2019-5-16

HARDWARE

Advertorial

O seu local de trabalho moderno está no presente ou no Futuro?

As mudanças na forma como as pessoas e as empresas vão trabalhar nos próximos 10 anos são o focus dos mais recentes estudos conduzidos pelos investigadores da Xerox®

Fazer do escritório um lugar mais inteligente 

Tudo está em mudança e a ser impulsionado por um motor global, inovador e transformador a que podemos chamar de “tecnologia inteligente”. As empresas sempre foram rápidas a abraçar os avanços tecnológicos. É um facto. 

Mas o desafio está na capacidade de realizar as mudanças necessárias para que o atual local de trabalho seja o centro da transformação tecnológica que as empresas necessitam para se manterem competitivas. 

O ritmo das mudanças e das inovações tecnológicas não vai abrandar. Desenganem-se as empresas que acham que terão tempo mais à frente para iniciar os projectos de transformação digital e implementar novas tecnologias para suportar a forma como o trabalho é realizado. 

Quando chegarem ao ponto onde deveriam estar hoje, estarão atrasados para o passo seguinte, e isso terá cada vez maior impacto na sustentabilidade e competitividade das empresas. 

A fase em que muitas empresas já estão é a união entre o mundo físico e o digital, criando experiências revolucionárias na forma como os colaboradores trabalham, como as empresas interagem com os seus clientes, e mais importante, na experiência de relacionamento que os clientes têm com os seus fornecedores. 

A verdadeira transformação digital envolve a criação de uma solução end-to-end que inclui digitalização, indexação, armazenamento, partilha, impressão (caso necessário) de documentos e automatização de fluxos de trabalho e de documentos, simples e complexos, assente nos mais exigentes níveis de segurança. E tudo isto pode ser realizado com a tecnologia que está já dentro das organizações: a infraestrutura de impressoras e multifunções Xerox®. 

 


“Mas a transformação digital é mais do que converter documentos em papel em arquivos digitais".


 

Os 3 pilares do local de trabalho mais inteligente 

A Tecnologia: atualmente as pessoas estão rodeadas por milhares de computadores, ligados à Internet, com interfaces inteligentes e simples. 

Mas mais do que as inovações no campo da tecnologia potenciadas pela capacidade de ligação à Rede e em Rede (IoT), a grande revolução advém da capacidade dessa mesma tecnologia eliminar os silos empresarias. Da capacidade de ligar infraestruturas, sistemas e pessoas, diversos e dispersos. 

Informação: dados, dados e mais dados. À medida que as conversações humanas se expandem no espaço e no tempo, mais a informação vai continuar a estar desestruturada. 

Virtualmente toda a informação vai estar disponível digitalmente, mas as organizações ainda vão ter que continuar a saber conviver com o formato digital e com todos os processos ou partes de processos em que o papel ainda é a base. 

É aqui que entra a Robotização e a IA. Estes sistemas terão que imperar para que não só se continue a acentuar a supressão do papel nos processos de trabalho, como e ainda mais importante, seja possível estruturar a informação numa base de conhecimento, capaz de adicionar produtividade, competitividade e valor ao negócio das empresas. 

Automação: estamos definitivamente numa era de evolução da forma como trabalhamos. Se na revolução industrial foram as tarefas de menor valor a serem automatizadas; hoje são as tarefas de valor e críticas para o desenvolvimento do negócio das empresas, que com base em sistemas inteligentes, já são possíveis de automatizar. 

Dito isto, podemos correr o risco de pensar que estamos a eliminar o elemento humano das tarefas de valor. Errado. Muitas das tarefas serão efectivamente suportadas por ferramentas inteligentes, mas isso apenas fará aumentar o número de pessoas com capacidades genéricas que poderão fazer tarefas complexas com o mínimo de treino, e ainda assim conseguir garantir a máxima qualidade. 

É a resposta ao paradigma do aumento da produtividade. Não porque se trabalha mais. Mas porque se trabalha melhor. 

Por outro lado, a deslocalização do local físico de trabalho também é potenciada por sistemas inteligentes de trabalho, dado que tarefas simples e complexas podem passar a ser realizadas de qualquer local, sem impactos na produtividade ou na segurança. 

 

Os sistemas de impressão são uma commodity indispensável 

Ao utilizarmos as redes digitais, um dos maiores desafios é conectar sistemas e plataformas tecnológicas que anteriormente nos habituámos a assumir que estavam em silos isolados sem possibilidade de integração e comunicação entre si. 

E as soluções passam pela facilidade de utilização para os utilizadores. Estes esperam poder interagir com a tecnologia do ambiente de escritório, da mesma forma como hoje lidam com as suas ferramentas pessoais: smartphone, tablet. 

Mas ainda é possível ir mais longe. Para os CIO uma infraestrutura de impressão comoditizada tem que conseguir libertar a sua equipa da resolução de problemas relacionados com a impressão, suporte aos utilizadores ou encomenda de consumíveis. 

Aqui reside o desafio a que os fornecedores de serviços geridos de impressão (MPS) têm vindo a dar resposta. 

E neste âmbito, a Xerox®, apontada como lider em serviços de gestão de impressão e documentos pelos principais analistas de mercado3, detém hoje a oferta mais diferenciadora e completa no mercado. 

Empresas como a Xerox® entendem que hoje os sistemas de impressão são efectivamente uma infraestrutura comoditizada, mas não paramos de investir na transformação do tradicional equipamento que copia, imprime e digitaliza, num verdadeiro assistente inteligente do local de trabalho capaz de fazer a união entre o papel e o digital. 

No entanto, e tendo em conta os amplos benefícios que as empresas têm em se moverem para o digital, é surpreendente que muitas ainda não tenham sequer começado. 

 


“Para comunicar e transmitir informação, é crucial que sistemas agora comoditizados como são um pc ou um multifunções estejam preparados para fazerem parte da solução".


 

Assistentes inteligentes do local de trabalho 

Segundo o mais recente estudo da Quocirca: “Print 2025 Evolution or Revolution?”, embora a união dos dois mundos (papel e electrónico) possa parecer uma ponte difícil de construir, essa ligação está a ser impulsionada por inovações estruturais que estão a ocorrer no setor da impressão. 

Com os olhos postos no futuro, a plataforma Xerox® ConnectKey transformou as impressoras e multifuncionais, em dispositivos com uma experiência de utilização semelhante a um Smartphone ou a um Tablet. 

Aliada a esta transformação, a Xerox® lançou ainda um Galeria de Apps que permite aos clientes, em alguns alguns casos sem custos, fazer a gestão e administração de aplicações prontas a utilizar, diretamente a partir do seu MFP. 

Destas Apps, destacam-se vários conectores com os principais repositories na cloud, bem como integrações já prontas para soluções tão distintas como Salesforce, Concur, WeTransfer, Amazon WorkDocs, entre outras. 

Mas não é só. Na biblioteca de Apps os clientes Xerox® têm já hoje disponíveis aplicativos que permitem dar resposta rápida a necessidades tão específicas como a Tradução Automática de Documentos (Xerox® Easy Translator) ou como a conversão de texto em ficheiros .mp3 (Xerox® Audio Documents). 

 

Se a IA vai finalmente começar a fazer as coisas, onde será o melhor lugar para começar? 

Nas previsões sobre IA, a PwC afirmou que 2018 foi o ano em que “IA começou a fazer coisas”. E o que é que isto quer dizer na prática? 

Que a IA está a entrar nas empresas pelo nível mais simples, relacionado com a automatização de processos. A idealização do “escritório sem papel”, de que a Xerox® começou a falar nos anos 70, com a IA a alterar a forma como se trabalha, estaremos mais próximos da meta do “escritório com pouco papel”. 

A capacidade de dotar a tradicional tecnologia de impressão e cópia com algoritmos complexos, permite fornecer ao local de trabalho moderno ferramentas que automatizam, entre outras coisas, a redução do consumo de papel, a impressão com elementos de segurança e apenas por utilizadores autorizados e a deteção automática de elementos confidenciais em documentos, inibindo a sua cópia ou digitalização. 

Numa perspetiva de manutenção, os equipamentos já permitem fazer cálculos probabilísticos com reduzida margem de erro, que entre outras coisas possibilitam comparar o desempenho esperado e o desempenho atual e realizar ajustes automáticos. E num futuro próximo, todos os dados e cálculos poderão ser usados para prever a necessidade de assistência proativa antes da falha no equipamento. 

 


“Em breve será possível, por exemplo para a escrita de um documento, selecionar um conjunto de tópicos e o sistema multifuncional fornecer-lhe (impresso ou em formato digital no seu email) um primeiro esboço do documento".


 

O que podemos esperar no futuro? 

Muito se tem escrito sobre os prós e contras da tecnologia no local de trabalho e a multiplicidade de formas como se está a redefinir a forma como trabalhamos atualmente. 

Mas não há como fugir da realidade dos factos. A revolução na forma de trabalhar tem inegáveis benefícios na produtividade e competitividade das empresas. 

Um grupo que não conhece essa revolução são os Millennials (também conhecidos por Geração Y), para os quais o mundo e a forma de trabalhar tem sido sempre assim. E a exigência não vai abrandar. A sua experiência com as ferramentas de trabalho terá que estar alinhada com a sua experiência com as ferramentas digitais que utilizam no âmbito pessoal. 

Em muitos momentos da revolução tecnológica, acabámos por ficar com a sensação de que estávamos a trabalhar para a tecnologia e não a colocar a tecnologia a trabalhar por nós. Mas essa realidade está a mudar radicalmente. 

Na Xerox®, os investigadores continuam a trabalhar nos desenvolvimentos futuros para os assistentes inteligentes do local de trabalho, e a simplificação da forma como o trabalho é feito é um dos pilares essenciais das inovações. 

E damos um exemplo. Pense na terrível sensação de ter que elaborar um document e ter apenas uma folha em branco? 

Para a Xerox®, a necessidade de transformação digital das organizações já foi há muito identificada. Ao identificar o que pode vir a ser, em cada momento, o futuro do ambiente de trabalho e de todas as infraestruturas a ele relacionados, a Xerox® detém o portfólio de soluções e serviços mais abrangente e capaz de unir os dois mundos; o do papel e o do digital, integrando de modo eficiente todos os fluxos documentais. 

A Xerox® acredita que a melhor forma de prever o futuro é inventá-lo e acredita que a inovação é o que define o futuro.

Enquanto líder em tecnologia e serviços de gestão de impressão (MPS), a Xerox®tem tentado, ao longo das últimas décadas, olhar sempre mais à frente, investindo na capacidade de inovação, transformação e de estabelecimento das parcerias certas, para cumprir o compromisso de transformar os desafios das empresas em resultados mensuráveis e sustentáveis ao longo dos anos.

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext para a Xerox.

Recomendado pelos leitores

Windows 10 com ecrã preto após atualizações
HARDWARE

Windows 10 com ecrã preto após atualizações

LER MAIS

TP-Link lança novas câmaras cloud
HARDWARE

TP-Link lança novas câmaras cloud

LER MAIS

Brother lança nova categoria de impressoras de etiquetas
HARDWARE

Brother lança nova categoria de impressoras de etiquetas

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 58 JUNHO 2019

IT CHANNEL Nº 58 JUNHO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.