Ana Oliveira, Consultant, Michael Page em 2022-4-20

OPINIÃO

Liderança

Acelerar e consciencializar para a mudança através da Tecnologia

Iniciamos o ano de 2022 com uma retrospetiva face a 2021, um ano incrivelmente complexo, marcado por uma pandemia que assombrou e limitou todo o nosso quotidiano e liberdade, com enorme impacto ao nível da nossa qualidade de vida

Nesse sentido, colocámos alguma esperança de que 2022 seria um ano que nos traria estabilidade, e apesar de a situação pandémica estar finalmente a acalmar, rapidamente fomos assombrados por uma guerra, sem fim à vista e com enormes repercussões a nível mundial.

Refletindo ainda acerca de 2021 e em particular do mercado laboral, este foi um ano que marcou as empresas pelo seu enorme investimento em tecnologia, quer seja ao nível da segurança, quer seja pelas estratégias adotadas por inúmeras empresas que visaram a melhoria dos postos de trabalho dos colaboradores dada a imposição do teletrabalho colocada pelo governo. Deste modo e caminhando aos poucos para uma retoma à normalidade é importante analisar de que forma estas medidas foram importantes no ano de 2021 e de que forma podem ser implementadas para que 2022 seja um ano de recuperação e crescimento a nível global.

Como já mencionado, a aposta nas tecnologias durante a fase pandémica foi fundamental para que muitos postos de trabalho não fossem extintos e revelou-se essencial quer seja na execução de tarefas como na eficácia com que as mesmas foram desempenhadas. Ferramentas relacionadas com segurança, automatização de processos, videocalls permitiram que uma grande parte dos colaboradores pudesse trabalhar a partir de casa de uma forma bastante eficaz, com ganhos visíveis para um número significativo de empresas.

Foram notórias as consequências que um ano pandémico como o de 2021 trouxe para as pessoas no geral com o desemprego a aumentar e para as empresas com muitas delas a fecharem portas, no entanto, há claramente uma área que escapa a esta realidade – a das Tecnologias. A procura por colaboradores neste setor tem nitidamente aumentado e é difícil não só reter o talento como fazer com que os colaboradores se sintam valorizados. Nesse sentido o investimento em tecnologia torna-se fundamental para ambos os lados. Atualmente, os candidatos são bastante exigentes, a procura pelos mesmos é gigante e por essa razão, qualquer fator diferenciador irá fazer a diferença no processo de escolha de integração numa determinada empresa.

Desta forma, e com a oferta a aumentar, os processos de recrutamento nesta área sofreram uma grande mudança. Se antes da pandemia era improvável pensar-se em fases de recrutamento totalmente remotas, atualmente, é praticamente impossível pensar num cenário em que isso não aconteça. Isto só foi possível, porque as empresas apostaram na vertente tecnológica, sendo importante apontar algumas medidas que permitiram não só acelerar a mudança como também a adaptação das empresas face a esta nova realidade, nomeadamente:

  • Adoção do Teletrabalho na área das Tecnologias apresentou-se como um método de trabalho eficaz para os trabalhadores, com enormes ganhos ao nível da produtividade para colaboradores e empresas, contribuindo para que os mesmos se sintam mais felizes nos seus atuais postos de trabalho, o que leva a uma maior capacidade de reter talento por parte das empresas, visto acompanharem as tendências de mercado;
  • Formações sobre Tecnologia com vista à consciencialização dos colaboradores relativamente às medidas a adotar que lhes permitiu trabalhar com maior segurança, comodidade e de forma mais eficaz;
  • Processos de recrutamento e integração de colaboradores de forma virtual permitiu mostrar não só que as empresas se adaptaram a novos processos como pretendem adotá-los de forma consciente;
  • Automação, Inteligência Artificial e Machine Learning permitiram agilizar processos e procedimentos, possibilitando vantagem competitiva às empresas não só a nível de execução de tarefas como também nos processos de recrutamento;
  • Empresas partilharem a estratégia do grupo face às Tecnologias e às medidas implementadas trouxe confiança por parte dos colaboradores e permitiu atentar que a empresa está a acompanhar as novas tendências, dando-lhes uma boa visibilidade.

Deste modo, e em linha com as estratégias e medidas adotadas durante a pandemia, a aposta por parte das empresas na Tecnologia permitirá não só automatizar e acelerar processos, proporcionando enormes ganhos quer seja em termos de produtividade quer seja ao nível de execução de tarefas, contribuindo para que os processos sejam efetivamente mais ágeis. Este investimento irá não só possibilitar que as empresas acompanhem as tendências de mercado e se tornem numa empresa de referência, como também permitirá reter o talento, que nos dias-de- -hoje é crucial nesta área.

Ana Oliveira

Consultant na Michael Page

Recomendado pelos leitores

Employer branding: atrair talentos e promover a sua empresa no processo
OPINIÃO

Employer branding: atrair talentos e promover a sua empresa no processo

LER MAIS

O lanterna vermelha
OPINIÃO

O lanterna vermelha

LER MAIS

Disrupções nas cadeias de valor podem custar 920 milhões de euros ao PIB europeu
OPINIÃO

Disrupções nas cadeias de valor podem custar 920 milhões de euros ao PIB europeu

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 88 JUNHO 2022

IT CHANNEL Nº 88 JUNHO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.