Jorge Saez, Distribution Success Manager Iberia, Veritas em 2020-10-02

NEGÓCIOS

Advertorial

Como a Veritas pode ajudar nos novos desafios do IT

Todas as infraestruturas e aplicações estão atualmente relacionadas com dados ou com a forma como os utilizamos. E existem muitas ameaças que podem colocar os seus sistemas em risco

Jorge Saez, Distribution Success Manager Iberia, Veritas

A última previsão do IDC é que em 2025 haverá 175 zetabytes de dados em todo o mundo. Desta forma e com as reduções de orçamento, como pode uma empresa gerir e proteger arquiteturas de dados em crescimento?

Existem muitas ameaças que podem aproveitar-se das aplicações e dos dados de negócios. O Ransomware é apenas uma delas. Em apenas uma semana, em março deste ano, uma rede de ransomware conhecida como "LockerGoga" derrubou os sistemas de um dos maiores fabricantes de alumínio do mundo, que resultou num custo de US $ 40 milhões.

O ransomware é uma ameaça séria que está a evoluir e a tornar-se cada vez mais sofisticada. Não é apenas uma questão de saber se um ataque ocorrerá, mas sim quando ocorrerá. Mas mais importante ainda, é a rapidez com que os seus dados e aplicações de negócios podem ser recuperados após esse ataque.

Atualmente é difícil gerir o crescimento dos dados, lidar com as ameaças e cumprir as regulamentações existentes e futuras. Ainda mais difícil é fazer isso em escala, e algumas organizações não podem fazer isso porque a complexidade já as supera.

E ao contrário das nossas vidas pessoais, onde regularmente mudamos completamente a tecnologia que utilizamos (anualmente em alguns casos), como no caso de nossos smartphones ou computadores, o ambiente de TI com o qual os nossos clientes lidam continua a ser mais complexo a cada dia que passa porque cada nova geração de TI se integra com a anterior.

Gerir, monitorizar e elaborar relatórios não integrados na sua infraestrutura não é fácil

Conforme as organizações se expandem e a sua presença de TI aumenta, a proteção de dados com diferentes ferramentas pontuais torna-se muito complexa. 58% das organizações afirmam que a complexidade dos seus dados limita a capacidade de aproveitar o valor deles. Isso leva-nos a um cenário tecnológico em mudança.

De acordo com a Gartner, 75% das organizações terão implementado modelos híbridos ou de várias nuvens até 2020. Por esse motivo, as organizações enfrentam desafios para proteger as novas tecnologias com soluções desatualizadas.

Como MAIS dados podem ser geridos com MENOS orçamento neste complexo cenário de TI?

Ou como proteger os seus dados e aplicações de negócio de MAIS ameaças que podem roubá-lo, comprometê-lo ou expô-lo?

Ou como se transita de um território regulamentar com muito MAIS leis para cumprir hoje e no futuro?

Ou novas tecnologias estão a ser adotadas enquanto reduzem a complexidade? Vejamos as soluções da Veritas que ajudam a colmatar os desafios:

Backup Exec 21 e Microsoft Azure

Trabalhamos juntos há mais de 20 anos. Desde o Windows NT.

O BE21 protege todos os ambientes Microsoft sem problemas. Faz proteção virtual e faz também backup remoto. É perfeito para recuperação de sistema (System Recovery).

Quando estamos a falar sobre Backup no Azure, existem 4 pontos principais a destacar:

1 - Utilizar o Azure e o Backup Exec como sistema de retenção longa e substitua as fitas. Um backup pode ser carregado imediatamente para um local do Azure. Cuidado com as fitas. Podem surgir problemas como danos no suporte ou um elevado tempo de restauração. Pode ter uma cópia local na sua localização e outra no Azure, em conformidade com a regra 3-2-1 contra o Ransomware. Três cópias, em duas meios diferentes, uma fora das instalações do escritório. Esta seria a do Azure.

2 - Disaster Recovery. Quantas pessoas conhece nos seus clientes que já tiveram que recorrer à recuperação de desastres? Alguns de nós, e não é uma situação agradável.

O Backup Exec é uma solução muito simples que permite que copie todos os seus dados no local e os replique no Azure. Pode ter um servidor de backup local e um servidor de backup na nuvem e ambos podem ter os mesmos dados. E se a sua aplicação local falhar, pode reconectar esses dados e restaurar o seu negócio novamente. Outro recurso BE adicionado: algumas pessoas usam o Azure Site Recovery para replicar os seus servidores virtuais ou aplicações para o Azure. O BE integra-se diretamente com o Azure e pode controlar, monitorar e reiniciar caídas, testar as comunicações entre os seus servidores virtuais no local com os seus servidores virtuais no Azure Site Recovery. Não conheço nenhuma outra solução que faça isso ... Mas o BACKUP EXEC sim!

3 - Faça backup das suas máquinas físicas ou mesmo virtuais e mova-as para a nuvem. Com o Backup Exec, pode fazer backup dos seus servidores ou aplicações de um tipo de hardware, como um servidor Dell, para um hardware diferente, como um servidor HP. Essa tecnologia chama-se Bare metal recovery. Isso permite-nos migrar os seus dados de um servidor para outro ou para a nuvem. O Backup Exec não só torna o backup mais fácil, mas também a movimentação das informações de um local para outro.

4 - Se parte dos seus recursos ou TODOS os seus recursos estão no Azure ... ainda precisa de proteção. Se já migrou todos os seus dados, as suas aplicações e ou funcionalidades para o Azure. Eles ainda precisam de proteção. O Backup Exec está no Azure Market Place. Tudo o que precisa fazer é implementá-lo e começar a proteger os seus locais de armazenamento. Nós mantemos as coisas simples.

Veritas SaaS Backup e Office 365

Porque é que os clientes do O365 precisam de proteção? Ter uma solução como o Veritas Saas Backup for O365 oferece as seguintes vantagens:

Faça uma segunda cópia. A proteção nativa dentro do O365 quebra a regra do número de backups. Não faz uma segunda cópia. A definição de Backup é uma segunda cópia localizada numa infraestrutura separada.

Retenção ilimitada. Contar com a proteção nativa do Exchange fornece apenas 14 dias, que podem ser estendidos para 30 pelo administrador. Para OneDrive e Sharepoint, a proteção nativa é de 93 dias. Os dados excluídos são armazenados no lixo, onde permanecerão no máximo 14 ou 93 dias, dependendo da solução. São prazos claramente insuficientes. Com uma solução como o Saas Backup, a retenção é ilimitada.

A retenção de litígio não é um backup prático:

- A retenção de litígio não cria uma segunda cópia. Os dados ainda estão na mesma infraestrutura.

- O sistema de restauração é muito complexo e lento. Não foi projetado para recuperar dados rapidamente.

- O uso da retenção de litígio tem certas responsabilidades e custos ocultos. Pode ser contra a política da empresa e tem o custo de reativar caixas de correio inativas. Além disso, o erro ainda é possível. Alguém pode remover acidentalmente a retenção de litígio.

Restauração ilimitada:

- O Exchange não tem capacidade para uma restauração pontual.

- OneDrive e SharePoint têm apenas uma restauração pontual de até 30 dias. E em qualquer caso, a restauração é tudo ou nada. Na maioria das vezes, a necessidade de restaurar é apenas para um ou vários arquivos, mas com OneDrive ou SharePoint tem que restaurar 100%. Isso multiplica os tempos para recuperar as informações necessárias.

- Encontrar e localizar dados perdidos no OneDrive e na Reciclagem do SharePoint é extremamente complexo porque não está indexado. Pode demorar muito e até não encontrar o que está à procura.

As soluções da Veritas ajudam-no a proteger os seus dados críticos e a reduzir custos e complexidade, assim como a gerir riscos para o seu negócio. Para o ajudar a decidir qual a melhor solução para a infraestrutura da sua empresa, a Arrow, o nosso Parceiro de excelência, dispõe de uma equipa especializada para o aconselhar na escolha da melhor tecnologia. 

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext e pela Veritas

TAGS

Veritas

Recomendado pelos leitores

Faleceu Jorge Reto
NEGÓCIOS

Faleceu Jorge Reto

LER MAIS

Tech Data funde-se com a Synnex
NEGÓCIOS

Tech Data funde-se com a Synnex

LER MAIS

Essenciais do “Home Office” – manter-se conectado ao escritório ou à escola com bateria de reserva
NEGÓCIOS

Essenciais do “Home Office” – manter-se conectado ao escritório ou à escola com bateria de reserva

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 76 ABRIL 2021

IT CHANNEL Nº 76 ABRIL 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.