Rui Damião em 2021-6-07

NEGÓCIOS

“Colocamos ao dispor dos Parceiros as equipas de pré e pós-venda para que se sintam capacitados na abordagem aos seus clientes”

Ricardo Pinto, Responsável pela Unidade de Negócio de Enterprise Security na V-Valley Advanced Solutions Portugal, explica qual a estratégia da V-Valley no mercado nacional e como é que a empresa está a ajudar os seus Parceiros a abordar o mercado

Ricardo Pinto, Responsável pela Unidade de Negócio de Enterprise Security na V-Valley Advanced Solutions Portugal

Depois da aquisição do grupo GTI pela Esprinet em Portugal, o grupo tem reforçado a presença e a estratégia no mercado português. Ricardo Pinto, Responsável pela Unidade de Negócio de Enterprise Security na V-Valley Advanced Solutions Portugal, empresa que faz parte do grupo Esprinet, explica que o grupo fechou o ano de 2020 com uma faturação superior a 4,5 mil milhões de euros nas diferentes geografias onde atua.

Sobre o mercado português, Ricardo Pinto explica que a empresa está “numa fase de afirmação no país”. “A empresa está com crescimentos anuais bastante fortes, tem vindo a reforçar o portfólio local com alianças novas e com fabricantes de primeira linha. No ano 2020 tivemos um crescimento a rondar os 80%, fruto da excelente execução, aliada à estratégia do grupo de forte investimento no nosso país”, refere.

Parceria com a Check Point

Para a V-Valley, a Check Point “é um fabricante chave na nossa estratégia de crescimento em Portugal”. Ricardo Pinto explica que a empresa vê “um potencial enorme neste fabricante”, principalmente “pela oferta completa que atualmente disponibiliza, muito mais ajustada à realidade do nosso mercado”.

A estratégia da V-Valley com a Check Point assenta em cinco pilares: “desenvolvimento do Canal SMB; foco nas soluções de proteção de endpoint; Upsell, com aumento do footprint dentro dos atuais clientes Check Point; cross sell, com a promoção das soluções Check Point junto dos atuais Parceiros Microsoft, complementando as soluções deste fabricante ao nível da proteção de endpoint, SASE e cloud; e, formação e awareness com ações constantes de atualização e capacitação do Canal de Parceiros”.

Abordagem ao mercado

Tendo em conta que o tecido empresarial português é maioritariamente composto por PME, a V-Valley procura capacitar e acompanhar os Parceiros – também eles, muitas vezes, PME – na abordagem aos seus clientes. “Colocámos também ao dispor dos nossos Parceiros as nossas equipas de pré e pós-venda para que os Parceiros se sintam capacitados e respaldados na abordagem que fazem aos seus clientes. No fundo e quando necessário, tentamos oferecer as soluções chave-na-mão, com o aconselhamento e recomendação da melhor solução em função do caso de uso apresentado para cada cliente”, explica.

Ricardo Pinto partilha que tem assistido a Parceiros que tradicionalmente se dedicavam ao negócio nas médias e grandes empresas a começaram a procurar chegar aos clientes de menor dimensão “para garantir o seu crescimento em franjas de mercado onde antes não era habitual vê-los”.

Acredito que se estejam a conjugar vários fatores que levam a esta tendência do mercado. Se por um lado temos os Parceiros grandes a investir mais no mercado SMB, vemos também os fabricantes a ajustarem a sua oferta que antes era maioritariamente enterprise, a um mercado de menor dimensão”, explica o responsável.

Atualmente, o portfólio da V-Valley tem “perto de 60 fabricantes distintos” que se dividem pelas áreas de software, as-a-Service e enterprise security. Salientando que o posicionamento de cada oferta “é estudado de forma a dar opções a cada tipo de cliente e Parceiro” sem promover “a concorrência interna”, o responsável indica que a empresa tentar ter na sua oferta “não só os fabricantes tradicionais e mais óbvios”, mas também “soluções disruptivas e que permitam aos Parceiros chegar aos seus clientes com alguma novidade”.

Recomendado pelos leitores

Sage lança apoio de marketing para Parceiros portugueses
NEGÓCIOS

Sage lança apoio de marketing para Parceiros portugueses

LER MAIS

Databox assina contratos de distribuição com Dynabook, HP e Lenovo
NEGÓCIOS

Databox assina contratos de distribuição com Dynabook, HP e Lenovo

LER MAIS

Esprinet cresce 13% em Portugal
NEGÓCIOS

Esprinet cresce 13% em Portugal

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 78 JUNHO 2021

IT CHANNEL Nº 78 JUNHO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.