2019-12-07

REDES & TELECOM

As tendências tecnológicas que vão influenciar as infraestruturas digitais

A Equinix prevê que a cloud híbrida, a inteligência artificial, a cibersegurança, a regulação de dados e a sustentabilidade serão fatores-chave que vão influenciar o modo como as organizações vão enfrentar a transformação digital a partir de 2020

A Equinix revelou as suas previsões sobre as principais tendências tecnológicas para 2020, colocando a transformação digital como um processo crítico para as organizações que querem estar na liderança da nova era digital.

Para a empresa, as cinco tendências tecnológicas que se vão afirmar em 2020 são:

1. As infraestruturas distribuídas e a computação no edge vão acelerar a adoção da multicloud híbrida

Há uma mudança sísmica em curso em muitos setores de atividade, à medida que as organizações vão adotando a computação edge e as arquiteturas de multicloud híbrida. Cada vez mais, as empresas estão a migrar a computação de data centers centralizados para uma infraestrutura distribuída no digital edge, onde o intercâmbio e a interconexão de dados entre empresas e serviços na nuvem estão a crescer a uma taxa exponencial.

O advento da computação edge também se tornou um facilitador fundamental para outras tecnologias emergentes, como as comunicações móveis 5G, que permitem que a Internet das Coisas (IoT) e outros dispositivos localizados no edge aproveitem um acesso mais rápido aos dados e computem recursos com uma latência de rede de apenas um dígito de milissegundo.

De acordo com a IDC, até 2023, mais de 50% das novas implementações de infraestruturas corporativas estarão localizadas no digital edge, e não em data centers corporativos (atualmente, esse valor cifra-se nos 10%). E, até 2024, o número de aplicações no edge aumentará 800%. O relatório da IDC revela ainda que, para estarem preparadas, as empresas precisam de modernizar a sua infraestrutura de TI, tornando-a virtualizada e compatível com SDN (software-defined network) para suportar os requisitos do digital edge.  Devem igualmente procurar parceiros de data center que possibilitem reforçar a arquitetura edge, priorizar a otimização da infraestrutura e os custos com as comunicações.

Deste modo, a Equinix prevê que, em 2020, a computação no digital edge será um fator-chave na aceleração da adoção da multicloud híbrida em todos os setores de atividade. Recorde-se que o Global Interconnection Index (GXI) Volume 3, um estudo de mercado publicado recentemente pela Equinix, estima que, entre 2018 e 2022, a interconexão privada entre empresas e provedores de serviços de nuvem e TI crescerá 112% ao ano. Este relatório prevê que as arquiteturas tradicionais (centralizadas) de computação na Cloud mudarão à medida que as empresas procurem estender a computação na nuvem até ao digital edge, de modo a solucionarem os desafios introduzidos pela natureza altamente distribuída das modernas aplicações digitais empresariais.

2. IA e IoT vão gerar novos requisitos em termos de interconexão e processamento de dados no edge

A Equinix prevê que as empresas vão acelerar a adoção da Inteligência Artificial (IA) e do Machine Learning (ML), abrangendo uma gama mais ampla de casos de uso, o que irá exigir um processamento, cada vez mais complexo e sensível à velocidade, de grandes conjuntos de dados originários de várias fontes (sensores, IoT, wearables, etc.). Um avião com milhares de sensores, um veículo autónomo que gera informação telemática ou um hospital inteligente monitorizando o bem-estar dos seus pacientes, podem gerar vários Terabytes de dados por dia. E cerca de 75% das aplicações corporativas de IA/analytics utilizarão, em média, dez fontes de dados externas.

Para responder aos requisitos de escala e agilidade acima descritos, a Equinix acredita que as empresas continuarão a alavancar os provedores de serviços de Cloud pública, embora a maioria delas provavelmente encontrará formas para usar um conjunto ideal de recursos de IA/ML provenientes de vários CSPs – implementando efetivamente uma arquitetura híbrida distribuída para o processamento de dados de IA/ML.

No entanto, a Equinix acredita que, em muitos casos, os rigorosos requisitos adicionais relacionados com a latência, desempenho, privacidade e segurança exigirão que parte dos dados e processamento de IA/ML tenham de estar mais próximo das fontes de criação e de consumo dos dados. Ou seja, estes fatores potenciarão a adoção de novas arquiteturas e de data centers neutrais periféricos, altamente interconectados e adjacentes a multiclouds no edge, que disponibilizam um controlo melhorado, funcionalidades de auditoria, conformidade e segurança dos dados de IA/ML e conexão de baixa latência a infraestruturas remotas de dados e computação.

Além disso, a Equinix antecipa que os superiores recursos de interconexão e processamento de dados abrirão caminho para novos mercados de dados digitais, onde os provedores e consumidores podem realizar transações de forma fácil e segura dentro de data centers neutrais localizados no edge.

3. O crescimento das ameaças à cibersegurança exigirá novas capacidades de gestão de dados

O Fórum Económico Mundial classificou as violações à segurança cibernética como um dos principais riscos enfrentados atualmente pela comunidade global. Nenhuma empresa ou indivíduo está imune aos desafios da cibersegurança, hoje ou no futuro. A perda financeira atribuída aos ataques cibernéticos continua a impactar as economias em todo o mundo, estimando-se que tenha um custo anual de 6 biliões de dólares até 2021.

Face ao aumento dos ataques à cibersegurança e da consequente profusão dos regulamentos sobre privacidade e proteção dos dados, a maioria das empresas está a optar por aceder aos serviços Cloud através de redes privadas, guardando as suas chaves criptografadas num modelo de Hardware Security Module (HSM) baseado na nuvem e situado num local diferente daquele em que se encontram os respetivos dados. Este modelo ‘HSM-as-a-Service’ permite aumentar o nível de controlo sobre os dados, fortalecer a resiliência das operações e oferecer suporte a uma arquitetura tecnológica híbrida.

A Equinix prevê que, em 2020, as novas capacidades de processamento de dados, como a computação segura multipartes, a encriptação totalmente homomórfica (sobre dados criptografados) e os enclaves seguros (onde nem mesmo os operadores Cloud podem aceder ao código executado por um consumidor), tornar-se-ão mainstream e permitirão que as empresas executem a sua computação de forma segura.

4. A regulamentação dos dados pessoais influenciará as estratégias de TI empresariais

Atualmente, muitas empresas compram e vendem dados para obterem uma vantagem competitiva, mas essas empresas têm de aderir às regulamentações governamentais que incidem sobre a privacidade e proteção dos dados pessoais. O movimento que começou com o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da União Europeia agora está a estender-se a outras regiões e a influenciar outras legislações, como a California Consumer Privacy Act (CCPA), entre outras, pressionando as empresas para a necessidade de conformidade dos dados. De facto, existem 121 países que já anunciaram ou estão em processo de formulação das suas leis sobre soberania dos dados, de modo a impedir a saída dos dados pessoais dos seus cidadãos para fora dos limites do país.

Em 2020, estima a Equinix, veremos uma complexidade ainda maior na proteção dos dados pessoais, à medida que ganhar força a tendência global de adoção de regulamentações novas ou mais rígidas sobre a privacidade dos dados, colocando desafios acrescidos às empresas disseminadas por vários mercados. Numa pesquisa recente, encomendada pela Equinix, efetuada a mais de 2.450 decisores da área de TI em todo o mundo, 69% dos participantes globais indicou que o “cumprimento dos regulamentos de proteção de dados” será a principal prioridade dos seus negócios; enquanto 43% deles confessou que a “alteração dos requisitos regulatórios sobre privacidade dos dados” poderá constituir uma ameaça para a empresa.

A Equinix prevê ainda que, em 2020, as estratégias de TI irão concentrar-se cada vez mais na privacidade dos dados, com a aplicação constante de critérios de segurança na recolha, classificação e encriptação das informações de identificação pessoal (PII). A Equinix acredita que os HSM serão parte integrante de uma arquitetura e estratégia de segurança de dados para encriptar as PII e fornecer um nível de segurança excecionalmente alto na proteção de dados.

5. A transformação digital criará as fundações para um mundo mais sustentável

De acordo com uma pesquisa da Equinix, 42% dos decisores da área de TI concorda que a natureza “verde” dos fornecedores de uma empresa afeta diretamente as suas decisões de compra. 3 A Equinix acredita que, com a crescente pressão sobre os recursos globais e o crescente desejo de muitas empresas de reduzir as suas emissões, a transformação digital poderá começar a colocar a economia mundial numa base progressivamente sustentável.

Em 2020, a sustentabilidade será uma prioridade para as organizações de dimensão global, uma vez que os seus stakeholders pretendem, cada vez mais, que sejam as empresas digitais a liderar e inovar nas áreas de responsabilidade e sustentabilidade ambiental. A Equinix prevê, ainda, que as inovações digitais e tecnológicas proporcionarão às empresas a oportunidade de superarem barreiras, desde a dispersão geográfica das cadeias de fornecedores até à complexidade de materiais e produtos de desconstrução. As ligações máquina-a-máquina e a análise de dados permitem que as empresas correspondam a oferta à procura de ativos e produtos subutilizados. “A nuvem”, em combinação com os dispositivos móveis, pode desmaterializar produtos ou até setores inteiros. A Equinix antecipa que, como as empresas dependem dos recursos dos data centers para se conectarem com os seus clientes e executarem muitos aspetos das suas operações, irão procurar provedores de data center neutrais em relação aos fornecedores e que sejam defensores expressos e empenhados da sustentabilidade ambiental.

IT CHANNEL Nº 63 DEZEMBRO 2019

IT CHANNEL Nº 63 DEZEMBRO 2019

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.