2018-8-02

HARDWARE

Huawei ultrapassa Apple e ascende ao segundo lugar do mercado de smartphones no Q2 de 2018

Após ter vendido 54 milhões de dispositivos durante o segundo trimestre do ano, o que refletiu num crescimento de 41%, a Huawei escalou até ao segundo lugar do mercado de smartphones, superando a Apple. É a primeira vez em sete anos que a Samsung e a Apple não estão a liderar o mercado

Com um crescimento a dois dígitos durante o Q2, a Huawei conseguiu um marco importante na sua história. O seu forte desempenho durante o trimestre deveu-se, sobretudo, ao lançamento do modelo P20, que excedeu as vendas do P9 ou P10 ao consolidar 7 milhões de dispositivos vendidos, mostram os dados da Canalys. A família Honor também contribuiu para o escalar de mercado da marca chinesa. Só esta gama de dispositivos foi responsável por dois terços do salto de quase 16 milhões de dólares que a Huawei arrecadou durante o trimestre.

De acordo com a Canalys, a Apple desceu assim para segundo lugar, com apenas 41 milhões de iPhones vendidos no Q2, face aos 54 milhões vendidos pela Huawei, e um crescimento homólogo de apenas 1%. Estes resultados ficaram, porém, em linha com que os habitualmente a marca alcança no segundo trimestre do ano, período que não é particularmente expressivo para a Apple. “Embora o iPhone X tenha conseguido gerar volume nos trimestres anteriores, apesar do preço, não conseguiu sustentar esse volume neste trimestre. Mas para um dispositivo flagship da Apple, isso é normal. Além disso, modelos como o iPhone 7 e o 7 Plus também estão a perder força, dado o alto sell-in no primeiro trimestre. Mas um aumento no iPhone 8 e 8 Plus, ajudado em parte pela campanha Product Red, foi o suficiente para compensar essa tendência”, refere Ben Stanton, analista da Canalys. Estima-se que a Apple tenha vendido mais de 8 milhões de iPhone X no segundo trimestre, abaixo dos 14 milhões do trimestre anterior.

Embora seja um marco importante para o mercado, visto que é a primeira vez em sete anos que a Samsung e a Apple não estão nos dois primeiros lugares do pódio do mercado, a sua importância não deve ser extrapolada, avança a Canalys. As vendas da Huawei foram fruto de uma estratégia muito focada em alavancar os resultados e dar um novo fôlego à submarca Honor.  

“A estratégia da Huawei evoluiu significativamente nos últimos seis meses”, comenta Mo Jia, analista da Canalys. “Apesar de não ter conseguido chegar a uma parceria com as transportadoras dos EUA no início deste ano, a empresa recuperou rapidamente, afastando-se de uma estratégia focada nos lucros e concentrando-se, ao invés, no crescimento de volume no segmento mais baixo”.

A marca Honor, que até agora tinha uma maior expressividade na China, assumiu, segundo o analista, um papel-chave nesta estratégia do fabricante. A Huawei vendeu, durante o trimestre, praticamente 4 milhões de smartphones Honor fora da China, um crescimento homólogo de 150%, embora a partir de uma base pequena. Esta gama de smartphones, no Q2 de 2017 representou 24% de todas as vendas da marca, este ano representou 36%.

“A Honor está a construir e a implementar rapidamente uma força de vendas independente, paralela à Huawei, levando a marca a novos mercados e, consequentemente, democratizando a tecnologia de ponta da Huawei. O seu foco numa estratégia de mercado aberto tornou-a particularmente potente nos mercados da Rússia, Índia e Europa Ocidental”, explica Mo Jia.

Para a Apple, esta pode ser uma importante chamada de atenção e certamente o fabricante irá batalhar para recuperar a sua posição de mercado.

A Samsung manteve a liderança do mercado, apesar de ter sofrido uma queda de 8%, com 73 milhões de vendas.

Recomendado pelos leitores

TP-Link lança sistema de conetividade Mesh tri-band
HARDWARE

TP-Link lança sistema de conetividade Mesh tri-band

LER MAIS

Fujitsu lança o seu desktop mais pequeno de sempre
HARDWARE

Fujitsu lança o seu desktop mais pequeno de sempre

LER MAIS

Epson apresenta novas impressoras para o mercado empresarial
HARDWARE

Epson apresenta novas impressoras para o mercado empresarial

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 51 Outubro 2018

IT CHANNEL Nº 51 Outubro 2018

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.