2022-10-06

SEGURANÇA

65% dos conselhos de administração acreditam que a sua empresa vai sofrer ciberataques dentro de um ano

O relatório ‘Cybersecurity: The 2022 Board Perspective’ revela vários dados sobre cibersegurança e as perspetivas de membros de conselhos de administração de empresas e CISO

65% dos conselhos de administração acreditam que a sua empresa vai sofrer ciberataques dentro de um ano

O relatório ‘Cybersecurity: The 2022 Board Perspective’ da Proofpoint e da Cibersegurança na MIT Sloan revela que 77% dos conselhos de administração das empresas consideram a cibersegurança uma prioridade, com 76% a admitirem que discutem este tema mensalmente.

Numa altura em que têm sido tornados públicos vários ciberataques, o relatório revela que 47% dos membros de conselhos de administração acreditam que a sua empresa não está preparada para lidar com um ataque direto. Apesar de o Fórum Económico Mundial considerar que 95% dos incidentes de cibersegurança têm por base o erro humano, apenas dois terços dos membros de conselhos de administração veem este fator como uma vulnerabilidade.

Apesar desta perceção, 75% considera que os conselhos das suas empresas compreendem os riscos que as organizações correm, com 76% a defender que fez os investimentos certos em termos de cibersegurança.

Lucia Milica, vice-presidente e CISO Proofpoint, considera que apesar do tema estar a ser já discutido com mais frequência, as empresas precisam ainda de perceber as possíveis ameaças de que são alvo e como se podem preparar para enfrentar as mesmas.

Ataques à vista?

As fraudes com recurso ao email e o Business Email Compromise são considerados os ataques que geram maior preocupação (41%) junto dos conselhos de administração. Segue-se o comprometimento da conta na cloud (37%) e o ransomware (32%). Em contrapartida, para os CISO, a maior ameaça está dentro das empresas: as pessoas com acessos interno.

No caso do conselho de administração, a violação interna de dados (37%), os danos à reputação (34%) e a perda de receita (33%) lideram a lista das maiores preocupações. Para os CISO, o tempo de inatividade, a interrupção operacional e o impacto nas avaliações dos negócios são mais preocupantes.

Ainda segundo o relatório, 65% dos conselhos de administração acreditam que a sua empresa está na mira de sofrer um grande ciberataque até ao próximo ano. Esta percentagem desde para 48% no caso dos CISO.

ARTIGOS RELACIONADOS

Os requisitos essenciais de um  parceiro de cibersegurança
NEGÓCIOS

Os requisitos essenciais de um parceiro de cibersegurança

LER MAIS

Custos de ciberataques continuam a subir
SEGURANÇA

Custos de ciberataques continuam a subir

LER MAIS

Relatório analisa os últimos 20 anos de ciberataques
SEGURANÇA

Relatório analisa os últimos 20 anos de ciberataques

LER MAIS

Recomendado pelos leitores

Conheça os oradores do live event de cibersegurança do IT Channel
SEGURANÇA

Conheça os oradores do live event de cibersegurança do IT Channel

LER MAIS

Investimentos em cibersegurança deverão crescer 13% em 2023
SEGURANÇA

Investimentos em cibersegurança deverão crescer 13% em 2023

LER MAIS

Mais de metade das organizações quer mudar a sua estratégia de proteção de dados até 2023
SEGURANÇA

Mais de metade das organizações quer mudar a sua estratégia de proteção de dados até 2023

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 94 FEVEREIRO 2023

IT CHANNEL Nº 94 FEVEREIRO 2023

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.