2018-8-02

HARDWARE

Huawei ultrapassa Apple e ascende ao segundo lugar do mercado de smartphones no Q2 de 2018

Após ter vendido 54 milhões de dispositivos durante o segundo trimestre do ano, o que refletiu num crescimento de 41%, a Huawei escalou até ao segundo lugar do mercado de smartphones, superando a Apple. É a primeira vez em sete anos que a Samsung e a Apple não estão a liderar o mercado

Com um crescimento a dois dígitos durante o Q2, a Huawei conseguiu um marco importante na sua história. O seu forte desempenho durante o trimestre deveu-se, sobretudo, ao lançamento do modelo P20, que excedeu as vendas do P9 ou P10 ao consolidar 7 milhões de dispositivos vendidos, mostram os dados da Canalys. A família Honor também contribuiu para o escalar de mercado da marca chinesa. Só esta gama de dispositivos foi responsável por dois terços do salto de quase 16 milhões de dólares que a Huawei arrecadou durante o trimestre.

De acordo com a Canalys, a Apple desceu assim para segundo lugar, com apenas 41 milhões de iPhones vendidos no Q2, face aos 54 milhões vendidos pela Huawei, e um crescimento homólogo de apenas 1%. Estes resultados ficaram, porém, em linha com que os habitualmente a marca alcança no segundo trimestre do ano, período que não é particularmente expressivo para a Apple. “Embora o iPhone X tenha conseguido gerar volume nos trimestres anteriores, apesar do preço, não conseguiu sustentar esse volume neste trimestre. Mas para um dispositivo flagship da Apple, isso é normal. Além disso, modelos como o iPhone 7 e o 7 Plus também estão a perder força, dado o alto sell-in no primeiro trimestre. Mas um aumento no iPhone 8 e 8 Plus, ajudado em parte pela campanha Product Red, foi o suficiente para compensar essa tendência”, refere Ben Stanton, analista da Canalys. Estima-se que a Apple tenha vendido mais de 8 milhões de iPhone X no segundo trimestre, abaixo dos 14 milhões do trimestre anterior.

Embora seja um marco importante para o mercado, visto que é a primeira vez em sete anos que a Samsung e a Apple não estão nos dois primeiros lugares do pódio do mercado, a sua importância não deve ser extrapolada, avança a Canalys. As vendas da Huawei foram fruto de uma estratégia muito focada em alavancar os resultados e dar um novo fôlego à submarca Honor.  

“A estratégia da Huawei evoluiu significativamente nos últimos seis meses”, comenta Mo Jia, analista da Canalys. “Apesar de não ter conseguido chegar a uma parceria com as transportadoras dos EUA no início deste ano, a empresa recuperou rapidamente, afastando-se de uma estratégia focada nos lucros e concentrando-se, ao invés, no crescimento de volume no segmento mais baixo”.

A marca Honor, que até agora tinha uma maior expressividade na China, assumiu, segundo o analista, um papel-chave nesta estratégia do fabricante. A Huawei vendeu, durante o trimestre, praticamente 4 milhões de smartphones Honor fora da China, um crescimento homólogo de 150%, embora a partir de uma base pequena. Esta gama de smartphones, no Q2 de 2017 representou 24% de todas as vendas da marca, este ano representou 36%.

“A Honor está a construir e a implementar rapidamente uma força de vendas independente, paralela à Huawei, levando a marca a novos mercados e, consequentemente, democratizando a tecnologia de ponta da Huawei. O seu foco numa estratégia de mercado aberto tornou-a particularmente potente nos mercados da Rússia, Índia e Europa Ocidental”, explica Mo Jia.

Para a Apple, esta pode ser uma importante chamada de atenção e certamente o fabricante irá batalhar para recuperar a sua posição de mercado.

A Samsung manteve a liderança do mercado, apesar de ter sofrido uma queda de 8%, com 73 milhões de vendas.

Recomendado pelos leitores

Samsung deverá lançar smartphone com ecrã dobrável no início de 2019
HARDWARE

Samsung deverá lançar smartphone com ecrã dobrável no início de 2019

LER MAIS

Schneider Electric lança Smart-UPS para cloud e ambientes de IT distribuídos
HARDWARE

Schneider Electric lança Smart-UPS para cloud e ambientes de IT distribuídos

LER MAIS

Brother celebra 30 anos de etiquetagem
HARDWARE

Brother celebra 30 anos de etiquetagem

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 49 Julho 2018

IT CHANNEL Nº 49 Julho 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.