2020-1-16

SEGURANÇA

Programa de Parceiros da Kaspersky reconhecida pela Canalys

A Kaspersky foi reconhecida pela qualidade do seu Programa de Parceiros no Canalys Worldwide Vendor Benchmark. Em comparação com outras fornecedoras de soluções de segurança, a Kaspersky foi a empresa que atingiu a classificação geral mais elevada

A Canalys concluiu que a Kaspersky melhorou o seu desempenho global nos últimos 12 meses, registando um aumento de 7,7% ano após ano na sua pontuação. De acordo com o Canalys Worldwide Vendor Benchmark, no final de 2019, a Kaspersky obteve as classificações máximas em “utilidade de produto e oferta” (83.7%) e em “facilidade de fazer negócio”, com 78.4%.

Todos os anos, o maior aumento de classificação tem sido registado nos programas de acreditação e especialização (+9.9%). Esta área de crescimento está relacionada com o aumento da eficácia na forma como as empresas lidam com a gestão de contas de parceiros (+ 8,7%) e com a sua margem de retenção e rentabilidade (+8.7%).

A Kaspersky concentrou os seus esforços para atrair novos Parceiros e para oferecer mais benefícios a estes e aos seus Parceiros mais antigos. O lançamento do seu novo Programa para Parceiros no início de 2019 – o Kaspersky United – foi um dos passos para dar resposta a estas prioridades. O Kaspersky United ajuda os Parceiros a converter as suas especialidades e a ganhar mais recompensas por trabalhar com a Kaspersky, como também a obter mais conhecimento, educação e oportunidades de marketing.

Sermos reconhecidos como a empresa de cibersegurança líder na satisfação de Canal pela Canalys demonstra que tomámos a decisão certa em investir e melhorar o nosso Programa de Parceiros. Não queremos apenas corresponder às necessidades dos nossos Parceiros, mas queremos também melhorar a experiência dos utilizadores e oferecer-lhes incentivos por trabalharem connosco. Isto dá-nos a garantia que eles recebem a melhor qualidade no serviço e que confiam em nós enquanto fornecedores de cibersegurança. As próximas melhorias importantes a fazer ao programa vão ser anunciadas ainda no início deste ano”, comenta Alexander Moiseev, Chief Business Officer da Kaspersky.

Recomendado pelos leitores

COVID-19: trabalhar remotamente pode ser um risco?
SEGURANÇA

COVID-19: trabalhar remotamente pode ser um risco?

LER MAIS

Reconhecimento facial na videovigilância: um ano de controvérsia
SEGURANÇA

Reconhecimento facial na videovigilância: um ano de controvérsia

LER MAIS

Centro Nacional de Cibersegurança alerta para campanhas associadas ao COVID-19
SEGURANÇA

Centro Nacional de Cibersegurança alerta para campanhas associadas ao COVID-19

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 65 MARÇO 2020

IT CHANNEL Nº 65 MARÇO 2020

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.