2022-9-21

NEGÓCIOS

Vendas globais de wearables em queda no segundo trimestre

Dados da IDC indicam que as vendas de wearables diminuíram 6,9%, para 107,4 milhões de unidades, anualmente

O mercado de wearables enfrentou mais um período desafiante no segundo trimestre, com as vendas globais a diminuírem 6,9%, anualmente, para 107,4 milhões de unidades. Os novos dados do Worldwide Quarterly Wearable Device Tracker, da IDC indicam que a procura abrandou devido à inflação, aos receios em torno da recessão, ao aumento dos gastos noutras categorias não tecnológicas e ao extremo crescimento do mercado de wearables nos últimos dois anos.

Embora a lista das cinco maiores empresas não tenha mudado (Apple, Samsung, Xiaomi, Huawei e Imagine Marketing), quatro delas assistiram a quedas no segundo trimestre, em comparação com o período homólogo. “É lamentável que empresas como a Apple, a Samsung e a Google estejam prestes a lançar mais smartwatches premium numa altura em que o desejo por produtos a preços elevados está em causa”, afirma Jitesh Ubrani, research manager da IDC em Mobility and Consumer Device Trackers. “E mesmo que os preços em alguns novos produtos se mantenham os mesmos que a geração anterior, a força do dólar norte-americano dificulta a compra em moedas locais em todo o mundo”, completa.

O aumento dos preços e a estagnação da procura levou, também, a uma redução das perspetivas globais para os wearables, pelo que a IDC prevê agora que as transferências para o ano de 2022 se mantenham estagnadas em 535,5 milhões de unidades. No entanto, o crescimento regressará em 2023, uma vez que a procura de watches e de hearables deverá regressar devido aos novos compradores nos mercados emergentes e substituições em mercados maduros, indica a IDC.

Enquanto o mercado de wearables estava em queda no segundo trimestre e provavelmente estará estagnado este ano, certamente não está de fora”, comenta Ramon T. Llamas, research director de Mobile Devices e AR/VR na IDC. “À medida que o mercado dos wearables dá passos lentos em direção à maturidade, acabará por calcular os fluxos entre os volumes recorde que vimos durante a pandemia e o que vemos hoje. Mas, globalmente, a tendência continua a subir, apenas a um ritmo mais lento, à medida que os consumidores procuram substituições e o número de novos utilizadores começa a diminuir”.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Dispositivos wearable vão dominar mercado de IoT de consumo em 2022
NEGÓCIOS

Dispositivos wearable vão dominar mercado de IoT de consumo em 2022

LER MAIS

Vendas de auscultadores wireless e wearables em ciclo de expansão em 2022
NEGÓCIOS

Vendas de auscultadores wireless e wearables em ciclo de expansão em 2022

LER MAIS

Mercado mundial de wearables cresce perto de 6% no segundo trimestre
NEGÓCIOS

Mercado mundial de wearables cresce perto de 6% no segundo trimestre

LER MAIS

Recomendado pelos leitores

Cegid confirma aquisição do Grupo Primavera
NEGÓCIOS

Cegid confirma aquisição do Grupo Primavera

LER MAIS

Samsung comemora 40 anos em Portugal
NEGÓCIOS

Samsung comemora 40 anos em Portugal

LER MAIS

Má experiência leva Parceiros a abandonar fornecedor
NEGÓCIOS

Má experiência leva Parceiros a abandonar fornecedor

LER MAIS

IT CHANNEL Nº 90 SETEMBRO 2022

IT CHANNEL Nº 90 SETEMBRO 2022

VER EDIÇÕES ANTERIORES

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.