2020-9-29

SEGURANÇA

Advertorial

Mobilidade é o novo standard e há que torná-lo seguro

Não podemos falar de trabalho sem abordar o tema da mobilidade. Num mundo hiperconectado como é o nosso, é fundamental que tudo esteja ao alcance do utilizador, sem que isso o obrigue a estar sentado a uma secretária ou de portátil no colo

Esta mudança de paradigma, em que as empresas têm as suas equipas espalhadas por todo o lado, veio aumentar exponencialmente a apetência do utilizador pelas tecnologias, com toda a indústria das TI a responder em massa com um manancial de novos dispositivos e meios de contacto.

Mas com toda a comodidade e conveniência proporcionadas pela mobilidade, veio também o reverso da medalha, que é o risco constante e omnipresente.

Os novos dispositivos móveis, juntamente com os endpoints tradicionais, são os principais vetores de ataque, na medida em que armazenam informações importantes e confidenciais, e os cibercriminosos sabem bem disto. Credenciais de acesso, dados bancários, fotos, contas de e-mail, ou até mesmo acesso à rede das empresas.

Os hackers podem usar qualquer parte deste conteúdo para deitar a mão a quantias significativas de dinheiro, e invadir contas bancárias com ataques de ransomware móvel, ameaçando divulgar ou reter informações confidenciais – tanto pessoais como empresariais –, ou vender os dados roubados no mercado negro.

Para muitas empresas, esta experiência de “trabalhar a partir de casa” significa entrarem em território desconhecido. Neste contexto, é essencial uma segurança rigorosa que possa proteger os utilizadores móveis quando acedem à rede da empresa remotamente, consciencializando-os ao mesmo tempo para as principais ameaças à segurança que podem afetá-los, mesmo quando estão fora do perímetro da rede da empresa, preservando a sua produtividade.

Segurança do endpoint à cloud

A boa noticia é que é precisamente a estas questões centradas no utilizador que a oferta da WatchGuard, agora reforçada pela integração das soluções da Panda Security, dá hoje resposta!

Os serviços de segurança da WatchGuard permitem que as empresas recuperem a visibilidade sobre as atividades dos seus funcionários remotos ou teletrabalhadores. Também fornecem e garantem proteção robusta e permanente que acompanha o utilizador em movimento, oferecendo o mesmo nível de segurança, dentro ou fora do perímetro da rede empresarial, do endpoint à cloud, passando por toda a infraestrutura.

Com efeito, a expansão do portfólio WatchGuard para abordar mais profundamente a segurança baseada no utilizador tem sido uma das principais solicitações da nossa comunidade de Parceiros ao longo dos últimos anos e temos, agora, o prazer de lhes poder dar resposta com esta transação.

Sendo agora parte integrante da WatchGuard, a Panda Security passou os últimos 30 anos a revolucionar o espaço da proteção avançada de endpoints para empresas e consumidores.

Temos consciência da importância das soluções avançadas e multi-camada em qualquer plano de cibersegurança. E é aqui que o Adaptive Defense desempenha um papel essencial, proporcionando monitorização contínua de todas as atividades do sistema, interrompendo qualquer processo desconhecido e bloqueando-o até que seja analisado, e seja determinado se é legítimo ou malicioso.

O Adaptive Defense é uma suite de segurança que integra Endpoint Protection e soluções EDR (Endpoint Detection and Response), com serviços completos de certificação, tudo obtido através de um único agente leve.

A combinação destas soluções e serviços proporciona uma visibilidade altamente detalhada de toda a atividade de endpoints, um controlo absoluto de todos os processos em execução e a redução da superfície de ataque.

A importância da autenticação multi-fator (MFA)

A autenticação multi-fator (MFA) proporciona a segurança necessária para proteger os ativos de uma organização, contas e informações, para que todos possam trabalhar com confiança e sem preocupações.

Como os criminosos visam organizações de qualquer tamanho, especialmente neste contexto da pandemia Covid-19, a MFA é mais do que nunca considerada como um pré-requisito para todas as empresas.

Com o AuthPoint da WatchGuard, estamos a romper barreiras antigas entre as empresas mais pequenas e a adoção de MFA com uma solução acessível, fácil de implementar e muito escalável – tudo isto é possível graças à nossa abordagem à autenticação baseada em cloud. E tudo é implementado e administrado a partir de qualquer local sem a necessidade de componentes de hardware dispendiosos.

E o pós-COVID?

Mesmo após tudo isto passar, iremos perceber que este fenómeno provavelmente elevou o perfil do planeamento da continuidade de negócio para todas as organizações. Com isso em mente, contamos com os nossos Parceiros para que assumam o papel crucial de educar as empresas e os seus trabalhadores acerca dos riscos, ameaças cada vez mais sofisticadas, e indicar quais as melhores práticas que devem compreender, implementar e seguir. 

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext e pela WatchGuard

TAGS

WatchGuard

Recomendado pelos leitores

Telemóveis, alvo de cibercriminosos
SEGURANÇA

Telemóveis, alvo de cibercriminosos

LER MAIS

Analítica de Vídeo, Inteligência Artificial e Deep Learning: Oportunidades na Videovigilância
SEGURANÇA

Analítica de Vídeo, Inteligência Artificial e Deep Learning: Oportunidades na Videovigilância

LER MAIS

Manufatura e produção menos propensos a pagar resgates de ransomware
SEGURANÇA

Manufatura e produção menos propensos a pagar resgates de ransomware

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 81 OUTUBRO 2021

IT CHANNEL Nº 81 OUTUBRO 2021

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.