Pedro Raminho, Software Sales & Ecosystem da IBM Portugal em 2023-11-16

OPINIÃO

Ecossistemas de Parcerias: A Chave para o Sucesso na Era da Tecnologia

Vivemos um momento em que as necessidades empresariais e sociais exigem respostas cada vez mais céleres e de maior qualidade por forma a superar as expectativas crescentes dos clientes que, mais do que nunca, obrigam a uma maior cooperação entre os vários membros do ecossistema

Ecossistemas de Parcerias: A Chave para o Sucesso na Era da Tecnologia

Pedro Raminho, Software Sales & Ecosystem da IBM Portugal

Na verdade, os clientes têm vindo a procurar soluções e serviços mais especializados – mais rápidos, mais eficientes e personalizados de acordo com sua forma preferida de relacionamento. Ou seja, as necessidades dos clientes de hoje não podem ser endereçadas apenas por um único fornecedor e o papel das parcerias surge cada vez mais essencial. O ecossistema de parceiros tornou-se numa das forças mais poderosas no mundo da tecnologia e um motor de crescimento para as empresas. Para disponibilizar os melhores resultados aos seus clientes, é essencial as empresas desenvolverem o seu próprio e poderoso ecossistema de parceiros.

A abordagem correta deverá ser a de trabalhar em todo o ecossistema com parceiros de negócio, developers, hyperscalers e integradores estratégicos especializados para desenvolver soluções suportadas pela tecnologia. Esta tipologia de ecossistemas já se mostrou efetiva e com resultados, tendo registado, em alguns casos particulares, uma significativa expansão em termos de alcance e impacto.

Esta abordagem de ecossistema derruba o paradigma tradicional de competição entre empresas, afastando-se de rivalidades e convergindo numa direção mais ágil e colaborativa para o sucesso. A abordagem passa a ser de coopetição, em vez de competição, pois quando os resultados são mutuamente benéficos, não há razão para que as empresas não colaborem. É natural que haja competição em certas áreas, mas é importante ter no top of mind que também se pode ganhar em conjunto, noutras áreas.

Sabemos que um ecossistema de parceiros diversificado é mais inteligente, mais inovador, mais colaborativo e pode melhorar a capacidade de todo o ecossistema em criar, fornecer e replicar serviços e soluções de classe mundial.

Uma das formas de se promover esta diversidade e envolvimento é disponibilizar mais recursos e ferramentas, além de potenciar mais ligações cooperativas entre todos os intervenientes, e essas ferramentas incluem formação e certificações, bem como materiais de formação comuns, potenciando e acelerando a adoção entre todos.

A tecnologia em si é apenas parte da proposta de valor. Também se deve apostar na criação de soluções conjuntas, por exemplo através de processos de co-criação que permitem uma colaboração mais ágil entre especialistas em tecnologia, clientes e parceiros no desenvolvimento de soluções de cloud híbrida e IA, com recurso a Dados & IA, Automação, Segurança, Sustentabilidade, Infraestrutura e muito mais.

Esta aposta no ecossistema também proporciona frequentemente acesso crucial à investigação, novas tecnologias e competências que uma empresa não teria de outra forma. Para aqueles que desconfiam desta abordagem, um ecossistema forte é muitas vezes o diferenciador entre ofertas semelhantes.

Criar uma rede de parceiros estratégicos fortes é apenas o começo. As empresas precisam de ser capazes de direcionar e gerir os colaboradores certos para alcançar os resultados desejados, unindo assim forças para enfrentar grandes desafios. Não é apenas garantir que se possui os ingredientes certos, mas há que os correlacionar da maneira certa, para orquestrar os resultados onde um mais um é igual a três.

Outro desafio será a forma de relacionamento entre todos os participantes, onde a complexidade requer “coopetição”. Reduzimos as oportunidades no mercado quando nos concentramos na competição em vez da colaboração e o potencial de retorno é maior quando atuamos integrados num ecossistema. É essencial as empresas estarem focadas em aumentar o tamanho do bolo e deixar de tentar descobrir como o dividir.

Atualmente nenhuma empresa consegue ter sucesso sozinha. Mas em conjunto, há uma enorme oportunidade de se trazer soluções ao mercado com mais rapidez e ajudar a alcançar mais sucesso coletivo.

Estes ecossistemas devem ser transformados e adaptados para serem um mecanismo de crescimento, quer para as tecnológicas como para os seus parceiros, posicionando-os de forma única para ajudar a captar oportunidades do mercado de Cloud híbrida e IA.

Recomendado pelos leitores

Mitos que impedem o seu negócio de adotar a IA generativa
OPINIÃO

Mitos que impedem o seu negócio de adotar a IA generativa

LER MAIS

IA nas organizações em prol de maior desempenho, produtividade e criatividade
OPINIÃO

IA nas organizações em prol de maior desempenho, produtividade e criatividade

LER MAIS

Camões ganha um aeroporto, mas pode perder a sua língua
OPINIÃO

Camões ganha um aeroporto, mas pode perder a sua língua

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 108 JUNHO 2024

IT CHANNEL Nº 108 JUNHO 2024

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.