2021-5-20

CLOUD

Gastos com infraestruturas cloud voltam a subir

Nos Estados Unidos, os gastos com infraestrutura cloud cresceram 29% durante o primeiro trimestre do ano, atingindo os 18,6 mil milhões de dólares

Os gastos com serviços de infraestrutura cloud nos Estados Unidos cresceram 29% no primeiro trimestre de 2021, para um recorde de 18,6 mil milhões de dólares. As despesas totais aumentaram 4,2 mil milhões de dólares desde o ano passado e 621 milhões em relação ao último trimestre, de acordo com os últimos dados da Canalys.

O foco na transformação digital durante a pandemia COVID-19 foi o principal fator por trás do impulso contínuo de investimento, auxiliado pela recuperação económica e subsequente reinício de alguns projetos atrasados. Os gastos do Estado com cloud devem aumentar no próximo ano com a clara intenção de modernizar tecnologias e aumentar as práticas de segurança cibernética.

Em resposta, os principais fornecedores de cloud estão a expandir a infraestrutura nos Estados Unidos e a criar serviços dedicados. No geral, os Estados Unidos foram o maior mercado no primeiro trimestre de 2021, correspondendo a 44% dos gastos mundiais, seguidos pela China com 15%. Os três principais fornecedores de serviços de cloud nos Estados Unidos foram a AWS, a Microsoft Azure e a Google Cloud, que juntos corresponderam a 69% dos gastos totais.

A relevância dos serviços digitais está a aumentar graças ao trabalho e educação remotos contínuos, streaming de conteúdo, jogos e comércio eletrónico. Projetos de transformação digital de empresas maiores também estão a voltar juntamente com uma confiança económica renovada. A história é semelhante dentro do governo dos EUA, que recentemente adicionou mil milhões de dólares ao Fundo de Modernização de Tecnologia como parte do estímulo maior de resposta à pandemia, o Plano de Resgate Americano.

Os fornecedores de serviços cloud têm uma grande oportunidade com o governo dos EUA, não apenas com o seu desejo declarado de modernizar tecnologias, mas também com o seu foco renovado nos esforços de segurança cibernética”, explicou o vice-presidente da Canalys, Alex Smith. “O recente hack da SolarWinds afetou nove agências federais e o hack da Colonial Pipeline expôs o alto risco que todas as organizações enfrentam. Com intensa competição por grandes contratos de cloud do governo, como o contrato JEDI de dez mil milhões de dólares, uma vantagem de segurança valerá a pena para licitações de fornecedores de serviços de cloud”.

Os clientes de todos os setores precisam de soluções mais avançadas e práticas de segurança intensificadas dos fornecedores de serviços cloud. A escala da migração rápida da carga de trabalho e a complexidade dos ambientes híbridos e com várias cloud estão a acelerar o desenvolvimento do alcance geográfico, capacidade e recursos de segurança dos data centers”, referiu Blake Murray, analista de pesquisa da Canalys. “Construir confiança entre clientes e fornecedores de serviços cloud e, ao mesmo tempo, enfatizar as vantagens da segurança na cloud será um fator decisivo na competição de fornecedores de serviços em cloud em 2021”.

TAGS

Canalys Cloud

IT CHANNEL Nº 83 DEZEMBRO 2021

IT CHANNEL Nº 83 DEZEMBRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.