Jorge Bento em 2022-6-14

OPINIÃO

Editorial

O lanterna vermelha

Por vezes a dificuldade de um editor não é estar a par da inovação e acompanhar o pelotão da frente, é saber onde está o lanterna vermelha

Uma singularidade do nosso país, face aos seus congéneres europeus, é o seu tecido empresarial, sobretudo com a dimensão média da empresa portuguesa que é muito pequena. Os Parceiros de Canal, que são os nossos leitores, refletem toda essa diversidade de realidades empresariais, de estados muitíssimos diferentes de dimensão e de maturidade digital. E a média dos clientes que atendem não é particularmente estimulante.

Basta falarmos um pouco com os donos de algumas empresas de Canal de menor dimensão para entender rapidamente que a realidade quotidiana dos seus clientes não conheceu grande evolução numa década. Não se trata do Parceiro não ter as competências técnicas para o ajudar, trata-se, na maioria dos casos, da empresa não querer ser ajudada porque nem essa necessidade consegue identificar.

A revista irmã deste jornal, a IT Insight, que endereça o cliente final, foi co-promotora de um Webinar que contou com a presença da Bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados e onde se falou sobre a transformação das próprias empresas de contabilidade e dos seus clientes.

Foram inúmeros os testemunhos entre os contabilistas certificados que assistiram às dificuldade de introduzirem nos seus clientes inovação no campo dos processos e da automação. Exatamente o mesmo tipo de resistência que muitos Parceiros de Canal encontram nos seus clientes; simplesmente nem têm a consciência do problema de competividade de que sofrem. Apenas ficam como que “encapsulados” na armadilha do tempo.

Não creio que exista uma bala de prata para solucionar a estagnação estrutural da economia portuguesa (existem demasiadas razões) e este peso dos “lanternas vermelhas” no nosso crescimento. No dia em que a maioria dos Parceiros de Canal, ou mesmo dos contabilistas, deixarem de ser meros fornecedores instrumentais e conseguirem afirmar-se como consultores de negócio, podemos seguramente trazer mais empresas para o meio do pelotão.

Assim os clientes o permitam.


Jorge Bento

Diretor do IT Channel

Recomendado pelos leitores

Uma nova classe de eficiência operacional
OPINIÃO

Uma nova classe de eficiência operacional

LER MAIS

Armazenamento definido por software: uma tendência chave
OPINIÃO

Armazenamento definido por software: uma tendência chave

LER MAIS

Novas culturas de IT pós-covid
OPINIÃO

Novas culturas de IT pós-covid

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 89 JULHO 2022

IT CHANNEL Nº 89 JULHO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.