar os 133 mil milhões de dólares em 2019, e na EMEA alcançarão os 40 mil milhões de dólares em 2019, um crescimento de 7,8% face a 2018".

Recomendado pelos leitores

Schneider Electric estabelece Parceria com a Brinc
NEGÓCIOS

Schneider Electric estabelece Parceria com a Brinc

LER MAIS

Primavera distingue Parceiros do ano
NEGÓCIOS

Primavera distingue Parceiros do ano

LER MAIS

Gfi compra i2S para crescer no setor dos seguros
NEGÓCIOS

Gfi compra i2S para crescer no setor dos seguros

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 61 OUTUBRO 2019

IT CHANNEL Nº 61 OUTUBRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.