Magnum Garzillo Joaquim, IT Partners Account Manager na Schneider Electric em 2023-11-15

SEGURANÇA

Advertorial

Business Continuity e aplicações de Edge Computing: Garantir a Resiliência no Limite

De acordo com o Relatório Global de Riscos 2021 do Fórum Económico Mundial, os principais desafios enfrentados pelas empresas em Portugal são a interrupção de cadeias de abastecimento, eventos climáticos extremos e ciberataques. Estes riscos podem ter um impacto significativo nas operações e na reputação das empresas

Business Continuity e aplicações de Edge Computing: Garantir a Resiliência no Limite

Além disso, o Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que, em 2020, Portugal enfrentou uma queda de 7,6% no PIB devido à pandemia de COVID-19. Essa crise destacou a importância da continuidade do negócio e a necessidade de planeamento adequado para enfrentar situações imprevistas.

A continuidade do negócio é uma preocupação vital para as empresas em todo o mundo. Em Portugal, um país com uma economia em crescimento constante, é essencial que as organizações estejam preparadas para enfrentar interrupções e adversidades.

 

Magnum Garzillo Joaquim, IT Partners Account Manager na Schneider Electric

Business Continuity envolve a capacidade de uma organização de continuar as suas operações mesmo após eventos inesperados ou desastres. Isso é particularmente crucial em Data Centers, em que a interrupção das operações pode ter sérias consequências financeiras e operacionais.

Os Data Centers desempenham um papel crítico nas operações de muitas empresas em todo o mundo. Eles são os pilares da infraestrutura de tecnologia da informação, armazenando dados, aplicações e serviços essenciais para o funcionamento dos negócios. Portanto, garantir a continuidade das operações em Data Centers é uma preocupação fundamental para as empresas que dependem deles.

O Edge Computing está a tornar-se um elemento fundamental na infraestrutura de tecnologia da informação de muitas organizações. Permite o processamento de dados mais próximo das fontes onde estes são gerados, reduzindo a latência e melhorando o desempenho de aplicações críticas. No entanto, à medida que as empresas adotam essa tecnologia, a continuidade de negócios em aplicações de Edge Computing torna-se uma preocupação crucial.

Desafios Business Continuity em Edge Computing

O Edge Computing descentraliza o processamento de dados, permitindo que aplicações críticas operem em dispositivos edge, como sensores, câmaras e gateways. Isto proporciona uma maior eficiência e agilidade, mas também introduz desafios significativos à continuidade do negócio:

  1. Conectividade intermitente: O Edge Computing pode operar em ambientes com conectividade intermitente ou limitada. Garantir que as aplicações funcionem de forma confiável nestas condições é essencial.
  2. Gestão distribuída: A gestão de ativos e a deteção de falhas tornam-se mais complexas devido à distribuição geográfica dos recursos de Edge Computing.
  3. Segurança: A segurança é uma preocupação constante, uma vez que o Edge Computing pode ser um alvo fácil de ataque. As falhas de segurança podem comprometer a continuidade das operações.

Estratégias para garantir a Continuidade de Negócio em Edge Computing

  1. Redundância de recursos: Implementar redundância de hardware e software é crucial. Isto garante que, se o Edge Computing falhar, outro possa assumir as operações, minimizando a interrupção do serviço.
  2. Monitorização proativa: Utilizar sistemas de monitorização avançados para acompanhar o desempenho e a integridade do Edge Computing. Isto permite a deteção precoce de problemas e a intervenção antes que afetem a continuação das operações.
  3. Políticas de backup eficazes: Desenvolver políticas de backup adequadas para os dados gerados nas aplicações de Edge Computing. Garantir que os dados críticos estejam protegidos e possam ser recuperados em caso de falhas.
  4. Segurança robusta: Priorizar a segurança desde o início do design das aplicações de Edge Computing. Utilizar criptografia, autenticação forte e atualizações regulares para proteger os dispositivos e os dados.
  5. Formação e sensibilização: Formar as equipas para lidar com situações de interrupção e fornecer orientação sobre ações a serem tomadas em caso de falha. A sensibilização é fundamental para uma resposta eficaz.
  6. Testes regulares de recuperação: Realizar testes regulares de recuperação de desastres para garantir que as estratégias de continuidade são eficazes. Isto ajudará a identificar possíveis falhas e melhorar os planos de recuperação.

Neste contexto, à medida que o Edge Computing ganha cada vez mais destaque, a Schneider Electric tem-se dedicado mais a garantir a Business Continuity em aplicações de Edge Computing.

A Schneider Electric também se destaca ao não só garantir, como inclusive priorizar a continuidade de negócio em aplicações de Edge Computing. Com sua ampla gama de soluções de infraestrutura, monitorização remota, gestão eficiente de energia e serviços de suporte, a empresa está dar capacidade às organizações de garantirem a resiliência e a continuidade das operações em ambientes críticos.

 

Conteúdo co-produzido pela MediaNext e pela Schneider Electric

Recomendado pelos leitores

Fortinet anuncia novos serviços de segurança integrados de tecnologia operacional
SEGURANÇA

Fortinet anuncia novos serviços de segurança integrados de tecnologia operacional

LER MAIS

Equipas de IT e de segurança estão cada vez mais unidas na luta contra ciberameaças
SEGURANÇA

Equipas de IT e de segurança estão cada vez mais unidas na luta contra ciberameaças

LER MAIS

Check Point revela novo Programa de Parceiros
SEGURANÇA

Check Point revela novo Programa de Parceiros

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 104 FEVEREIRO 2024

IT CHANNEL Nº 104 FEVEREIRO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.