2019-7-31

NEGÓCIOS

Faturação da Huawei cresce nos primeiros seis meses de 2019

Em todo o mundo, a Huawei registou um crescimento de 23,2% no primeiro semestre de 2019, um pouco abaixo do que a Bloomberg tinha relatado há uma semana

A Huawei anunciou os resultados financeiros referentes ao primeiro semestre de 2019, período em que alcançou receitas equivalentes a 52,3 mil milhões de euros, um crescimento de 23,2% face ao mesmo período do ano anterior. Neste semestre, a margem do resultado líquido foi de 8.7%.

Liang Hua, Chairman da Huawei, afirmou que a atividade da empresa tem decorrido de forma tranquila e que a Huawei está mais sólida do que nunca. Com uma gestão eficaz e um excelente desempenho em todos os indicadores financeiros, os resultados da Huawei mantiveram-se robustos no primeiro semestre de 2019.

No segmento de negócio Carrier, as vendas do primeiro semestre alcançaram receitas de 146,5 mil milhões de yuans (cerca de 19,1 mil milhões de euros), com um crescimento contínuo na produção e envio de equipamentos para redes sem fios, transmissão ótica, comunicação de dados, IT e produtos relacionados. A Huawei já assegurou 50 contratos comerciais 5G e enviou mais de 150 mil estações-base para mercados em todo o mundo.

Quanto ao segmento de Enterprise, o volume de negócios da primeira metade do ano chegou aos 31,6 mil milhões de yuans (4,12 mil milhões de euros). A Huawei continua a desenvolver o seu portfólio em vários domínios, entre os quais se inclui cloud, inteligência artificial, redes de campus, data centers, Internet of Things e computação inteligente.

Relativamente ao segmento de Consumo, a faturação do primeiro semestre foi de 220,8 mil milhões de yuans, perto de 28,78 mil milhões de euros. As remessas de smartphones Huawei (incluindo telemóveis Honor) chegaram às 118 milhões de unidades, mais 24% quando comparado com o mesmo período de 2018. A empresa também teve um rápido crescimento ao nível dos tablets, PC e wearables. A Huawei está a alargar o ecossistema de dispositivos, no sentido de oferecer uma experiência inteligente mais integrada nos diferentes cenários de utilização. Até ao momento, o ecossistema dos Serviços Móveis da Huawei tem mais de 800 mil programadores registados e 500 milhões de utilizadores em todo o mundo.

“As receitas cresceram rapidamente até maio”, afirmou Liang Hua. “Dada a base que estabelecemos no primeiro semestre do ano, continuamos a crescer mesmo depois de termos sido adicionados à lista de entidades do governo americano, o que não quer dizer que não tenhamos dificuldades pela frente. Temos e podem afetar o ritmo do nosso crescimento no curto prazo”.

Liang Hua acrescentou que “vamos manter o rumo. Estamos totalmente confiantes no que o futuro nos reserva e vamos continuar a investir como o planeado – incluindo um total de 120 mil milhões de yuans [15,64 mil milhões de euros] em Investigação e Desenvolvimento neste ano. Vamos superar estes desafios e estamos confiantes que a Huawei vai entrar numa nova fase de crescimento, depois de o pior já ter passado”.

Recomendado pelos leitores

Tech Data Portugal tem novo Country Manager
NEGÓCIOS

Tech Data Portugal tem novo Country Manager

LER MAIS

Dell Technologies: os resultados do país “que afinal não é assim tão pequeno”
NEGÓCIOS

Dell Technologies: os resultados do país “que afinal não é assim tão pequeno”

LER MAIS

Ricoh adquire empresa para ampliar portfólio de serviços IT
NEGÓCIOS

Ricoh adquire empresa para ampliar portfólio de serviços IT

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 59 JULHO 2019

IT CHANNEL Nº 59 JULHO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.